Carros

Audi mostra força com RS7 e SQ5, esportivos garantidos para o Brasil

Geoff Robins/AFP
RS7 (foto) e SQ5, novidades da Audi em Detroit, formam a dupla de esportivos da fabricante alemã Imagem: Geoff Robins/AFP

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA)

A Audi demonstra força no Salão de Detroit deste ano, ao apostar tudo em versões poderosas de modelos já conhecidos: o RS7 é a mais sanguinária configuração do cupê de quatro portas A7, enquanto o SQ5 abre o caminho esportivo para os SUVs da marca. Ao fundo, ficaram modelos lançados há pouco tempo, como R8 reestilizado e o RS5 conversível.

Estreando ainda este ano nos mercados desenvolvidos, tanto RS7 quanto o SQ5 têm chegada ao Brasil garantida pela Audi. O cupê esportivo será vendido na Europa no segundo semestre deste ano, antes de desembarcar aqui no primeiro trimestre de 2014. No caso do SUV, a data de chegada ainda está indefinida. Incertos também são os preços a serem cobrados.

EXECUTIVO ANABOLIZADO
O RS7 tem ainda mais poderio que o já forte S7: o motor 4.0 V8 biturbo rende até 567 cavalos com 71,4 kgfm de torque -- a partir de baixíssimas 1.750 rpm --  e, comandado pelo câmbio automático de oito marchas, é capaz de fazer o cupê perder a placidez executiva ao acelerar de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos. O limitador de velocidade poda tudo aos 250 km/h, por segurança.

De acordo com a fabricante, o motorzão do RS7 ainda pode desativar metade dos cilindros -- se comportando como um simples quatro-cilindros -- quando a performance não é requisitada pelo motorista e assim reduz seu consumo. A promessa é fazer até 10,5 km/litro.

Entre os itens de segurança, o carro tem diferencial esportivo na traseira, freios ABS (sistema antiblocante) de carbono-cerâmica de última geração, EBD (distribuição da força de frenagem) e controle de estabilidade eletrônico. A carroceria é feita com vários componentes de fibra de carbono, para reduzir peso e elevar a resistência.

A tração integral quattro distribui o torque 40% à frente e 60% à traseira, mas muda de comportamento conforme as condições de aderência e pressão sobre o acelerador. O RS7 pode ter suspensão a ar, dois centímetros mais baixa que a do S7, ou um conjunto esportiva com controle dinâmico. As belas rodas cromadas são de 20 polegadas (aro 21" opcional).

Por dentro, o acabamento é de couro padrão ou Alcantara. Painel ainda possui relógios com temperatura do óleo e pressão dos turbos e um cronômetro.

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

SUV DA LINHA S
O SQ5 é o primeiro SUV da Audi produzido em série em versão esportiva -- o RS Q3, mostrado em 2012, era apenas um conceito.

O jipinho usa o mesmo motor V6 3.0 TFSI do sedã A6 e consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 5,3 s. O câmbio é o Tiptronic, automático de oito marchas, e pode ser comandado por borboletas atrás do volante. A tração, assim como no RS7, é integral. Segundo a Audi, modelo é capaz de fazer 11,8 km/l de gasolina.

FORÇA BRUTA

  • Paul Sancya/AP

    Audi SQ5 a gasolina: variante mais forte do Q5 usa motor 3.0 V6, com compressor, de 360 cv

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo