Carros

Honda NC 750X 2015, R$ 28.990, troca ABS combinado por força

Divulgação
Crossover tem motor de maior capacidade para garantir mais "emoção" Imagem: Divulgação

Aldo Tizzani

Da Infomoto

29/01/2015 20h09

A Honda aprimorou o desempenho de sua crossover NC 750X, que tem cara de trail e ciclística de street, para deixá-la mais dinâmica. O novo modelo chega ao mercado brasileiro com motor maior, sem abrir mão da tradicional arquitetura 2-cilindros em linha e da economia de combustível. Mas o preço sobe: estará disponível a partir de março pelo sugeridos R$ 28.990 (versão Standard) e R$ 31.100 (com freios ABS sem o sistema Combined, que estava presente na versão anterior).

Apresentada no Salão de Motos de Milão em 2011, a NC 700X era parte de uma família de três modelos com a mesma plataforma: o scooter Integra NC 700D, além das versões naked (S) e trail (X). O projeto com foco em facilidade de pilotagem e economia de combustível foi grande sucesso de vendas na Europa.

Agora, a Honda quer que os proprietários da NC700X façam o upgrade para a nova versão de 750 cc, aprimorada na motorização. A marca aposta na versatilidade do modelo, nas experiências positivas de seus consumidores com a antiga versão e, principalmente, na evolução do produto que busca proporcionar mais emoção ao motociclista. No Brasil, a Honda espera vender cerca de 2.000 unidades por ano da nova NC 750X.

Divulgação
Maior vigor em baixos e médios giros melhora desempenho para enfrentar trânsito Imagem: Divulgação
O QUE ELA TEM
Para chegar aos 745 cm³ de capacidade, os dois cilindros paralelos (oito válvulas, SOHC e refrigeração por líquido) tiveram seus diâmetros aumentados em 4 mm, passando a 77 mm. Segundo a Honda, o motor tem comportamento mais vigoroso em baixos e médios giros, o que melhora o desempenho na hora de enfrentar o trânsito e ao viajar. O pico de potência máxima agora é de 54,8 cv a 6.250 rpm, com 6,94 kgfm a 4.750 rpm de torque máximo. Só para comparar, a versão anterior (669,6 cm³) oferecia 52,5 cv e 6,4 kgfm na mesma faixa.

Divulgação
Painel de instrumento da Honda NC 750X é totalmente digital Imagem: Divulgação
A maior capacidade cúbica deu à NC 750X mais potência e torque em todas as faixas de rotações. Na prática, isso significa respostas mais rápidas e um pouco mais de fôlego para que o motociclista possa esticar as marchas. Na versão anterior, o motor "cortava" aos 6.500 giros, sem que a moto pudesse aproveitar melhor a força que chegava à roda traseira. Agora, segundo a Honda, esse limite está perto dos 7.000 giros.

Construído em aço e na forma de diamante, o chassi da NC 750X transmite rigidez torcional, porém com uma alta dose de agilidade, principalmente nas mudanças bruscas de direção. O peso a seco da nova NC 750X é de 209 kg, 3kg mais pesada que a anterior.

O garfo telescópico tem 41 mm de diâmetro e curso de 153,5 mm. O monoamortecedor traseiro tem 150 mm de curso e trabalha sobre o sistema Pro-Link, que absorve as irregularidades do piso. As rodas desta crossover são de alumínio fundido: 17 x 3,50 polegadas (à frente) e 17 x 4,50 polegadas (traseira). Os pneus agora são Pirelli Scorpion Trail 120/70 e 160/60.

Divulgação
Porta-objetos? Continua lá. Imagem: Divulgação
O tanque permanece com 14,1 litros de capacidade, abaixo do assento. Portanto, a crossover da Honda não perdeu uma de suas marcas registradas: porta-objetos no local do falso tanque de combustível. Sem alterações também na ergonomia, que ainda oferece ao piloto uma postura ereta com braços semiflexionados e pedaleiras mais recuadas, como em nakeds.

Para completar, o sistema de freios usa na frente disco de 320 mm de diâmetro e a pinça de dois pistões. Na traseira, disco de 240 mm e pinça de um pistão. 

TCHAU, ABS-C
Para maior segurança do piloto, a NC 750X oferece -- como opcional -- o sistema de freios ABS de duplo canal, que reduz a possibilidade de as rodas travarem em estradas de superfície escorregadia ou molhada. Entretanto, perdeu o sistema Combined. 

De acordo com a Honda, trata-se de uma estratégia global. "Em modelos de maior cilindrada, os pilotos mais experientes já sabem dosar bem o freio, por isso preferimos adotar apenas o sistema antitravamento", declarou Alfredo Guedes Jr., engenheiro da marca.

O painel de instrumentos está mais completo, com indicador de marcha e pequeno computador de bordo (consumo médio, consumo instantâneo e autonomia).

FICHA TÉCNICA: HONDA NC 750X 2015

  • Motor: 745 cc, SOHC, 2 cilindros em linha, 4 tempos, arrefecimento líquido.
  • Transmissão: 6 velocidades, embreagem multidisco a óleo.
  • Potência máxima: 54,8 cv a 6.250 rpm.
  • Torque máximo: 6,94 kgfm a 4.750 rpm.
  • Alimentação: injeção eletrônica, partida elétrica.
  • Chassi: tipo diamante em aço.
  • Freios: Disco dianteiro de 320 mm, traseiro de 240 mm, ABS de duplo canal.
  • Pneus e rodas: raio 17 polegadas, 120/70 (F), 160/60 (T).
  • Dimensões: 2.209 mm x 850 mm x 1.284 mm (CxLxA); entre-eixos: 1.538 mm; distância ao solo: 164 mm; altura do assento: 831 mm.
  • Tanque: 14,1 litros (2,9 litros na reserva).
  • Peso: 205 kg (STD) e 209 kg (ABS), a seco.
  • Preço: R$ 28.990 (STD) e R$ 31.100 (ABS). 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo