Carros

Toyota aciona empregados para defender sua imagem na Europa

Reprodução
'O seu Toyota é o meu Toyota' é o título de um dos anúncios da campanha da marca Imagem: Reprodução

Da Redação, com Agências

29/04/2010 11h30

A Toyota Motor Europe está lançando uma campanha publicitária milionária para tentar recuperar sua imagem de qualidade e confiabilidade naquele continente, onde as vendas da marca caíram 20% em fevereiro e 13% em março (7% no trimestre), segundo dados da associação europeia de fabricantes de veículos.

Na Europa, foram antingidos por recalls modelos como Auris, Avensis, Aygo, Yaris e Prius. Este último, o híbrido mais bem-sucedido do mundo, foi chamado para verificar o software de controle do ABS dos freios; os demais, para checar o pedal do acelerador -- mesmo problema que provocou recalls nos Estados Unidos e também no Brasil (este, por determinação da Justiça). Cerca de 1,7 milhão de unidades foram chamadas.

A campanha publicitária europeia da Toyota inclui anúncios em televisão, jornais, revistas e internet, e deve custar 20 milhões de euros (cerca de R$ 46 milhões). Um dos anúncios, citado pelo boletim Automotive News Europe e reproduzido nesta página, mostra uma trabalhadora de linha de montagem britânica do Auris e do Avensis, na cidade de Burnaston.

O texto do anúncio atribui à funcionária a afirmação de que, ao suspeitar de qualquer problema num carro que está sendo montado, ela solicita que toda a produção seja parada para uma verificação. A linha só voltaria a funcionar após a solução do eventual defeito. "Fiz isso milhares de vezes, e isso é bom, porque torna cada um pessoalmente responsável por produzir carros da mais alta qualidade", diz a moça. Segundo o ANE, essa funcionária da Toyota trabalha na fase de acabamento de Burnaston.

A campanha já se iniciou na Alemanha e no Reino Unido. Na TV, deve começar a ser exibida na Europa em maio, inicialmente na BBC e na CNN. Os anúncios de jornais também devem ser publicados a partir do mês que vem -- França, Itália e Espanha serão alguns dos países-chave nessa ação de marketing.

O plano da Toyota é que a queda em suas vendas na Europa -- tida como inevitável -- não seja maior que 9,9%. Em números absolutos, a marca venderia 765 mil carros na Europa em 2010, ante 877.543 em 2009. A Toyota ainda mantém o posto de maior fabricante mundial de veículos em termos de unidades vendidas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo