Ressurreição do Viper, com 640 cavalos, faz renascer também amor-próprio de Detroit

Em Nova York (EUA)

A Chrysler apresentou na quarta-feira (4) a nova geração do esportivo Viper, que renasce para ser uma das principais atrações não só do Salão de Nova York, que abre as portas ao público em geral nesta sexta-feira (6), mas também da reerguida indústria automotiva americana. Renovado, o clássico carrega sob o capô um motor V10 (dez cilindros dispostos em ângulo) com 640 cavalos de potência.

O novo modelo foi apresentado em vermelho e com linhas inspiradas nos tradicionais modelos da Alfa-Romeo. Assim, fica claro o papel da italiana Fiat, nova dona do grupo Chrysler, no retorno do bólido. A empresa italiana recuperou o esportivo mais representativo da Dodge, que parou de ser produzido em 2010, devido ao pedido de concordata da empresa norte-americana.

O novo Viper será produzido pela subsidiária SRT, reservada às máquinas de alta cilindrada da Chrysler e agora convertida em marca. O motor de 640 cavalos somado a um chassi mais leve, permitirá que o carro ultrapasse os 330 km/h.

Veja todos os ângulos do novo Viper
Veja Álbum de fotos

ATUALIZAÇÃO
Um novo controle de estabilidade é um dos pontos altos do veículo, assim como um controle de velocidade, equipamento que os modelos anteriores não tinham.

O Viper terá motor de 8,4 litros, de 10 cilindros em V, e também será lançado em versão GTS, com interiores de luxo, acabados em couro e suspensão de corrida.

RESSURREIÇÃO
O presidente da SRT, Ralph Gilles, afirmou que o Viper é "a alma da companhia". O empresário ainda lembrou que a nova versão transforma o modelo em um dos automóveis mais rápidos e potentes do mercado.

A ressurreição do modelo vai permitir, ainda, à Chrysler reabrir sua fábrica em Detroit, uma cidade que entrou em derrocada após a crise que afetou as gigantes americanas (além da Chrysler, a GM se viu obrigada a entrar com pedido de falência, permitindo ser salva pelo governo americano). O centro de produção do novo Viper vai empregar cerca de 100 funcionários, encarregados pela montagem do esportivo.

Os preços da máquina ainda não foram anunciados, mas devem ultrapassar dos US$ 100 mil. (Com UOL Carros, em São Paulo)

UOL Cursos Online

Todos os cursos