Carros

Versátil, Ducati Multistrada 1200 é pronta para qualquer piso

Arthur Caldeira

Da Infomoto

19/12/2013 16h21

Desde seu lançamento, em 2009, a Ducati Multistrada 1200 tem sido uma das motocicletas mais vendidas pela fabricante italiana no mundo. O grande trunfo desse modelo, que desembarcou no Brasil no segundo semestre deste ano, é aproveitar a esportividade do motor bicilíndrico em um conjunto versátil. Dessa forma, o motociclista encontra uma máquina potente e que proporciona diversão ao pilotar, mas também conforto nas viagens.

Entre as melhorias feitas na atual geração da bigtrail estão um novo sistema de alimentação e o propulsor Testastretta 11° DS, de 1.198,4 cm³, montado com dois cilindros em L (um V a 90°, em explicação básica). Graças a aperfeiçoamentos feitos pela empresa, a unidade chega agora a 150 cv e teve o torque aumentado de 12,1 para 12,7 kgfm. Para melhorar, ela deixou de ser demasiadamente brusca nas retomadas, como quase sempre ocorre com uma Ducati, e mostrou fôlego para rodar a 3.000 rpm sem trancos ou engasgos.

O modelo está à venda em três versões: básica (R$ 67.900), Touring (R$ 79.900) -- com sistema de suspensão semiativa --, e a especial Pikes Peak (R$ 89.900) -- que conta, além da suspensão especial, com peças em fibra de carbono.

Com porte imponente, conjunto óptico dianteiro de dois faróis, entrada de ar dupla na dianteira, para-brisa e protetores de mão, a Multistrada 1200 oferece quatro ajustes padronizados de controle de tração (oito níveis) e freios ABS (três níveis), de acordo com cada tipo de situação. Confira como funciona cada um deles:

+ Modo Sport (CT nível 4 e ABS nível 2) -- com as assistências em níveis intermediários, é um modo seguro, porém menos intrusivo, e que não evita a elevação da roda traseira. É ideal para estradas fluidas e com asfalto bom. A potência do motor é a máxima de 150 cv.

+ Modo Touring (CT nível 5 e ABS nível 3) -- recomendada para viagens com garupa, mantém a potência máxima, mas deixa a moto mais estável e evita o levantamento da roda traseira em frenagens mais fortes.

+ Modo Urban (CT nível 6 e ABS nível 3) -- é a opção certa para andar nas cidades e limita a potência a 100 cv.

+ Modo Enduro (CT nível 2 e ABS nível 1) -- também com potência em 100 cv, oferece desempenho apropriado a terrenos fora do asfalto, como derrapagem leve de traseira nas frenagens e sistema antibloqueio dos freios operando apenas por poucos segundos na dianteira.

O piloto tem ainda a liberdade de alterar os níveis de regulagem a seu gosto.

  • Além de possuir quatro ajustes pré-configurados de ABS e controle de tração, Multistrada 1200 permite que piloto personalize o acerto e fique com a moto ainda mais a seu gosto

VERSATILIDADE À PROVA
Em teste de 380 km realizado nas rodovias próximas de São Joaquim (SC), uma região serrana e de muitas curvas, a Ducati Multistrada 1200 apresentou muitos pontos positivos. O motor, por exemplo, se enquadra perfeitamente à proposta da moto, encarando subidas em terceira ou até quarta marcha sem problemas. Nos modos Sport ou Touring, inclusive, os giros crescem de forma rápida e entregam toda a potência a 9.250 rpm.

Devido ao bom torque e à sua ciclística, dá para lidar com trechos sinuosos sem qualquer problema, inclinando-se nos cotovelos e acelerando cedo nas curvas de raio aberto. As duas rodas de 17 polegadas e o conjunto de suspensões também permitem uma boa "leitura" das imperfeições do asfalto por parte do condutor.

A única crítica vai para o câmbio, que, assim como em outras Ducati, demanda certa força no pedal para engatar as marchas. Além disso, é possível encontrar alguns "falsos neutros" entre a quarta, quinta e sexta marchas. Em compensação, acionar a embreagem com função deslizante é exercício fácil.

Os freios -- disco duplo na dianteira, com pinças fixadas radialmente, e simples na traseira -- também dão conta do recado, com direito àquela "mordida" arisca, típica das motos esportivas. Para completar, a máquina não é muito pesada (196 kg a seco) e possui bom fôlego para seu tamanho (faz 17,5 km/l e a capacidade do tanque é de 20 litros, o que dá autonomia de 350 km).

Por isso, e ao contrário de algumas esportivas da própria Ducati, como a Monster 796 ou a Diavel (que não são tão confortáveis fora das pistas), a Multistrada tem um quê de "quatro em uma" e dá conta do recado em todo tipo de situação.

FICHA TÉCNICA - DUCATI MULTISTRADA 1200
+ Preço: 67.900 (versão básica)
+ Motor: dois cilindros em L, 8 válvulas, 1.198,4 cm³, refrigeração a ar
+ Potência: 150 cv a 9.250 rpm
+ Torque: 12,7 kgfm a 7.500 rpm
+ Câmbio: Seis marchas}
+ Alimentação: Injeção eletrônica
+ Dimensões: 2.200 mm x 945 mm x 1.455 mm (CxLxA)
+ Peso: 196 kg
+ Tanque: 20 litros

Conheça outros modelos de grande porte da Ducati:
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo