Bosch demite 900 e coloca outros 3.000 funcionários em licença no PR

Da Redação, com agências

A fabricante de componentes automotivos Bosch anunciou na quinta-feira (18) ter demitido 900 trabalhadores e ter colocado outros 3.000 metalúrgicos da fábrica de Curitiba (PR) em licença remunerada até o próximo dia 28.

Os operários trabalhavam na fabricação de sistemas de injeção de motores a diesel, que segundo a empresa é uma das áreas afetadas pela redução na demanda mundial por componentes automotivos, sobretudo para a produção de caminhões.

"A Bosch teve que reduzir fortemente seu volume de produção, principalmente destinado à exportação, de forma a adequar-se à menor demanda de seus clientes. Como consequência, foi necessário ajuste em seu quadro de colaboradores", informou a empresa em comunicado no qual justifica as medidas como necessárias para "reduzir os níveis de estoque" e devolver a competitividade da unidade paranaense.

Ainda segundo a empresa, uma proposta anterior ao corte de vagas e suspensão de turnos foi apresentada aos trabalhadores, mas acabou vetada por funcionários e sindicatos.

No final de 2008, a Bosch já havia cancelado investimentos e contratações e dispensado 250 metalúrgicos.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos local afirmou que tentará reverter as demissões através de pedido de liminar no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) e mediação do Ministério Público.

*Com informações da agência Reuters e Folha Online

UOL Cursos Online

Todos os cursos