Indiana Mahindra é favorita para assumir controle da Ssangyong

Da Redação

  • Conhecida pelos seus veículos de grande porte e design fora do convencional, Ssangyong está em crise desde 2009. Um dos possíveis compradores, o grupo Renault-Nissan retirou sua oferta

    Conhecida pelos seus veículos de grande porte e design fora do convencional, Ssangyong está em crise desde 2009. Um dos possíveis compradores, o grupo Renault-Nissan retirou sua oferta

Aparentemente há uma esperança para a montadora sul-coreana Ssangyong. Segundo a fabricante, a indiana Mahindra é a favorita para assumir o controle das suas atividades, sendo que um pré-acordo já seria assinado no final de agosto para que a venda seja concretizada em novembro. As informações são do site Automotive News.

A notícia chega um dia após o grupo Renault-Nissan retirar sua oferta pela montadora sul-coreana, sem apresentar nenhum motivo para tal. Desde 2009 a Ssangyong opera sob regime de falência, apesar de ter aumentado suas vendas no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2009 (43.881 contra 30.790 carros, respectivamente).

A montadora, que já pertenceu à fabricante chinesa Saic Motor Corp., viu a sua situação se agravar em decorrência da recessão mundial e da alta no preço do petróleo. Vale frisar que o portfólio da marca é composto, basicamente, por veículos grandes, como SUVs e picapes.

Caso o acordo se concretize, a Mahindra -- que também é especializada em veículos de grande porte -- também ganhará acesso a novos mercados, como a Rússia, para onde os veículos da Ssangyong são exportados. Em caso de fracasso, entretanto, a sul-coreana deverá voltar suas atenções para a também indiana Raghav, empresa especializada na produção de autopeças. Os valores do possível acordo não foram divulgados.

UOL Cursos Online

Todos os cursos