Carros

Fabricante de autopeças, Magna expande as atividades no país e busca parceiros

Divulgação
Em sua planta na Áustria a Magna produz, entre outros carros, o Aston Martin Rapide Imagem: Divulgação

RODRIGO LARA

Colaboração para UOL Carros

05/10/2010 16h27

A canadense Magna International, que fabrica componentes para o setor automotivo, anunciou nesta terça-feira (5), durante o Congresso SAE Brasil 2010, a ampliação de suas atividades no Brasil. Até 2012 serão construídas mais duas fábricas da empresa, uma no ABC Paulista -- na qual serão fabricados assentos automotivos -- e outra em Jundiaí, interior de São Paulo -- onde serão fabricados chassis e carrocerias.

Além dessas novas unidades, a empresa também expandirá a sua planta em Vinhedo, no interior paulista, onde são produzidas fechaduras automotivas. Segundo Scott Paradise, vice-presidente de marketing e de desenvolvimento de negócios da Magna International, o investimento no país faz parte da estratégia de atuação em mercados-chave mundiais adotada pela Magna. “A nossa intenção é levar inovação e autopeças de qualidade onde há a demanda para tal”, sinaliza.

Ainda de acordo com o porta-voz da empresa, a produção das plantas da Magna no Brasil se destinará tanto ao mercado interno quanto à exportação. A unidade de Jundiaí, que atuará com o nome de Cosma International, está prevista para começar suas atividades no início de 2011. Já a do ABC se chamará Magna Seating e -- em princípio -- atuará em parceria com a General Motors.

Paradise também afirmou que a busca por parceiros é uma constante. “Nós pretendemos firmar acordos e fornecer nossos produtos para o maior número de fabricantes automotivos, sem distinção. Nossa nova fábrica, no ABC, por exemplo, ficará próxima a uma região que tradicionalmente produz carros, o que facilitará a logística”.

VEÍCULOS COMPLETOS
Mundialmente, a Magna não se limita a fazer autopeças. É de uma fábrica da empresa, na Áustria, que saem o esportivo Peugeot RCZ, o sedã Chrysler 300C e o cupê de quatro portas Aston Martin Rapide.

Paradise acredita que, após a tentativa frustrada da empresa em adquirir a Opel, em 2009, fabricar veículos completos – em parceria com outras empresas – é uma boa forma de demonstrar o potencial da Magna. “Temos interesse em projetos inovadores, que demonstrem novas tecnologias e soluções, como são os carros que produzimos em nossa planta austríaca”, conclui.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo