Carros

Audi usou software que camufla emissões em 2,1 milhões de carros


Em Frankfurt (Alemanha)

28/09/2015 11h06

A Audi, subsidiária do grupo Volkswagen que atua no mercado premiu, admitiu nesta segunda-feira (28) ter equipado 2,1 milhões de carros com o programa eletrônico que burla os testes de emissão de poluentes em motores a diesel.

Paul Sancya/AP
Motor turbodiesel equipa até versões esportivas de modelos como o Q5 Imagem: Paul Sancya/AP
Segundo a companhia das quatro argolas, só para a Europa foram destinados 1,4 milhão de veículos com o programa fraudulento, sendo 577 mil vendidos apenas na Alemanha. No mercado americano são 13 mil unidades.

Os motores, batizados pela companhia de EA189, estão presentes nas famílias de hatches, sedãs e cupês A1, A3, A4, A5 e A6, nos SUVs Q3, Q5 e Q7, e até no esportivo TT.

O número divulgado pela Audi está englobado nos 11 milhões de veículos que, de acordo com o grupo Volkswagen, contam com o software. Ao todo, a empresa trabalha com 12 marcas subsidiárias.

Por causa do anúncio, as ações da Volkswagen operavam em queda de 6% na Bolsa de Frankfurt nesta segunda. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo