Carros

Novo Clio reafirma opção preferencial da Renault pelos carros 'baratos'

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

A Renault  assume de vez a postura de marca popular e veste a camisa do custo/benefício em sua apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo, nesta-segunda-feira (22). O objetivo é manter o bom nível de crescimento obtido no ano: graças aos modelos da Dacia, a marca foi uma das que mais avançou e já assusta a Ford, quarta colocada em vendas no Brasil.

Se por um lado isso significa produtos mais acessíveis e atendimento melhor, como o reforço da garantia de três anos, também implica em  lançamentos mais simples. É o caso do novo Clio nacional, que traz nova frente e traseira ligeiramente mexida.

O resultado parece decepcionante para quem viu o Clio IV, com grade e faróis que apenas imitam o europeu (o facelift foi devidamente detonado aqui), mas a receita mais barata deve agradar ao público do segmento inicial.

O carro chega no começo de novembro por cerca de R$ 25 mil (nota do Editor: o preço oficial inicial, divulgado no lançamento dias após a coletiva do Salão, foi definido em R$ 23.290) para encarar Celta, Palio Fire e Ka com a receita mostrada nos atuais Logan e Sandero de entrada: motor 1.0 Hi-Power de 80 cv com etanol, com promessa de ser o mais econômico da categoria.

Para quem se frustrou e queria algo mais avançado, fica a oferta da tela sensível ao toque com sistema MediaNav, que agrega som, telefonia e navegação por GPS -- disponível também para Logan (versão Expression) e Sandero (Privilege e Stepway). Herdado do Duster Tech Road, o opcional custa R$ 500.

E há ainda a chegada do Fluence GT, versão 2.0 turbinada com 180 cv e 30,6 kgfm do sedã médio, que estreia até o fim do mês por R$ 79.270. Além do motor de alto desempenho e eficiência, a marca ressalta o trabalho da grife Renault Sport na versão, que traz rodas aro 17 e para-choques e saia esportivas.

Elétricos? Fluence Z.E. e Twizy, classificados pela marca como ideais para São Paulo, estão no Salão, mas com 55% de imposto de importação ficarão só como vitrine, mesmo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Carplace
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
UOL Carros

UOL Carros

Cristiano Ronaldo testa supercarro de R$ 7,8 milhões

Dizer que seu produto foi testado e aprovado por uma das maiores estrelas do futebol parece ser um bom argumento de vendas. Foi o que a Bugatti fez. Não que ela precise de muito esforço para vender o hiperesportivo Chiron, mas ainda assim a marca preparou um vídeo promocional em que Cristiano Ronaldo, multicampeão pelo Real Madrid, é convidado para acelerar o supercarro. O atacante experimentou o modelo de absurdos 1.521 cv de potência, capaz de fazer o 0-100 km/h em 2,5 segundos e de alcançar máxima de 420 km/h (e olha que ela é limitada eletronicamente), acompanhado do piloto de testes da marca francesa, Andy Wallace. Confira no vídeo. O próprio jogador fez marketing em cima da ação e publicou imagens do teste em seu Instagram, faturando milhares de curtidas entre seus 91 milhões de seguidores. Dono de um Veyron, antecessor do Chiron, o atual melhor jogador do mundo tem uma coleção de carrões de luxo de fazer inveja, formada por modelos da Ferrari, Porsche, Lamborghini e Rolls-Royce, só para citar algumas marcas. São alguns dos carros do craque os que aparecem ao seu lado no início do vídeo. Ao final da peça, Wallace sugere a Ronaldo que, caso ele queira "ficar com a chave" do Chiron, basta "ligar para a Bugatti?. Não se surpreenda se o goleador lusitano resolver incrementar sua coleção com o Chiron. Para isso ele terá de desembolsar modestos 2,4 milhões de euros, o equivalente a R$ 7,8 milhões.

Best Cars
AutoEstrada
Carsale
Carplace
AutoEstrada
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Carpress
Carplace
Carpress
Car and Driver
Carplace
Car and Driver
Carpress
Carplace
AutoEstrada
Best Cars
Best Cars
Carsale
Carplace
Carros
Carplace
AFP
Carplace
Best Cars
Carplace
Carplace
Carplace
Best Cars
Carplace
Motos - Da Redação
Carplace
Da Redação
Carplace
Best Cars
Carpress
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
Carplace
Carpress
Carplace
AutoEstrada
MotorDream
AutoEstrada
Topo