Topo

Carros

Ford confirma fabricação do New Fiesta no ABC e lança motor 1.5

Murilo Góes/UOL
New Fiesta exibido no Salão de Paris 2012: frente unificada com a gama global da Ford Imagem: Murilo Góes/UOL

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA)

16/01/2013 11h59Atualizada em 22/01/2013 11h56

É oficial. Conforme adiantado por UOL Carros, a Ford anunciou na noite desta terça-feira (15), em Detroit (EUA), que o Fiesta, atualmente fabricado no México e vendido no país como New Fiesta, será produzido no Brasil. O sedã, por ora, continua sendo importado.

A dúvida sobre onde seria a produção -- em São Bernardo do Campo, São Paulo, ou Camaçari, na Bahia -- também foi eliminada. O hatch será feito na fábrica do ABC paulista, apesar de o EcoSport, de mesma plataforma, ser feito na planta baiana. Lá será feita a próxima geração do Ka, ainda sem data prevista (a atual é fabricada no ABC).

A nacionalização do New Fiesta traz outra importante novidade: a estréia de um motor 1.5 16V, ainda sem potência e torque revelados, mas capaz -- segundo a Ford -- de render 8,7 km/l com etanol e 12,5 km/l com gasolina (ciclo combinado entre cidade e estrada). É um recurso para baratear um pouco o preço final do modelo. Este motor já foi incluído na medição de consumo do Inmetro para 2013.

O motor Sigma 1.6 continua sendo oferecido, mas somente nas configurações mais caras. O câmbio, sempre de seis marchas, poderá ser manual ou automatizado de dupla embreagem (DCT-6, o mesmo do EcoSport).

New Fiesta brasileiro visto no Salão de SP
Veja Álbum de fotos

NAS RUAS
As primeiras unidades do New Fiesta nacional, que já vêm com o facelift mostrado em 2012 no Salão de Paris, começam a ser distribuídas às lojas em abril. As vendas, portanto, começam ainda neste primeiro semestre. Para trazer o carro ao Brasil, a Ford fez um investimento de R$ 800 milhões. 

Apesar da mudança de casa, os preços devem sofrer poucas alterações, já que o modelo mexicano era trazido sem taxa de importação (graças ao livre comércio de veículos no Mercosul), embora obedecendo às cotas estabelecidas pelo novo regime automotivo.

Viagem a convite da Anfavea

Mais Carros