Carros

Veja a dianteira da nova Toyota Hilux, que vai ganhar opção flex

Marlos Ney Vidal/Autos Segredos/UOL
Toyota Hilux 2012: cara de sedã e opção de propulsor bicombustível Imagem: Marlos Ney Vidal/Autos Segredos/UOL

Da Redação

24/10/2011 11h30

A máxima de que os utilitários modernos -- SUVs e picapes -- têm de ter conforto e dirigibilidade de carros de passeio vem sendo martelada pelas fabricantes há algum tempo. Com lançamento marcado para o dia 1º de novembro, a nova linha Hilux, da Toyota, mostra sinais disso até do lado de fora.

  • Arte/UOL

    Grades frontais da nova Hilux e dos sedãs Toyota Camry e Hyundai Sonata

Os caminhões-cegonha com exemplares da picape já começam a abastecer as lojas de todo o país. A foto desta reportagem foi feita em Minas Gerais, mas a reportagem de UOL Carros viu um caminhão lotado de Hilux circulando no sábado (22) pelo Rodoanel, possivelmente vindo do porto de Santos (SP).

O que chama mais a atenção é a grade frontal. Nas unidades fotografadas, ela possui três barras horizontais e moldura cromada, destacando o logotipo da Toyota em tamanho GG e posicionado bem próximo do capô. As tais barras ficam mais encorpadas na porção central, dando a impressão de uma discreta "entortadinha".

Ficou bonito, e não deixa de seguir a lógica do Camry -- mas também ficou muito parecido com a grade do Hyundai Sonata. Bem, se o paradigma é sedã médio-grande, está tudo certo... Vale observar que há também fotos da traseira da Hilux, mas nela praticamente não houve alterações.

O lançamento da linha 2012 inclui também a remodelagem do SUV SW4 e o lançamento da motorização flex. Até agora, o picape era vendida apenas com propulsores a diesel de 2,5 e 3 litros, ambos sobrealimentados com turbo. Já o SW4 usa o motor de 3 litros ou um V6 a gasolina de 4 litros.

RIVAIS
A nova Hilux chega num momento em que dois players importantes do mercado nacional, Chevrolet S10 e Ford Ranger, estão prestes a mudar completamente. A primeira já tem uma opção bicombustível, e a segunda certamente vai passar a oferecê-la para conseguir reverter uma notável queda nas vendas.

Até o final da primeira quinzena de outubro, números registrados pela Fenabrave (associação das concessionárias) apontavam a S10 com 33.132 unidades emplacadas no ano, seguida pela Hilux com 24.057 unidades. Em seguida vêm Mitsubishi L200 (16.810) e Ranger (11.105), e esta já sente a Nissan Frontier colando na caçamba (10.192). 

Atualmente, a Hilux cabine simples 4x2 começa em R$ 78.640; já o SW4 parte de R$ 152.400, com o motor a gasolina.

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie as imagens para UOL Carros, com seu nome completo, RG ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagrante. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

Para enviar, use o e-mail uolcarros@uol.com.br

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo