Carros

Preços na Europa aproximam Renault Captur do Brasil

Newspress
Renault Captur: exterior do crossover baseado no Clio IV é personalizável, e cabine pode ter tablet Imagem: Newspress

Claudio Luís de Souza

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/03/2013 13h13Atualizada em 14/03/2013 16h35

O crossover Captur, da Renault, parte de 15.500 euros no mercado francês. O valor equivale a R$ 41.850 em conversão simples. A tabela de preços do modelo, apresentado em versão definitiva no Salão de Genebra, foi divulgada nesta quinta-feira (14) pela fabricante. 

Este é o preço da versão Life, sem ar-condicionado (opcional, por 1.000 euros), dotada de motor 3-cilindros turbo de 90 cavalos. Há mais três motorizações, duas delas a diesel. Outras versões de acabamento e conteúdo são Zen, Business e Intens -- esta última, topo da gama, custa 21.200 euros com motor a gasolina de 120 cv (chega a 22.700 euros com motor diesel).

Ou seja, o Captur mais caro que poderia ser vendido no Brasil custa na França o equivalente a R$ 57.240. O mais barato, repetimos, R$ 41.850. É complicado estimar um preço local após aplicação de taxas e impostos, mas o Captur provavelmente ficaria acima dos R$ 70 mil em nosso país. Assim, concorreria com versões completíssima de Ford EcoSport, Chevrolet Trax/Tracker, Peugeot 2008 e do futuro SUV urbano da Honda.  Tudo muito caro, mas aceito por certa fatia dos consumidores.

O Captur é derivado do Clio IV, lançado no Salão de Paris de 2012. Mede 4,12 metros, menos que nossos hatches médios. Não tem opção de tração integral.

Considerando que o Duster é plataforma Dacia e tem proposta mais de robustez do que de sofisticação, uma eventual vinda do Captur ao Brasil, via importação, parece mais provável agora do que antes do anúncio dos preços franceses -- ainda que como complemento de gama.

O Brasil faz parte de uma promoção da Renault no Facebook, na qual um Captur deve ser personalizado nas cores da bandeira nacional de cada país. No entanto, o mini-site da fabricante dedicado ao Captur é totalmente voltado a países europeus.

O Captur é fabricado na Espanha e substitui o Renault Modus -- parte dos analistas atribui a troca deste, uma minivan, por um crossover urbano com músculos de SUV como reflexo do inesperado sucesso do Nissan Juke no Velho Continente. 

Entre os itens mais interessantes do Captur, destacam-se o porta-luvas em forma de gaveta, mais espaçoso; o sistema de infotainment R-Link, com tablet integrado; e luzes diurnas de LED em todas as versões. Já a partir da Life o crossover tem quatro airbags, freios com ABS, controle de estabilidade, janelas e retrovisores elétricos, além de som com Bluetooth. Na Intens, o tecido dos bancos é retirável e lavável.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo