Topo

Carros

Mercedes corta as asas do SLS AMG para transformá-lo em um conversível

Divulgação
Agora sem teto, SLS AMG Roadster mantém a principal característica do cupê: desempenho Imagem: Divulgação

Da Redação

30/05/2011 13h53

A versão conversível do Mercedes-Benz SLS AMG -- alvo especulações e teasers durante meses -- finalmente foi confirmada pela marca alemã no domingo (29). Ainda que os principais traços do novo modelo sejam similares aos da versão com capota, o SLS AMG Roadster traz uma alteração significativa: as portas abandonam o estilo asa de gaivota e passam a abrir de forma convencional. A mudança, obviamente justificada, teve que ser feita devido à ausência do teto.

A capota do Roadster será de lona e tem abertura e fechamento que demoram 11 segundos. Ao ser recolhido, o teto é alocado em um compartimento exclusivo, o que faz com que não haja alterações na capacidade do porta-malas do carro (o compartimento carrega até 173 litros de bagagem).

O motor é um V8 de 6,3 litros e funciona sem a ajuda de sobrealimentação. Afinado pela AMG, a divisão de preparação da Mercedes, ele rende 571 cv de potência e tem torque de 66,3 kgfm. Esse números proporcionam ao SLS AMG Roadster um desempenho de fazer inveja. São apenas 3,7 segundos para ir de 0 a 100 km/h, com velocidade máxima de 317 km/h.

Ainda que praticamente todos os detalhes do carro tenham sido divulgados, a Mercedes-Benz não revelou uma importante informação: o preço. É bom considerar, contudo, um valor superior aos US$ 183 mil pedidos pelo cupê nos Estados Unidos.

Mais Carros