Carros

Peugeot 308 deixa de se esconder a duas semanas do lançamento

Gabriel Dias/UOL
Peugeot 308 é visto limpo no Rio a duas semanas do lançamento, dias 15 e 16 de fevereiro Imagem: Gabriel Dias/UOL

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo

30/01/2012 19h53

Pode observar a foto acima, feita no bairro da Urca, no Rio, por Gabriel Dias, leitor de UOL Carros. Ela é simbólica por dois motivos: primeiro, por  mostrar o novo Peugeot 308 de cara limpa, sem qualquer disfarce, antes do lançamento oficial; mas, principalmente, será a última a mostrar o carro ainda como um flagrante jornalístico.

Em cerca de duas semanas, precisamente nos dias 15 e 16 de fevereiro, o 308 passa a ser realidade no Brasil. Nestes dois dias, a Peugeot nacional vai apresentar o hatch médio com o qual vai abastecer as lojas do país a partir de março.

Apesar da placa da unidade fotografada ser da cidade fluminense de Porto Real, o 308 chega ao Brasil importado da Argentina (com alíquota de importação apenas simbólica), algo que já ocorre com o atual 307. O modelo que ainda está à venda apenas com peças de estoque, aliás, morre de vez com a chegada da nova geração. A fábrica argentina de El Palomar, que fazia o 307, está ocupada agora com o 308, montado sobre a plataforma 2 da Peugeot-Citroën.

VEJA O VÍDEO DE DIVULGAÇÃO ARGENTINO DO PEUGEOT 308

NOVA GERAÇÃO
Na linha da Peugeot, o último algarismo do numeral que forma o nome dos carros indica em qual geração está o modelo. Assim, o 308 prossegue o programa de substituição total da linha para uma nova geração. O primeiro a marcar este novo patamar foi o sedã 408, também feito na Argentina, que matou de uma vez só o sedã médio-grande 407 e o sedã médio 307. Agora, será a vez do 307 hatch dar adeus e ser substituído pelo 308.

Por fim, em algum momento de 2013, será a vez do 207 seguir a luz no fim do túnel, deixando o caminho livre para o novíssimo 208, que será fabricado na unidade brasileira de Porto Real.

  • Gabriel Dias/UOL

    Perfil do novo 308 mostra prolongamento do para-brisa em direção ao teto e rodas de alumínio, visual e equipamento que indicam que a versão fotografada é a mais cara (Feline 2.0)

MUDANÇAS
Apesar de ser velho conhecido na Europa, que em breve verá o 309 circulando por suas vias, o 308 chega ao Brasil apenas agora, quase cinco anos após o lançamento original. De consolo, fica o fato do 308 argentino ser fabricado de acordo com o mais recente face-lift do modelo, apresentado no Salão de Genebra de 2011.

Ainda assim, como provam as imagens do leitor de UOL Carros, a chegada tardia do 308 não significa que o carro esteja ultrapassado. Pelo contrário, o carro desembarca trazendo um conjunto invejável, ao menos em sua versão mais completa (justamente a das imagens): terá faróis e lanternas mais afilados; para-choque frontal pronunciado apenas em sua porção central, formando uma enorme boca em conjunto com a grade; grandes losangos para o nicho de luzes de neblina, que podem ser complementados por um arco de LEDs (luzes diurnas) nas versões mais caras. No quesito mimos, estão inclusos rodas de alumínio, sensores de luzes, limpadores de para-brisa e de estacionamento, teto solar, retrovisores elétricos com rebatimento, computador de bordo, central multimídia e de telefonia, dupla zona de refrigeração e até seis airbags.

O atual 307 ainda é vendido por aqui (apenas) com motor 1.6 de 110/113 cavalos (gasolina/etanol) e em três versões que custam R$ 53.990, R$ 57.930 e R$ 64.890, respectivamente, todas com airbag frontal duplo e ABS. 

O novo 308 será entregue com duas opções de motor, um deles inédito: o novo EC5, de 1,6 litro, entregará potência de 115 cv com gasolina e 122 com etanol (isso graças ao melhor ajuste da taxa de compressão, agora de 12,5:1) ao mesmo tempo em que dispensa o "tanquinho" para partidas a frio. Além dele, o novo hatch terá como opção o motor 2.0 flex de 143/151 cv, já conhecido. A caixa de câmbio pode ser manual de cinco marchas ou automática de quatro (não, nada mudou em relação ao já tradicional e cansado Tiptronic).

  • Gabriel Dias/UOL

    Traseira tem tampa limpa, marcada por um único vinco, e para-choque bojudo. Apesar do motor em linha, peças cromadas induzem à ideia de esportividade típica de carros com motor em V

Na Argentina, onde o atual 307 custa 100.400 pesos (o equivalente a R$ 40.570), o 308 tem os seguintes versões e preços:

- 1.6 Active: ABS, duplo airbag e  computador de bordo - 102.900 pesos (equivalente a R$ 41.580).
- 1.6 Allure: acrescenta controles eletrônicos (espelhos, luzes, limpadores, som, telefonia...), farol de neblina e teto solar - 112.600 pesos (R$ 45.500).
- 2.0 Feline: seis airbags, duas zonas de climatização, LEDs diurnos, rodas de alumínio, GPS, entre outros - 135.800 pesos (R$ 54.800).

A Peugeot do Brasil ainda não se pronunciou sobre preços, o que só deve ser feito durante o lançamento oficial, mas as versões do modelo não devem diferir muito do que já é ofertado ao mercado argentino. Quanto à realidade dos preços praticados, o futuro dirá, muito em breve.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo