Topo

Carros elétricos


Crescimento do carro elétrico amplia demanda por baterias mais modernas

David Stringer*

2019-04-04T16:38:57

04/04/2019 16h38

A viabilidade dos veículos elétricos depende em parte de uma fábrica no leste da Austrália, onde armários brancos do tamanho de grandes refrigeradores são carregados para caixas de transporte. Eles estão entre os carregadores de carros elétricos mais avançados já disponíveis, prometendo entregar um tanque recarregado em minutos.

Montadoras de automóveis e empresas de energia estão liderando o lançamento mundial dessas bombas de carregamento ultrarrápido a fim de atrair os motoristas de beberrões de gasolina para veículos movidos a eletricidade. Milhares de estações estão sendo instaladas ao longo de rodovias, em Xangai, na Alemanha e na Califórnia, com capacidade para carregar o suficiente por 32 km de autonomia em um minuto.

Os veículos elétricos (VE) representarão mais da metade de todas as vendas de carros novos em 2040, de acordo com a Bloomberg, à medida que os preços caem e a duração da bateria e a autonomia aumentam. Para atender a demanda de energia, aproximadamente US$ 50 bilhões de investimentos em equipamentos de recarga são necessários até 2030, de acordo com a McKinsey, Volkswagen, Tesla e Ford.

As empresas automobilísticas estão pressionando os fabricantes de bateria para evitar preocupações por parte dos consumidores de VE de não poderem fazer longas viagens ininterruptas e enfrentarem longas e inconvenientes esperas para recarregar. "Trata-se de repercutir essa decisão de compra na concessionária", disse David Finn, CEO da Tritium, uma fornecedora australiana de carregadores de alta potência para mais de 25 países. "A principal razão pela qual você possui um carro é pela liberdade de fazer o que quiser, sempre que quiser".

Um típico carregador de VE de baixa velocidade oferece cerca de 32 km de autonomia por hora. "As capacidades de carga dos VEs dobraram em alguns anos", disse a Volkswagen, sediada em Wolfsburg, na Alemanha, por e-mail. "Esperamos que recarga mais rápida em espaços públicos se torne a norma". A rapidez com que os VEs atuais podem recarregar está limitada por fatores como o tamanho da bateria, a voltagem aceita e a corrente do carregador.

Com vendas anuais de VEs chegando a 2 milhões no ano passado, mais ênfase é colocada na construção de uma infraestrutura de recarga pública amplamente disponível, incluindo bombas mais rápidas. Até o final de 2018, havia mais de 630.000 pontos de carregamento públicos instalados no mundo, a maior parte dos quais estava na China, de acordo com a Blommberg. Até 2030, pode haver demanda por mais de 20 milhões de bombas públicas de carregamento de VE, prevê a Agência Internacional de Energia.

Essa é uma boa notícia para fabricantes como a Tritium, que acrescentou uma linha de produção na Califórnia e uma fábrica discreta em Amsterdã para as montadoras testarem futuros modelos elétricos, disse o diretor de tecnologia, James Kennedy. "Estamos usando o frete aéreo, pois os clientes não querem esperar de seis a oito semanas", disse Kennedy ao inspecionar as unidades de alta velocidade já concluídas na linha de montagem em Brisbane.

*Com a colaboração de Elisabeth Behrmann.

Mais Carros elétricos