Carros

Falência de projeto mostra que frota 100% elétrica é sonho distante

Nir Elias/Reuters
Israelense Better Place apostou tudo na recarga de elétricos. E perdeu Imagem: Nir Elias/Reuters

Fernando Calmon

Colunista do UOL

Falência do projeto Better Place, que pretendia desenvolver postos de troca rápida de baterias, foi um duro golpe para os carros elétricos, em geral, e para a Renault em particular. O anúncio da derrocada foi feito durante o último final de semana. Ideia era boa, mas inviável.

Pensado para Israel e Dinamarca, o Better Place na verdade nunca decolou. Planos anunciados há cinco anos previam vender 100.000 unidades do sedã elétrico Renault Fluence Z.E. até 2016. Só se venderam 1.000 unidades em Israel e 400 na Dinamarca.

Apresentado em 2011, o Fluence Z.E. (de "emissão zero" de poluentes) faz parte de um investimento pesado do grupo Renault-Nissan -- de US$ 5,5 bilhões -- no desenvolvimento de carros 100% elétricos sem cogitar nenhum modelo híbrido.

No caso do sedã, a ideia era vender a versão elétrica pelo mesmo preço cobrado pela versão com motor a diesel na Europa, mas sem a bateria de íons de lítio de 398 V/22 kWh. Parte mais cara do projeto -- sendo mais cara que o próprio carro -- esta seria entregue ao comprador mediante uma espécie de aluguel, com subsídio da montadora e de governos locais. Informações completas da apresentação do projeto, à época, podem ser relidas com um clique aqui

Daí a importância de empresas como a Better Place para facilitar a recarga e substituição das baterias. Inicialmente, a empresa tinha planos de crescimento na Europa Ocidental e expansão posterior para Califórnia, China, Japão, Canadá, Havaí e Austrália.

De acordo com a agência Bloomberg, o desmoronamento de projetos elétricos não atinge apenas israelenses e franceses. O governo da Alemanha divulgou números ruins sobre o plano de ter 1 milhão de carros elétricos rodando pelo país até 2020. Pelo dados mais recentes, apenas 7.000 unidades foram vendidas. Há rumores, ainda, de que a Audi desistiu de vender a versão elétrica do esportivo R8

Tudo foi um grande equívoco. (Com Redação)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Carplace
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
UOL Carros

UOL Carros

Cristiano Ronaldo testa supercarro de R$ 7,8 milhões

Dizer que seu produto foi testado e aprovado por uma das maiores estrelas do futebol parece ser um bom argumento de vendas. Foi o que a Bugatti fez. Não que ela precise de muito esforço para vender o hiperesportivo Chiron, mas ainda assim a marca preparou um vídeo promocional em que Cristiano Ronaldo, multicampeão pelo Real Madrid, é convidado para acelerar o supercarro. O atacante experimentou o modelo de absurdos 1.521 cv de potência, capaz de fazer o 0-100 km/h em 2,5 segundos e de alcançar máxima de 420 km/h (e olha que ela é limitada eletronicamente), acompanhado do piloto de testes da marca francesa, Andy Wallace. Confira no vídeo. O próprio jogador fez marketing em cima da ação e publicou imagens do teste em seu Instagram, faturando milhares de curtidas entre seus 91 milhões de seguidores. Dono de um Veyron, antecessor do Chiron, o atual melhor jogador do mundo tem uma coleção de carrões de luxo de fazer inveja, formada por modelos da Ferrari, Porsche, Lamborghini e Rolls-Royce, só para citar algumas marcas. São alguns dos carros do craque os que aparecem ao seu lado no início do vídeo. Ao final da peça, Wallace sugere a Ronaldo que, caso ele queira "ficar com a chave" do Chiron, basta "ligar para a Bugatti?. Não se surpreenda se o goleador lusitano resolver incrementar sua coleção com o Chiron. Para isso ele terá de desembolsar modestos 2,4 milhões de euros, o equivalente a R$ 7,8 milhões.

Best Cars
AutoEstrada
Carsale
Carplace
AutoEstrada
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Carpress
Carplace
Carpress
Car and Driver
Carplace
Car and Driver
Carpress
Carplace
AutoEstrada
Best Cars
Best Cars
Carsale
Carplace
Carros
Carplace
AFP
Carplace
Best Cars
Carplace
Carplace
Carplace
Best Cars
Carplace
Motos - Da Redação
Carplace
Da Redação
Carplace
Best Cars
Carpress
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
Carplace
Carpress
Carplace
AutoEstrada
MotorDream
AutoEstrada
Topo