Topo

Carros


Carros

Volvo submete C30 elétrico a teste no frio extremo

Da Redação

28/03/2011 17h10

Enquanto a União Europeia começa a sondar a possibilidade de a presença de restringir ao máximo carros movidos a combustível derivado de petróleo em grandes cidades, a partir de 2050, fabricantes amplificam os testes de modelos híbridos e elétricos de forma a melhorar sua performance e formas de utilização. É o caso da Volvo, que mostra no vídeo abaixo (narrado em inglês) a viabilidade do sistema elétrico mesmo a baixas temperaturas.
 

Uma unidade do hatch C30 elétrico foi submetida a provas testemunhadas por jornalistas em localidades próximas ao Círculo Ártico, com temperaturas variando entre -18ºC e -33ºC. É preciso lembrar que testes em ambientes inóspitos -- com temperaturas muito altas ou muito baixas -- são regulares e fazem parte de 200 outros métodos utilizados no desenvolvimento de carros, seja em laboratório ou ao ar livre.

A prova em questão, no entanto, serviu para verificar se o sistema elétrico utilizado operaria de forma acertada tanto na movimentação do veículo sem diminuição da autonomia, quanto na manutenção da temperatura da cabine a temperaturas humanas.
 
Nestas condições, o controle da temperatura da cabine ficou a cargo de três sistemas: aquecedor movido a etanol (o carro tem um tanque com capacidade para 14,5 litros), tanque de imersão para aquecimento do líquido de arrefecimento e aquecedor elétrico. Em todo o período de teste, porém, foram mantidas velocidades entre 70 e 90 km/h. A autonomia máxima do C30 elétrico é de 150 quilômetros, com aceleração de 0 a 100 km/h feita em 15s.

Mais Carros