Carros

Dafra Fiddle III, R$ 11.390, traz estilo retrô até no motor com carburador

Divulgação
Com linhas arredondadas, Fiddle III aposta no estilo retrô para fazer sucesso Imagem: Divulgação

Arthur Caldeira

Da Infomoto

17/06/2016 08h00

A onda do design retrô, que pode ser vista em motos grandes como Ducati Scrambler e Triumph Bonneville, chegou também nos scooters. A Dafra anunciou o lançamento do Fiddle III, modelo feito em parceria com a taiwanesa SYM. 

Apresentado no Salão Duas Rodas 2015, o modelo chega às concessionárias no final deste mês por R$ 11.390. Atualmente, a Dafra já possui três modelos no segmento de scooter: Cityclass 200i, Citycom S 300i e Maxsym 400i. 

Há dois principais rivais no mercado: o líder Honda PCX (vendido a partir de R$ 10.814) traz motor de 150 cc e freios combinados; e o Yamaha NMAx, que tem motor de 160 cc com refrigeração líquida e freio ABS nas duas rodas pelo mesmo preço do Fiddle.

Mas o preço não será um problema, segundo o presidente da Dafra, Creso Franco. "Nosso produto é de nicho, retrô, de alta qualidade e produção mundial diminuta, para um público diferenciado, de personalidade e estilo. Produtos para pequenos nichos possuem preço um pouco maior", afirma. De acordo com o executivo, a previsão de vendas é de cerca de 60 unidades por mês.

Divulgação
Apesar do carburador, há tecnologia, como luzes diurnas de LED Imagem: Divulgação

Como ele é

Com linhas arredondadas, farol único no guidão e roupagem em dois tons, o Fiddle III remete aos clássicos scooters dos anos de 1960. Traz molduras em volta do farol e da lanterna e retrovisores cromados para completar o visual "vintage". Mas há alguns toques de modernidade, como o sistema de iluminação diurna com LEDs (DRL) ao redor das setas e uma entrada USB no porta-objetos frontal.

Mas não é só o desenho que tem linhas retrô: o modelo utiliza um ultrapassado sistema de alimentação, por carburador, que alimenta o motor monocilíndrico de 124,6 cc. São 10,4 cv e 0,87 kgfm de torque. Como todo scooter, o câmbio é CVT (sem marchas).

O tanque de combustível tem capacidade para 6,2 litros. Na Europa, onde já é vendido, o consumo anunciado é de 38 km/litro. Bom para um scooter carburado.

Divulgação
Porta-objetos atrás do escudo frontal tem entrada USB Imagem: Divulgação

Roda pequena

Montado sobre chassi "underbone", o Fiddle III pesa 121 kg (em ordem de marcha). O baixo peso e o assento a apenas 775 mm do solo faz dele uma boa opção para pilotos mais baixos. 

Mas se o visual clássico é um diferencial, as rodas pequenas são uma desvantagem -- são de liga leve de 12 polegadas. As suspensões (garfo telescópico com 80 mm na dianteira e sistema bichoque com 75 mm na traseira) têm curso limitado. Na prática, o ele vai sofrer em nossas ruas mal cuidadas.

Os freios contam com discos nas duas rodas e um sistema combinado, chamado pela Dafra de FH-CBS (Full Hidraulic Combined Brake System).

Divulgação
Painel analógico é relativamente simples no visual, mas bem completo Imagem: Divulgação

Praticidade e instrumentos

Como todo scooter, o Fiddle III procura trazer itens de praticidade. Além do porta-objetos com USB e trava, o escudo frontal traz gancho para levar sacolas. Há também um compartimento com capacidade para 20 litros sob o banco. Descanso lateral e cavalete central são itens de série.

O painel é formado por velocímetro e marcador de combustível analógicos. Há luzes de advertência e um pequeno relógio digital.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo