Carros

Peugeot lança Partner de passageiros para pegar Doblò

Divulgação
Partner na configuração Escapade Pack: visual intrigante e bom espaço para cinco Imagem: Divulgação

Ricardo Panessa

Especial para o UOL

12/06/2010 14h18

Funcionalidade é o foco central do novo Peugeot Partner, disponível agora também na versão de passageiros. O modelo, com o característico teto alto dos furgões desse segmento, tem amplo espaço interno e múltiplos porta-trecos para acomodar pequenos objetos, reforçando sua vocação de uso familiar.

O furgãozinho está disponível em duas versões -- 1.6 16V Flex e Escapade-- com a mesma motorização de 113 cv de potência. A versão Escapade, que passa a custar R$ 55.600, ainda pode receber o pacote Pack de opcionais, que inclui airbag duplo frontal, freios ABS (antitravamento) e controle eletrônico de frenagem. A versão para transporte de carga só chega no começo do mês que vem e a Peugeot ainda não divulgou os preços do modelo.

O modelo tem design diferenciado, que divide opiniões. A frente é bem resolvida e harmoniosa, como a de um automóvel de porte médio, destacando o capô baixo e quase totalmente horizontal, com dois vincos marcantes. O enorme pára-choque envolvente com faróis de neblina (na versão Pack) acoplados e o generoso conjunto óptico, que na versão mais completa tem as lentes enfeitadas com uma discreta grade de proteção, presente também nas lanternas traseiras, conferiu ao modelo um certo ar de veículo aventureiro.

A lateral é bem marcada por retrovisores externos de grandes dimensões, pelas portas laterais corrediças, que oferecem facilidade de acesso para embarque e desembarque de passageiros tanto pelo lado direito como pelo lado esquerdo, pela área envidraçada e, principalmente, pela incomum altura do teto. Os pára-lamas apresentam uma ligeira saliência junto às caixas de rodas, dando um ar de robustez ao modelo.

CINCO PESSOAS, COM CONFORTO
Internamente, o Partner de passageiros recebeu acabamento condizente com o de um automóvel de padrão médio, e os recursos normais de controle e condução. O console apresenta materiais de textura e acabamento diferenciados e agradáveis ao olhar e ao toque. O painel central abriga funções como ar-condicionado, acionamento dos vidros elétricos dianteiros e tela multifunções, que integra o computador de bordo (dependendo da versão). Na parte de cima estão as saídas dos difusores de ar.

Como convém a um veículo com pretensões de atrair famílias, o Partner não economizou soluções para acomodar pequenos objetos em diversos porta-trecos. Na parte superior do painel de instrumentos, no lado direito, há uma área aberta e plana com ranhuras para limitar um possível movimento dos objetos depositados. Logo abaixo dela encontra-se o porta-luvas com bom espaço para suprir outras necessidades.

O console central, que separa os dois bancos da frente, está equipado com um recipiente que pode acomodar diversos objetos, além de um porta-copos duplo na frente e outro próximo da segunda fileira de bancos. Há ainda outros espaços estrategicamente posicionados sob o teto da parte dianteira, nas laterais acima das janelas traseiras, nas laterais das portas dianteiras e no assoalho traseiro. Entre outros detalhes que fazem a diferença, o novo Partner oferece aos ocupantes ganchos para cabide nos dois lados e iluminação integrada ao sistema de som próximo à coluna C.

CARGA NELE
O quadro de instrumentos, com fundo branco, comum a outros modelos da marca, é harmonioso e funcional. O Partner oferece bancos modulares bipartidos e porta-malas com 624 litros de capacidade com os bancos em posição normal, ou até 2.800 litros com os bancos rebatidos. A capacidade de carga é de 672 kg.

Para se adaptar às necessidades de diversos usos, o porta-malas apresenta um comprimento que varia de 853 mm, a partir dos encostos traseiros, a 1.347 mm, caso sejam rebatidos. A altura do compartimento (1.130 mm) favorece, ainda, qualquer manobra de bagagem.

Para acessar o porta-malas, o veículo vem com tampa de ampla abertura com amortecedores duplos e também uma cobertura sanfonada para proteção de objetos e bagagens acondicionados no compartimento.

IMPRESSÕES AO DIRIGIR
Num primeiro momento, o novo proprietário pode até estranhar um pouco a posição de dirigir, mais alta do que nos veículos convencionais. Mas, após rápida adaptação, conduzir o Partner é especialmente agradável. O volante da direção é preciso e tem boa pegada, os bancos são ligeiramente duros mas não chegam a ser desagradáveis, e apesar da altura total do veículo, a estabilidade é muito boa.

A grande área envidraçada e os retrovisores externos proporcionam visibilidade total para qualquer direção, o que aumenta a sensação de segurança. O motor 1.6 Flex (1.587 cm³) 16V, que produz até 113 cv de potência com álcool e 110 cv com gasolina a 5.600 rpm, tem torque máximo de 15,5 kgfm a 4.000 rpm com álcool.. O câmbio é manual de cinco velocidades e tem as marchas bem escalonadas, mas a alavanca, embora proporcione engates precidos, tem curso excessivamente longo, mais condizente com um veículo de carga do que com um de passageiros.

Para brigar num segmento que comercializa apenas cerca de 1.500 unidades mensais e praticamente apenas dois concorrentes -- Renault Kangoo e Fiat Doblò -- a Peugeot está oferecendo garantia de três anos para motor, câmbio e pintura e doze anos para corrosão.

Além disso, os modelos contam com um plano de revisões com preço pré-fixado (a primeira revisão custa apenas R$ 129) e o benefício do Peugeot Assistance, que permite ao usuário acesso gratuito a serviços de apoio quando da imobilidade do veículo e para acidentes. Prevê também o deslocamento de passageiros ao seu destino ou retorno para recuperar o veículo após seu reparo na rede de concessionárias.

Segundo a Peugeot, a meta de vendas do novo Partner é de cerca de 400 veículos por mês, incluindo a versão de carga que só chega no próximo mês. Com esse resultado de vendas, a Peugeot espera conquistar entre 15% e 20% de participação de mercado nesse segmento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo