Carros

Ex-presidente da Porsche pode ser acusado de manipulação de ações da Volks

Andreas Cremer
Hendrik Sackmann

Da Reuters, em Berlim (Alemanha)

06/08/2012 14h35

 

O ex-presidente-executivo da Porsche, Wendelin Wiedeking, e um ex-vice-presidente financeiro podem ter de esperar três meses para saber se promotores alemães vão acusá-los de manipulação do mercado com ações da Volkswagen.

O porta-voz dos promotores de Stuttgart (Alemanha), sede da Porsche, disse nesta segunda-feira (6) que a investigação da polícia ainda não tinha acabado, confirmando uma matéria da revista "Der Spiegel".

Os advogados dos dois ex-executivos têm até novembro para contestar as conclusões da investigação, de possível manipulação do preço das ações da Volkswagen por Wiedeking e Holger Haerter durante a fracassada compra da montadora alemã pela Porsche em 2008-09, disse o porta-voz.

Wiedeking -- apontado pela "Fortune" em janeiro de 2009 "como o homem que passou o mercado para trás"-- e Haerter podem pegar até cinco anos de prisão se considerados culpados de descumprirem leis do mercado mobiliário, acrescentou o representante dos promotores.

A defesa de Wiedeking afirmou à Reuters que as conclusões da investigação eram injustificadas, enquanto a de Haerter não estava disponível para comentar o assunto. Investidores acusaram a antiga gestão da Porsche de tentar comprar muito mais ações da Volkswagen do que anunciava publicamente.

Em março de 2008, a Porsche negou as "especulações" da imprensa de que estava tentando comprar a Volkswagen, que faz mais carros em uma semana do que a outra produz em um ano.

Sete meses depois, a Porsche divulgou que suas posições davam o controle de quase 75% da Volkswagen, fazendo as ações desta última dispararem e vendedores a descoberto correrem para recomprar as ações que tinham emprestado apostando que os papéis da Volkswagen iriam cair.

Essa corrida fez as ações da Volkswagen chegarem a 1.000 euros cada em poucos dias, o que fez a montadora alemã ser, durante pouco tempo, a mais valiosa companhia do mundo, despertando acusações de manipulação de mercado.

No último dia 1º de agosto, a Volkswagen oficializou a tomada de controle acionário da Porsche.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo