Carros

Com fraude, VW tem prejuízo de R$ 6,4 bilhões e vai recomprar carros

Michael Sohn/AP
Matthias Mueller, atual presidente global da Volks: prejuízo pós-escândalo Imagem: Michael Sohn/AP


Em Berlim (Alemanha)

22/04/2016 20h44

O grupo automotor alemão Volkswagen já está sentindo as repercussões do escândalo: em 2015 registrou perdas de 1,582 bilhões de euros (cerca de R$ 6,4 bilhão), sua primeira perda anual em mais de 20 anos. Além de estar sob investigação pesada na Europa, onde fará recall de 8 milhões de carros, terá de recomprar carros nos EUA e indenizar consumidores.

A conta foi feita no anúncio nessa sexta-feira (22) em um comunicado, devido aos altos custos para enfrentar os custos do escândalo.

"A crise atual representa um peso financeiro muito grande para a Volkswagen", declarou nessa sexta-feira seu presidente Mathias Muller, em coletiva de imprensa na sede do grupo em Wolsburg (Alemanha).

O grupo de 12 marcas (Volkswagen, Audi, Seat, Porsche, entre outras) decidiu constituir provisões por 16,200 bilhões de euros (US$ 18,2 bilhões) no ano passado para arcar com os custos e indenizações, ainda não contabilizados, vinculados a esse escândalo.

Segundo um porta-voz consultado pela AFP, essa é a primeira perda anual do grupo desde 1993.

Brasil ajudou no prejuízo

A VW também anunciou em seu comunicado que espera um retrocesso de seu volume de negócios de até 5% em 2016, penalizado não só pelo escândalo do diesel como também pelas dificuldades dos mercados russo e brasileiro.

Outras das consequências do escândalo dos motores adulterados são os "bônus" de seus diretores.

O conselho de vigilância da Volkswagen decidiu nessa sexta-feira congelar 30% dos bônus dos nove membros de sua direção para 2015. Esses bônus seriam entregues nos próximos três anos se os resultados fossem bons.

Recompra nos EUA

Reportagens sugerem que o grupo Volkswagen deve reservar mais de 16 bilhões de euros (R$ 64 bilhões) em provisões para cobrir eventuais multas regulatórias, processos judiciais e o custo de recolher e consertar os carros afetados em todo o mundo.

A Volks já iniciou o recall de cerca de 8 milhões de veículos na Europa.

Na quinta-feira, a montadora chegou a um pré-acordo com as autoridades judiciais americanas, oferecendo US$ 5.000 de indenização (quase R$ 18 mil) a cada cliente nos EUA, além de propor a recompra de até 500 mil veículos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo