Carros

BMW C Evolution é maxiscooter elétrico divertido, eficiente e ainda caro

Infomoto
C Evolution é o primeiro scooter elétrico da história da BMW Imagem: Infomoto

Arthur Caldeira

Da Infomoto, em Colônia (Alemanha)

Primeiro maxiscooter totalmente elétrico da história da BMW, o C Evolution impressiona pelo porte, desenho moderno e acabamento cuidadoso. Apresentado no Salão de Frankfurt de 2013, junto com o i3, um carro também 100% movido a eletricidade, o modelo tem a árdua missão de atrair motociclistas para um novo mundo sobre duas rodas.

A julgar pela enorme fila de visitantes que queriam testar o C Evolution no Intermot, o Salão de Motos de Colônia, parece que a estratégia tem tudo para dar certo. A espera chegava a passar de meia hora, mas a maioria dos interessados se mantinha ali, firme, esperando o tempo que fosse para dar umas voltinhas na pista de testes do evento e matar a curiosidade sobre como se comporta este maxiscooter.

Infomoto também andou com o C Evolution e constatou que, sim, é possível construir um veículo de duas rodas elétrico que apresente bom desempenho e autonomia. Afinal, rodar até 100 quilômetros sem precisar recarregá-lo é mais do que suficiente para quem usa um scooter só na cidade. E a velocidade máxima de 120 km/h (controlada eletronicamente) também permite que se rode em qualquer estrada com segurança.

O preço é que ainda representa um entrave: na Europa, parte de 15 mil euros (R$ 47,5 mil), sendo 4 mil euros mais caro que o C 600 Sport (scooter a gasolina no qual o C Evolution se inspira, e que já é vendido no Brasil, a partir de R$ 52 mil). Embora esse valor possa ser amortizado pelo baixíssimo custo de manutenção e recargas -- segundo a BMW, cada ciclo de carga cheia na tomada sai por cerca de 3 euros (R$ 9,50) --, será preciso trabalhar muito para convencer o motociclista comum de que acelerar um scooter elétrico é tão tão divertido quanto pilotar um movido a combustão.

COMO ELE É
Ao montar no C Evolution, chamam a atenção o excelente acabamento e o visual futurista do painel digital, semelhante à tela de um smartphone. Lá constam informações sobre autonomia, modo de condução e nível de carga das baterias. O motor, fixado à frente da roda traseira e refrigerado a água, emite um zunido alto, mas que some à medida em que o scooter entra em movimento, sendo substituído pelo som do vento.

Ao acionar o acelerador, percebe-se que o C Evolution não se assemelha ao convencional C 600 Sport só na parte estética: o desempenho do modelo elétrico também é muito parecido. Os 48 cavalos de potência estão longe dos 60 cv do primo, porém o torque é superior -- 7,3 kgfm contra 6,7 kgfm --, e entregue de forma imediata. Na reta da pista de testes, que tinha pouco mais de 3 km de extensão, foi possível chegar a 100 km/h sem muita dificuldade.

Sua autonomia, entretanto, é o detalhe mais importante: os 100 quilômetros anunciados pela BMW são só uma estimativa média, o que significa que podem ser estendidos de acordo com o modo de pilotagem escolhido, dentre quatro opções: Road (nível convencional de freio-motor, com pouca ação do freio regenerativo, que ajuda a recarregar a bateria); Dynamic (oferece mais freio-motor e regenerativo); Sail (que praticamente anula o freio-motor); e Eco Pro (este último reduz o desempenho e amplia a autonomia, sendo indicado para quando a carga de energia elétrica está mais baixa).

Infomoto
Cortando o C Evolution ao meio, dá para notar o enorme trabalho que é comportar as baterias de íon-lítio sem comprometer a arquitetura Imagem: Infomoto
Mesmo com os 15 quilos a mais em relação ao C 600 Sport (consequência inevitável de se trabalhar com três células de bateria íon-lítio), a maneabilidade é boa. O comportamento ciclístico lembra muito o do modelo a gasolina, com reduzido ângulo de cáster. O elétrico é ágil em mudanças de direção, equilibrado nas curvas e oferece segurança para usar acelerador e freios, já que vem munido de controle de tração e freios a disco com sistema ABS (antitravamento).

O assento tem o mesmo desenho do C 600 Sport, oferecendo conforto para dois ocupantes, e o para-brisa garante boa proteção aerodinâmica. As baterias ficam localizadas sob o banco, em uma grande caixa de alumínio, e “roubam” o espaço no qual é possível guardar até dois capacetes no maxiscooter movido a combustão. Por isso, o C Evolution possibilita guardar só um capacete.

A BMW não abriu qualquer previsão sobre se o C Evolution virá ou não ao mercado brasileiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Carplace
Carplace
Carplace
Best Cars
Carplace
Carplace
Best Cars
AutoEstrada
Carplace
Da Redação
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Da Redação
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
UOL Carros

UOL Carros

Cristiano Ronaldo testa supercarro de R$ 7,8 milhões

Dizer que seu produto foi testado e aprovado por uma das maiores estrelas do futebol parece ser um bom argumento de vendas. Foi o que a Bugatti fez. Não que ela precise de muito esforço para vender o hiperesportivo Chiron, mas ainda assim a marca preparou um vídeo promocional em que Cristiano Ronaldo, multicampeão pelo Real Madrid, é convidado para acelerar o supercarro. O atacante experimentou o modelo de absurdos 1.521 cv de potência, capaz de fazer o 0-100 km/h em 2,5 segundos e de alcançar máxima de 420 km/h (e olha que ela é limitada eletronicamente), acompanhado do piloto de testes da marca francesa, Andy Wallace. Confira no vídeo. O próprio jogador fez marketing em cima da ação e publicou imagens do teste em seu Instagram, faturando milhares de curtidas entre seus 91 milhões de seguidores. Dono de um Veyron, antecessor do Chiron, o atual melhor jogador do mundo tem uma coleção de carrões de luxo de fazer inveja, formada por modelos da Ferrari, Porsche, Lamborghini e Rolls-Royce, só para citar algumas marcas. São alguns dos carros do craque os que aparecem ao seu lado no início do vídeo. Ao final da peça, Wallace sugere a Ronaldo que, caso ele queira "ficar com a chave" do Chiron, basta "ligar para a Bugatti?. Não se surpreenda se o goleador lusitano resolver incrementar sua coleção com o Chiron. Para isso ele terá de desembolsar modestos 2,4 milhões de euros, o equivalente a R$ 7,8 milhões.

Best Cars
AutoEstrada
Carsale
Car and Driver
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Carplace
AutoEstrada
Car and Driver
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Carpress
Carplace
Carpress
Car and Driver
Carplace
Car and Driver
Carpress
Carplace
AutoEstrada
Best Cars
Best Cars
Carsale
Carplace
Carros
Topo