Topo

Seu Automóvel

Europa investiga formação de cartel entre BMW, Daimler e VW

Arte/UOL
Fabricantes podem ser condenadas a pagar multas elevadas se forem declaradas culpadas Imagem: Arte/UOL

De Bruxelas

18/09/2018 12h16

Acordo evitaria concorrência no desenvolvimento de tecnologias para reduzir emissões de poluentes

A Comissão Europeia abriu uma investigação sobre três montadoras da Alemanha para determinar se estabeleceram acordos para evitar a concorrência no desenvolvimento de tecnologia para reduzir as emissões de gases poluentes, três anos depois do escândalo do dieselgate.

"A Comissão examina se BMW, Daimler (dona da Mercedes-Benz) e Volkswagen decidiram não competir entre si no desenvolvimento e aplicação de sistemas importantes para reduzir as emissões nocivas de veículos a gasolina e diesel", afirma em um comunicado a comissária europeia de Concorrência, Margrethe Vestager.

As regras europeias proíbem os cartéis porque, destacou Vestager a respeito da investigação anunciada, este eventual pacto, se confirmado, "pode ter privado os consumidores da possibilidade de comprar veículos menos poluentes, quanto a tecnologia estava à disposição dos fabricantes".

A comissão investiga se BMW, Daimler e VW, assim com as marcas desta última Audi e Porsche, mencionaram em reuniões a tecnologia de redução das emissões de gases poluentes com o objetivo de "limitar" seu desenvolvimento e aplicação, afirma o comunicado.

Os sistemas que teriam sido afetados seriam os de redução catalítica seletiva (SCR) para motores a diesel e os filtros de partículas Otto (OPF) para carros com motor de gasolina.

O anúncio da investigação acontece três anos depois das revelações nos Estados Unidos de que a VW instalou um dispositivo em milhões de veículos a diesel em todo o mundo para simular níveis de emissões de poluentes menores que os reais.

Se a Comissão confirmar a existência do cartel, as empresas poderão ser condenadas a pagar multas elevadas.

Mais Seu Automóvel