Carros

Híbrido Toyota Prius fica perto do Brasil com conexão mexicana

Divulgação
Toyota Prius, conhecido no Japão, Europa e EUA, prepara entrada na América Latina Imagem: Divulgação

Da Auto Press

19/06/2010 10h00

Primeiro carro híbrido vendido em série no mundo, desde 1997, o Toyota Prius está cada vez mais perto do mercado brasileiro. Com mais de 2 milhões de unidades vendidas, o híbrido mais bem-sucedido da história será produzida no México e tem previsão de estrear por lá em agosto. Como Brasil e México mantêm um acordo comercial que praticamente zera os impostos de importação, a probabilidade do Prius chegar por aqui aumentou consideravelmente. Fontes na própria Toyota dão conta que o modelo pode desembarcar ainda este ano no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, em outubro.

O hatch híbrido é impulsionado pelo motor de 1,8 litro de quatro cilindros movido a gasolina e capaz de gerar 99 cv. Este pode trabalhar em conjunto com um propulsor elétrico de 80 cv movido por baterias de níquel. Segundo a fabricante japonesa, em conjunto, os motores levam o Prius de zero a 100 km/h em 10,4 segundos e à máxima de 180 km/h.

O Prius conta com três modos de condução. A opção EV Drive Mode utiliza apenas as baterias elétricas e pode rodar, no máximo, por dois quilômetros, desde que não se supere os 50 km/h. No Power Mode, há respostas mais rápidas e, por consequência, menor eficiência energética. Já o Eco Mode faz os motores trabalharem coordenadamente e promete consumo de 21 km/l. Para chegar a esta marca, atuam também o sistema de frenagem regenerativa, os pneus de baixa resistência ao rolamento e o baixo coeficiente de arrasto aerodinâmico, de 0,26 cx.

FICHA TÉCNICA: Toyota Prius

Motor: A gasolina, dianteiro, transversal, 1.798 cm3, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando duplo de válvulas no cabeçote com variação na abertura das válvulas. Injeção eletrônica de combustível. Gerador elétrico com 650 V e 28 módulos de baterias.
Potência: 137 cv combinados (99 cv a 5.200 rpm do motor a combustão e 80 cv do gerador elétrico).
Torque: 14,4 kgfm a 4 mil rpm (motor a combustão) e 21,1 kgfm (gerador elétrico).
Transmissão: Câmbio automático do tipo CVT (de variação contínua), com uma marcha a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.
Alimentação: Injeção eletrônica; partida elétrica.
Diâmetro e curso: 80,5 mm x 88,3 mm.
Taxa de compressão: 13.0:1
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira semi-independente por eixo de torção, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Oferece controle eletrônico de estabilidade. Freios: Dianteiros a discos ventilados e traseiros a discos rígidos. Oferece ABS e EBD.
Carroceria: Hatchback com quatro portas e cinco lugares. Com 4,46 metros de comprimento, 1,74 m de largura, 1,49 m de altura e 2,70 m de entre-eixos. Oferece sete airbags: dois frontais, dois laterais dianteiros, dois do tipo cortina e um para o joelho do motorista.
Peso: 1.805 kg.
Porta-malas: 445 litros.
Tanque: 45 litros.

COMO É O TOYOTA PRIUS
No exterior do Prius, o visual é controverso. A dianteira apresenta conjunto óptico protuberante, de formato irregular, que invade as laterais e o capô. A pequena entrada de ar frontal é cortada pelo emblema da Toyota. No para-choque bojudo há ainda faróis de neblina em um recorte retangular e uma grande entrada de ar. Na lateral, a linha de cintura nasce nos faróis, cresce em direção à lanterna traseira e assim corta todo o veículo, transmitindo ideia de velocidade. Já a traseira possui vidros em duas seções, que invadem a tampa do porta-malas. O para-choque posterior é robusto e as lanternas verticais sobressaem na parte superior.

O híbrido é oferecido em quatro configurações, que variam de nome dependendo do mercado onde são vendidas. A versão de entrada disponibiliza ar-condicionado, direção assistida, volante regulável em altura e profundidade, vidros elétricos, rádio/CD/MP3/WMA, painel de instrumentos digital, banco do condutor com regulagem de altura, comandos no volante, freios com ABS e EBD, além de encostos de cabeça ativos na frente e airbags frontais, laterais, de cortina e de joelho.

A segunda versão traz os mesmos itens e soma volante de couro, Bluetooth e sensor de chuva. A terceira variante, por sua vez, conta com acendimento automático dos faróis, espelhos elétricos, bancos de couro com aquecimento e limpador nos faróis. Já a versão topo de linha oferece todos estes equipamentos, mais rodas de 17 polegadas, faróis com LEDS e luzes de neblina, e traz como opcionais controle de cruzeiro e sensor de estacionamento, entre outros.

HÍBRIDO NO BRASIL?
O preço do híbrido varia muito entre os países em que é comercializado, por depender de incentivos governamentais. Nos Estados Unidos, o Prius parte de US$ 22,8 mil e chega a US$ 28.070, algo em torno de R$ 40 mil e R$ 50 mil. Com impostos, o Prius americano chegaria ao mercado nacional por cerca de R$ 100 mil. Mas considerando a produção no México, e a isenção de tributos na importação para o Brasil, o preço deve cair para algo entre R$ 70 mil e R$ 80 mil. Nesta faixa, o Prius disputaria mercado com as versões mais caras de modelos médios como Citröen C4, Chevrolet Vectra GT, Ford Focus, Peugeot 307 e Volkswagen Golf. (por Marcelo Cosentino)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo