Novo Audi A3 Sportback chega em 2013 e é candidato a ser feito no Brasil

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em Monte Carlo (Mônaco)

A Audi apresentou nesta quinta-feira (22), em evento realizado no Principado de Mônaco e reservado à imprensa especializada do Brasil e de países do Leste Europeu, a nova geração do hatch premium A3, agora na configuração de quatro portas. O Audi A3 Sportback chega ao mercado local em fevereiro de 2013 e alguns meses depois, no final do primeiro trimestre, às lojas brasileiras.

Um pouco antes, em março, será a vez do A3 duas-portas. Ambos foram mostrados no Salão do Automóvel de São Paulo em outubro. Depois, em algum momento de 2014, surge o A3 sedã, novíssima configuração do médio premium a ser apresentada mundialmente em 2013, muito provavelmente durante do Salão de Frankfurt (em setembro).

Voltado às duas configurações já existentes e que chegarão mais rápido ao Brasil, o A3 conta com dois motores a gasolina diferentes do utilizado na geração atual: o 1.4 turbo de 122 cavalos e 20 kgfm do A1 (na Europa, o propulsor utilizado tem 140 cv e pode desligar dois dos quatro cilindros de acordo com a demanda) e o inédito 1.8 turbo de 180 cavalos e duplo sistema de injeção (direta ou MPFI, dependendo da necessidade de performance ou eficiência). O câmbio para o mercado brasileiro será sempre o S tronic, automatizado de sete marchas, com tração dianteira. Na Europa, existem ainda opções a diesel, com câmbio manual ou automático de seis marchas (este último para carros dotados de tração integral quattro).

Além disso, o A3 assume os hábitos do restante da família Audi, como a grade hexagonal e os faróis em forma de lâmina (totalmente formados por LEDS nas versões que chegarão ao Brasil), a obsessão pela dieta (está pelo menos 90 quilos mais leve que o anterior na versão de entrada, que pesa 1.205 quilos), pela musculação (ficou mais musculoso e seis centímetros mais espaçoso, com 2,64 metros de entre-eixos, ainda que as medidas externas sejam semelhantes) e a fissura tecnológica, com equipamentos "emprestados" dos luxuosos A6, A7 e A8, como os sistemas de auxílio ao motorista e a internet 3G, que se conecta às redes sociais e aos mapas do Google e ainda pode ser compartilhada com os celulares dos ocupantes.

Álbum mostra os detalhes do A3 Sportback 2013
Veja Álbum de fotos

MAIS CARO OU MAIS BARATO?
O A3 duas-portas europeu parte de 22.500 euros (cerca de R$ 61 mil sem impostos ou valores adicionais), o que representa um aumento de cerca de 1.000 euros em relação ao predecessor. No caso do Sportback, os preços começam em 25.300 euros (R$ 68.600) pelo 1.4 Attraction chegando a 32.300 euros (R$ 87.600) pelo 1.8 Ambiente com pacote S-line topo da gama.

Para o Brasil, onde o A3 atual varia de R$ 110 mil (Sport, duas-portas) a R$ 143 mil (Sportback 2.0 Ambition), ainda não há definição sobre valores. A intenção, segundo o presidente da marca Leandro Radomile, é manter os patamares atuais, uma vez que o carro tem motores menores (ainda que mais fortes e eficientes, devido ao conceito de downsizing, que neste caso entrega produtos com torque acima de 25,5 kgfm e pouco apetite), mas muito mais recheados. Isso, porém, pode variar ao sabor do câmbio e da política externa do país.

Há uma esperança para valores menores apenas num futuro a médio prazo, já que o carro está cotado para ser fabricado na unidade que a Audi deve construir no Brasil (saiba mais aqui), sobretudo nas configurações quatro-portas (esta Sportback) e sedã. Embora seja muito cedo para definir metas e cifras, os executivos da casa acreditam que modelos de maior demanda e menor tamanho (A1 e A3, por exemplo, em relação a A4 e Q3) poderiam ter o preço reduzido em mais de 10%. É esperar para ver.

UOL Carros publicará em breve suas impressões sobre o A3 Sportback.

ASSISTA AO VÍDEO OFICIAL DO AUDI A3 SPORTBACK

Viagem a convite da Audi do Brasil

UOL Cursos Online

Todos os cursos