Carros

Land Rover Freelander 2 agora bebe diesel a partir de R$ 129.900

Divulgação
Land Rover Freelander 2 SD4: motor a diesel é mais forte e mais limpo Imagem: Divulgação

RODRIGO LARA

Enviado especial a Natal (RN)

09/06/2011 11h10

A Land Rover apresentou nesta quarta-feira (8), em Natal (RN), o Freelander 2 SD4, cuja grande novidade é a adoção do motor 2.2 a diesel, produzido pela Ford. O novo carro completa a gama Freelander 2 e será oferecido em três versões de equipamentos: S, SE e HSE.

Além do novo motor, o Freelander 2 -- porta de entrada para os veículos Land Rover -- praticamente não apresenta alterações em relação ao modelo a gasolina. Entram em cena um novo revestimento interno na cor marfim e insertos em preto brilhante no volante e no painel.

O preço para o novo modelo o coloca acima do Freelander 2 a gasolina, que começa em R$ 121 mil:

Freelander 2 SD4 S: R$ 129.900
Freelander 2 SD4 SE: R$ 147.900
Freelander 2 SD4 HSE: R$ 172.900

Além do conforto interno, um veículo da Land Rover nasce quase que com a obrigação de ser capaz de encarar percursos off-road com desenvoltura. O Freelander 2, mesmo sendo o modelo de entrada da marca, não se recusa a pisar na lama. Isso deve-se não apenas à arquitetura do carro, que soma bons ângulos de entrada e de saída, altura segura em relação ao solo e rodas nas extremidades da carroceria. Segundo a Land Rover, os sistemas eletrônicos contribuem, e muito, para as capacidades lameiras do carro.

Ainda que não tenha um pacote de auxílios tão completo quanto o Discovery 4 ou o Range Rover, o Freelander 2 vem com dispositivos como HDC (Hill Descent Control), que controla a velocidade do veículo em descidas, e o sofisticado Terrain Response, que ajusta motor, freios e transmissão de acordo com o tipo de terreno.

Para rodar no asfalto, o Freelander 2 também conta com sistemas que preservam seu comportamento dinâmico e a segurança dos ocupantes. Entre os principais "anjos da guarda" estão auxílio de frenagem de emergência e em curvas, controle de tração e estabilidade, além de nove airbags.

O novo propulsor é um quatro cilindros a diesel, com turbo de geometria variável e injeção tipo commonrail. Com ele, o Freelander 2 desenvolve 190 cv de potência, 43 cv a menos que o motor 3.2 a gasolina. O sistema motriz traz ainda um câmbio automático de seis marchas. A contrapartida, como é praxe em propulsores turbodiesel, vem no torque. São cerca de 42 kgfm a 1.750 rpm, contra 32 kgfm a 3.200 rpm do modelo a gasolina (o motor a diesel gira menos).

A Land Rover assegura que a unidade a diesel tem níveis menores de emissões poluentes e um consumo médio de 14,3 km/litro.

UOL Carros participa no Rio Grande do Norte de uma "expedição" com o Freelander 2, de cerca de 400 km, nos próximos dois dias. O trajeto inclui trechos de asfalto e terra. O relato será publicado aqui em seguida.

Viagem a convite da Land Rover

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo