ONU investiga Daimlerchrysler por violação de sanções ao Iraque

Frankfurt (Alemanha), 31 ago (EFE).- A ONU está investigando o consórcio automobilístico Daimlerchrysler por um possível descumprimento das sanções impostas ao Iraque durante o regime de Saddam Hussein.

A investigação, confirmada hoje por um porta-voz da empresa, está relacionada com as exportações de caminhões ao Iraque dentro do programa "Petróleo por Comida". A ONU investiga se a companhia está envolvida em um caso de suborno relacionado com a ruptura das sanções ao Iraque. O porta-voz da Daimlerchrysler não se pronunciou a respeito.

Citando o Senado americano, o semanário alemão Stern informou que o suborno ocorreu por intermédio de uma empresa de engenharia de Moscou, que, por sua vez, desempenhou um papel-chave no abuso do programa e se beneficiou de sua relação com o Governo russo.

A publicação acrescentou que a sociedade supervisora das bolsas dos Estados Unidos (SEC) está observando a companhia por este mesmo caso.

Após confirmar as investigações, o consórcio automobilístico disse que está interessado em esclarecer o que está por trás da questão.

UOL Cursos Online

Todos os cursos