Carros

GM rasga RG da Chevrolet e 'imita' rivais ao mostrar o grandalhão Traverse 2013

Divulgação
Traverse 2013: jeito de Honda CR-V, VW Touareg, Nissan Pathfinder e Hyundai Santa Fe Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

29/03/2012 12h59

A GM não teve pudor em radicalizar e apresentou, nesta quinta-feira (29), um modelo que simplesmente abandona a identidade visual vigente da marca Chevrolet e segue o padrão estabelecido por rivais. Estamos falando do SUV grandalhão Traverse ano/modelo 2013, que se mostra sem a grade frontal bipartida e ostenta em seu lugar uma frente mais contemporânea, elegante e que, segundo a imprensa americana, lembra rivais como Ford Explorer e Volkswagen Amarok. Ou seja, rasga o RG da Chevrolet.

O novo Traverse será formalmente lançado no Salão de Nova York, que começa na próxima semana, e segundo a GM adianta "a nova cara dos crossovers e SUVs" da Chevrolet. A nova linha de design inclui faróis retilíneos (adeus lentes repuxadas e recortadas) e alinhados à grade frontal, que agora conta com três lâminas quase horizontais inseridas em uma pentágono invertido.

Esta grade, veja só, se assemelha muito àquela que a Chevrolet exibia antes dos conceitos Beat (que deu origem ao compacto Spark, não vendido em nosso país) e Trax e de modelos como o Cruze inaugurarem o padrão de cara larga e grade cortada por barra longitudinal com o qual convivemos atualmente. No Brasil, a estreia foi feita com o hatch Agile. Voltando ao novo Traverse, seu estilo frontal é complementado por outra tomada de ar (puramente visual) no para-choque, que conta com mais duas lâminas horizontais e é ladeada pelos nichos dos faróis de neblina.

Atrás, as lanternas formadas por duas peças contam com elementos internos alinhados de forma a lembrar um óculos, recurso utilizado na pequena reestilização do esportivo Camaro apresentado no começo do mês no Salão de Genebra.

  • Divulgação

    Acima, o Traverse atual, com grade bipartida e jeito similar ao do Malibu vendido no Brasil.
    Abaixo, a nova geração do Malibu, que teria inspirado o Traverse 2013 segundo a GM. Faltou explicar o que aconteceu com a barra longitudinal que atravessava a grade em forma de escudo

  • Divulgação

A GM indica que as mudanças no Traverse seguem o padrão indicado pela atual geração do Chevrolet Malibu. De fato, o sedã médio-grande serve de referência para o SUV desde o modelo anterior, mas a crítica especializada americana vê outras fontes de inspiração. O sentimento geral é um só: o novo Traverse quer se alinhar à concorrência numa tentativa de ficar mais atraente.       

Segundo o "Autoblog", a apresentação do Chevrolet nesta quinta-feira foi uma resposta à Ford, que revelou na última quarta-feira uma nova versão de seu Explores (veja o carro aqui). Nos Estados Unidos, o Explorer liderou o segmento em 2011, com 135 mil unidades vendidas. O Traverse só entregou 107 mil.

O site especializado "Edmunds Inside Line" aponta que o próximo modelo da marca a apresentar este visual mais limpo será o Equinox. Já outro site americano, o "Jalopnik", foi mais direto ao afirmar que o novo Traverse ficou semelhante ao alemão Volkswagen Touareg. UOL Carros vê ainda uma semelhança com a vindoura nova geração do coreano Hyundai Santa Fe, com a reformulação (ainda conceitual) do japonês Nissan Pathfinder e até com o recém-modificado  Honda CR-V (embora este seja um modelo menor).

SÓ PLÁSTICA
Passado o choque com a quebra de visual, é possível analisar o restante do pacote e constatar que o Traverse mantém seus atributos. Houve um acerto da suspensão, introdução de materiais mais agradáveis ao toque no interior, pequenas mudanças de acabamento, e o acréscimo de uma tela de LCD de 6,5 polegadas, que agrega sistemas multimídia e de comunicação -- nada fora do habitual no segmento.

A motorização fica por conta do V6 (seis cilindros contrapostos dispostos em ângulo) de 3,6 litros capaz de entregar 292 cavalos de potência máxima com torque de 37 kgfm. A tração pode ser dianteira ou integral (AWD), gerenciada pelo câmbio automático de seis marchas utilizado em outros modelos da marca.

O preço ainda não foi anunciado. O Traverse atual parte de US$ 29.510 -- algo próximo aos R$ 54.900.

COMO FICA O BRASIL
Uma questão fica pendente: se o Traverse adianta o novo estilo dos utilitários e crossovers da Chevrolet, o que dizer do visual da nova geração da Blazer, desenvolvida pelo centro de design brasileiro e mostrada em suas formas finais recentemente? Ou do compacto Chevrolet Enjoy, apelidado de "mini-Captiva", cujos desenhos para patente vazaram esta semana?

  • Divulgação

    Embora menor, Chevrolet Blazer cumpre o papel do Traverse no Brasil: transporta sete pessoas com boa dose de conforto. Nova geração do modelo, porém, manterá grade bipartida. E agora?

É sempre bom lembrar que não temos acesso ao Traverse ou ao Equinox em nosso país -- e provavelmente permaneceremos assim. Por aqui, Captiva e Blazer assumem o papel de crossover/SUV com capacidade para transportar cinco e sete pessoas, respectivamente. Além dos dois, poderemos ter num futuro próximo o Enjoy, brigando num segmento inferior, onde o Ford EcoSport é líder.

Assim, restam algumas perguntas: a nova family face da Chevrolet é um blefe, valerá apenas para o território norte-americano ou os modelos citados acima -- únicos a serem disponibilizados abaixo da linha do Equador -- já nascerão desatualizados?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo