Carros

Honda CR-V muda para manter força na batalha dos SUVs nos EUA

Divulgação
Nova geração do CR-V chega às lojas americanas em dezembro Imagem: Divulgação


John Lippert

A concorrência está prestes a ficar mais intensa no segmento mais popular do mercado de automóveis dos EUA. A Honda vai lançar, em dezembro, um CR-V maior e com novo desenho, de visual mais esportivo e características ampliadas de segurança.

Enquanto o CR-V tem sido SUV mais popular da América em oito dos últimos nove anos, novos modelos da Ford, General Motors e outros fabricantes de automóveis estão prestes a desafiar seu domínio. Estas concorrentes querem expandir vendas para compensar a queda no apelo de segmentos tradicionais, como o de sedãs familiares de médio porte.

A Honda ajudou a popularizar esses veículos nos EUA a partir de 1997, e o segmento acabou se tornando o maior do mercado americano. Agora, a montadora deve intensificar o seu jogo para ficar à frente, segundo Alexander Edwards, presidente da Strategic Vision, empresa de pesquisa de consumo de San Diego.

"O CR-V tem sido o SUV mais vendido por causa da reputação da Honda de forte qualidade, preço competitivo e interior espaçoso", disse Edwards.

Mas ficou apenas em 14º, dentre 20 modelos, em uma pesquisa de qualidade total feita pela Strategic Vision com clientes que compraram veículos ano/modelo 2016 entre outubro de 2015 e março de 2016. O Subaru Crosstrek foi líder na categoria, que inclui estilo exterior, mesmo já tendo planos de mudança para 2018.

"A Honda não deve tomar o seu sucesso atual como definitivo", especialmente por "empresas como a Subaru desenvolverem uma imagem de marca forte e até com veículos de melhores características", disse Edwards.

 

Quem se mexe

A Ford está lançando um Escape redesenhado, enquanto a Nissan tem uma terceira linha de montagem, em Kyushu (no Japão), para o Rogue/X-Trail. A GM anunciou (se esquivando das críticas de Donald Trump) três fábricas para os novos Equinox e GMC Terrain.

Em breve, a Honda também irá expandir a produção do CR-V, construindo-o em Indiana e Ohio (EUA), bem como em Ontário (Canadá).

"É possível que, no próximo ano, o CR-V possa ser o nosso número 1 em vendas", disse o vice-presidente sênior da Honda, Jeff Conrad, a repórteres de Detroit na quarta-feira. John Mendel, o chefe de operações da marca, prevê início rápido para o novo CR-V: espera estabelecer um recorde este ano e atingir outro em 2017.

Divulgação
O CR-V entregou, até setembro, 263.493 unidades nos EUA, apenas 3.113 à frente do Toyota RAV4; Honda e Toyota já dizem que seus SUVs ultrapassarão sedãs como "best sellers" (na imagem, a traseira da nova geração do CR-V) Imagem: Divulgação

Guerra de preços

Conrad reconheceu a possibilidade de uma guerra de preços no segmento. A Honda gasta US$ 1.595 em descontos atualmente, além de outros incentivos para cada CR-V. Em comparação, o Nissan Rogue (terceiro em vendas) oferece US$ 3.591, de acordo com Eric Lyman, vice-presidente de informações do site TrueCar.

"Mais do que qualquer outra marca no segmento, a Nissan parece decidida a impulsionar as vendas a qualquer custo", disse Lyman.

Os preços do CR-V começam em US$ 23.845 (R$ 76.315) para a versão de base LX 4x2, subindo a US$ 33.495 (R$ 107.200 limpos) no topo, com a versão Touring 4WD. Alice Lee, gerente de produto sênior da Honda, disse não discutir preços para o novo modelo, mas afirmou não esperar mudanças drásticas.

Numa conferência de imprensa na quarta-feira, Conrad disse que o novo CR-V virá com motor de 1,5 litro, turbo, com 190 cavalos de potência na maioria das versões, além do trem-de-força aspirado de 2,4 litros para a LX.

A versão híbrida estará disponível no próximo ano, disse Alan Baum, analista de automóveis independente em Bloomfield Township, Michigan.

Corrida acirrada

Conrad se recusou a confirmar uma versão híbrida, que o RAV4 já oferece e a Nissan está introduzindo. Ele prometeu que o novo motor turbo será o mais econômico do segmento, mas se recusou a fornecer detalhes.

Em sua quinta geração, o CR-V também será mais longo, com 5 centímetros de espaço adicional para as pernas dos passageiros do banco traseiro, e têm assentos traseiros que dobram para espaço de carga maior e mais versátil.

Divulgação
Honda quer elevar a barra de visual e nível de equipamentos, sem que CR-V deixe de ser competitivo... nos EUA. De quebra, espera atrair público mais masculino, sempre um desafio para SUVs Imagem: Divulgação

Grade em forma de asa

Como já acontece com Accord e Civic renovados, o objetivo da Honda é atrair os proprietários de mais do sexo masculino com uma aparência mais esportiva do CR-V, que inclui uma grade em forma de asa, capô mais longo e balanço traseiro mais curto. Atualmente, 47% dos compradores CR-V são homens. Enquanto isso é mais do que o percentual para a maioria dos SUVs, a Honda quer ampliar a margem, disse Lee.

"Queremos estabelecer um novo padrão para o CR-V, revolucionando seu estilo e qualidade do interior, ainda que mantendo um padrão acessível", disse a gerente.

Honda também irá expandir seu pacote de segurança, que inclui sistema de detecção de obstáculos, para versões que compõem três quartos de vendas nos EUA. O pacote inclui câmeras e radares para fornecer frenagem automática e controle de cruzeiro adaptativo para reduzir colisões frontais, juntamente com assistente de manutenção de pista. Atualmente, está disponível apenas na versão Touring, que representa cerca de 15% das vendas.

O recurso tornará CR-V mais fácil de conduzir "especialmente em áreas urbanas com congestionamentos e estacionamentos apertados ',' disse Lyman do TrueCar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo