Carros

Mazda vai contra as massas outra vez e ignora Super Bowl

Claudio de Souza/UOL
Inovar é com a Mazda. Gastar dinheiro com reclame na TV já é uma outra história... Imagem: Claudio de Souza/UOL

Claudio Luis de Souza

Do UOL, em Las Vegas (EUA)

04/02/2012 19h16

Neste domingo (5) o mundo vai parar e assistir ao Super Bowl, finalíssima do futebol americano, este ano disputada em Indianapolis. Jogam New England Patriots, do bonitão Tom Brady, marido de Gisele Bündchen, e o New York Giants.

Quer dizer, não é exatamente o mundo que para, e sim o mundo segundo os americanos (ou seja, os Estados Unidos). Nada é mais importante por aqui do que este jogo, tanto que até o congresso anual da National Automobile Dealers Association (Nada), entidade que reúne as concessionárias de veículos do país (homóloga da brasileira Fenabrave), vai fechar suas portas mais cedo no domingo para que os participantes possam ver o jogo. Um aviso sobre isso foi incluído nos programas oficiais do evento -- tudo para acalmar os fanáticos pelo esporte.

Fabricantes de veículos costumam caprichar nos anúncios televisivos a serem veiculados nos intervalos do Super Bowl, que têm o minuto publicitário mais caro do mundo (e também o mais assistido nos EUA). A Honda, por exemplo, decidiu este ano reinventar o filme Curtindo a Vida Adoidado para propagandear o novo CR-V. Haverá também peças de Audi, Kia e Chevrolet, entre outras.

Mas há quem esteja se lixando, ou ao menos fazendo pose.

A japonesa Mazda mandou o Super Bowl às favas e decidiu apostar num filmete totalmente baseado na internet. Ele não fala de um produto específico, e sim da tradição de inovação tecnológica da marca, hoje representada pelo nome Skyactiv -- que propõe a gradual adoção de soluções de engenharia para aumentar performance e eficiência de seus carros em 30% até 2015. E isso sem contar com a eletricidade. Para a Mazda, o futuro próximo ainda é a combustão.

O nome do filmete da fabricante japonesa não é modesto: "The Revolution".

ASSISTA AO COMERCIAL DA MAZDA OFF-SUPER BOWL

  • Na imagem do preview, o motor rotativo Wankel, uma das inovações da Mazda ao longo de sua história

Cerca de 2 milhões de pessoas cadastradas no mailing da Mazda receberam um e-mail com o anúncio nesta sexta-feira (3). No domingo, dia do Super Bowl, ele será postado nas páginas da Mazda no Facebook e no You Tube. A companhia espera que o filmete se transforme num viral difundido pelos fãs nas redes sociais (funcionou, pois UOL Carros conseguiu o vídeo numa delas já neste sábado). Vale notar que o anúncio será mostrado em alguns poucos canais regionais de TV durante o Super Bowl -- mas não no nível nacional.

"Não somos um fabricante para as massas, não queremos atrair todo mundo no mundo todo, que é o que o Super Bowl faz", disse Don Romano, chefão de marketing da Mazda para a América do Norte. Segundo sua afirmação ao boletim Automotive News, a marca é "bastante seletiva" ao determinar quem pode se interessar pela tecnologia Skyactiv. E não por falta de dinheiro: Romano diz que a Mazda aumentou seu investimento em publicidade em cerca de 25%. Mas não revela valores.

Depois dessa campanha de cunho mais institucional, a Mazda começa a promover o crossover CX-5 nos EUA. Enquanto isso, a discussão sobre o acordo automotivo entre Brasil e o México, sede de uma futura fábrica que poderia abastecer nosso país, deixa os carros da Mazda cada vez mais distantes de nós.

Viagem a convite da Fenabrave
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo