Carros

Agosto termina com 307.800 carros vendidos e novo recorde

Murilo Góes/UOL
Mesmo com recorde absoluto do ano em vendas nos diversos segmentos do setor automotivo, marcas como a Peugeot se valeram de técnicas artificiais para alcançar metas de venda Imagem: Murilo Góes/UOL

Da Redação

02/09/2011 14h40

O ano continua aquecido para o mercado automotivo e agosto foi o mês em que mais se vendeu carros novos em 2011, com um total de 307.824 unidades (entre carros de passeio e veículos comerciais leves), confirmou nesta sexta-feira (2) a Fenabrave (a entidade que representa os revendedores de automóveis). A informação já havia sido antecipada pelo jornalista Joel Leite, colunista de UOL Carros, ao longo desta semana (releia aqui). Paralelamente, o país se consolida como quarta força mundial em venda de carros de passeio, atrás apenas dos Estados Unidos, China e Japão, e à frente de mercados tradicionais como a Alemanha e de alto potencial, como a Rússia (leia mais em texto do parceiro Carsale).

O resultado, que representa alta de 6,9% ante julho e de impressionantes 20,79% em relação ao mesmo período de 2010, sobressai as vendas alcançadas em maio, até então o mês mais vantajoso para o setor com mais de 300.500 unidades emplacadas. O novo marco foi alcançado agora graças ao fato de agosto ser o mês mais "comprido" do ano, com 23 dias úteis -- quanto mais dias úteis, mais dias de faturamento de novas compras. E, claro, à incessante procura do consumidor, que tem mantido o nível de vendas em estabilidade elevada ao longo de todo o ano.  

Em oito meses, o total de de vendas chega a 2.233.757 unidades, somando carros de passeio e comerciais leves. Isso representa elevação de 7,5% ante 2010 e permite um prognóstico claro, mesmo no panorama mais pessimista possível, que a Fenabrave insiste em manter: a previsão é que 2011 feche com alta de quase 6% em relação a 2010 e defina assim um novo recorde histórico na venda de automóveis. 
 
A economista Tereza Fernandez, diretora da MB Associados e convidada pela Fenabrave para expor o cenário atual, apontou que o crescimento do setor automotivo acompanha a velocidade do PIB nacional e afirmou que o segundo semestre pode ser ainda melhor, devido ao aumento de renda do consumidor que normalmente ocorre.
 
OUTROS NÚMEROS
As vendas de toda a indústria automotiva -- cálculo que inclui também os emplacamentos de motos, caminhões, ônibus e máquinas agrícolas -- somaram 527.200 unidades em agosto, com acumulado de 3.760.007 unidades de janeiro a agosto. A alta relativa é de 8,96%, na comparação com os dados de 2010.
 
Mesmo um segmento mais sensível a variações, como o de motos, mostrou números consistentes em agosto: foram 181.363 unidades emplacadas (13,22% acima de julho e 14,42% melhor ao mesmo período em 2010). No ano, já foram emplacadas 1.259.743 unidades, 10,74% acima do volume registrado entre janeiro a agosto de 2010.

OBSERVAÇÃO E RAPEL
De toda forma, a Fenabrave faz um alerta: o estoque da rede chegou a 44 dias. Isso quer dizer que, mesmo mantido o ritmo atual de vendas, se mais nenhum carro fosse produzido pelas fabricantes instaladas no país, haveria carros nas lojas para serem vendidos por cerca de um mês e meio. No entendimento dos revendedores, é um índice alto, já que a margem apontada como ideal seria de 22 dias, segundo o presidente da entidade Sérgio Reze. 
 
O fato é que teve muita marca recorrendo a práticas no mínimo esdrúxulas, embora já conhecidas, para anabolizar suas vendas no mês. O jornalista Joel Leite indica que Peugeot, Mitsubishi, Chery, Nissan e Honda "investiram pesado" para melhorar sua média de vendas no último dia útil de agosto.
 
A técnica conhecida como "rapel" --  licenciar carros do estoque para contabilizar em um mês unidades que seriam vendidas apenas no período seguinte -- fez a Peugeot saltar da média de 340 carros vendidos ao dia para 1.146 unidades no dia 31. Mais sobre esta prática e seus desdobramentos podem ser lidos no blog O Mundo em Movimento (aqui).
 
MAIS VENDIDOS
O hatch Volkswagen Gol em suas duas gerações (G4 e G5), que segue como carro mais vendido do país, emplacou mais unidades em agosto que em julho (27.203 unidades), aumentando ainda mais sua vantagem para a dupla Fiat Uno/Mille, que segue na segunda posição, mas entregou menos unidades do que no mês anterior (24.947 unidades). O Chevrolet Celta é o terceiro (12.554). Já a dupla Fox/CrossFox assumiu a quarta colocação com 11.382 unidades no mês deixando a picape Fiat Strada para trás (11.237) e ajudando a Volkswagen na contagem entre os fabricantes. Todos os modelos citados anteriormente são da categoria de carros de passeio/comerciais leves compactos.
 
Entre os médios, o melhor classificado é o sedã Toyota Corolla, com 3.733 unidades no mês (contra 2.523 do Honda Civic e 1.554 unidades do Kia Cerato). O hatch médio mais vendido é o coreano Hyundai i30, com 3.391 unidades (contra 3.064 unidades do Chevrolet Astra e 2.720 d Ford Focus).
 
Entre as marcas, a Fiat mantém a liderança do ranking, tendo emplacado 67.330 unidades de carros de passeio e veículos comerciais leves em agosto (21,87% de participação). A Volks segue como vice, com 64.778 unidades no mês, mas encostou em participação, obtendo 21,04% do mercado.

Na sequência, aparecem Chevrolet na terceira posição (55.913 unidades ou 18,16% de participação), Ford em quarto (28.062, para 9,12%), Renault na quinta colocação (17.621 e 5,72%), com Hyundai em sexto (10.142 e 3,29%), e Peugeot em sétimo (7.801 unidades representando 2,53% do mercado). Honda (7.767, 2,52%), Citroën (7.744, 2,52%) e Toyota (7.394, 2,40%) completam as dez primeiras posições.

O ranking dos carros de passeio e veículos comerciais leves mais vendidos no mês de agosto e o acumulado no ano (entre parênteses) ficou assim:

1º) Volkswagen Gol -- 27.203 unidades em julho (198.328 unidades em 2011)
2º) Fiat Mille e Uno -- 24.947 (183.257)
3º) Chevrolet Celta -- 12.554 (96.695)
4º) Volkswagen Fox -- 11.382 (80.001)
5º) Fiat Strada -- 11.298 (81.210)
6º) Chevrolet Corsa Sedan/Classic -- 11.184 (83.959)
7º) Fiat Palio -- 9.235 (65.576)
8º) Volkswagen Voyage -- 8.960 (57.686)
9º) Renault Sandero -- 8.693 (49.762)
10º) Ford Fiesta -- 7.034 (56.403)
11º) Fiat Siena -- 6.977 (64.986)
12º) Volkswagen Saveiro -- 6.753 (47.938)
13º) Ford Ka -- 6.002 (44.755)
14º) Chevrolet Agile -- 5.479 (46.848)
15º) Chevrolet Montana -- 4.473 (30.043)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo