Carros

Triumph renova passaporte inglês e traz sete motos novas ao Salão

Roberto Brandão Filho

Da Infomoto

09/10/2013 07h00

O Salão Duas Rodas 2013, que acontece de 8 a 13 de outubro no pavilhão do Anhembi, em São Paulo (SP), marca a primeira participação oficial da Triumph no evento. Para chegar ao evento em grande estilo, a empresa aposta no visual totalmente britânico do estande e em muitas novidades: sete novos modelos são apresentados para o mercado nacional, ampliando a linha no país para 15 motocicletas.

Ao som de Beatles, Marcelo Silva, gerente geral da Triumph do Brasil, fez um balanço do primeiro ano da marca inglesa, que retornou ao país no final de 2012, conta com sede em São Paulo e fábrica em Manaus (AM) com capacidade para montar 5.000 motocicletas por ano.

"As vendas em 2013 já chegaram 1.700 unidades, mas queremos fechar o ano com mais de duas mil. Segundo pesquisa feita com nossos consumidores, 93% dos clientes estão satisfeitos. Além disso, verificamos 89% de disponibilidade de peças para pronta entrega em nossas revendas, o que reflete na satisfação do proprietários. Estamos muito orgulhosos com os nossos primeiros meses no país", afirmou.

Trophy SE
Abrindo a lista de novidades, a Trophy SE marca a chegada da Triumph no segmento das tourings de luxo. Dotada de transmissão por eixo cardã, a motocicleta tem diversos recursos tecnológicos, como regulagem eletrônica de suspensão e sistema de som.

O propulsor é o tradicional tri-cilíndrico de 1.215 cm³, capaz de gerar 134 cavalos e 12,2 kgfm de torque. A Triumph Trophy SE será importada e estará disponível nas revendas da marca a partir de dezembro por R$ 79.900, nas cores prata e azul.

Thruxton
Pela primeira vez, o mercado brasileiro terá uma opção de motocicleta ao estilo "café racer" direto da fábrica inglesa. A Thruxton tem estilo inspirado nas motos da década de 1960, com guidão rebaixado e rodas de liga leve, além de motor DOHC (duplo comando de válvulas) de dois cilindros paralelos, de 865 cm³ e oito válvulas, o mesmo da Boneville T100, mas com desempenho melhorado para entregar 69 cv.

Previsto para estrear em março de 2014, o modelo será feito em Manaus a partir de fevereiro. O preço ainda não foi divulgado.

Street Triple 675R
Com as boas vendas de sua naked de média cilindrada, a Street Triple 675, lançada há cerca de três meses, a Triumph decidiu trazer para o Brasil a versão esportiva. A Street Triple 675R já começou a ser montada em Manaus e as vendas começam nesta semana, por R$ 34,9 mil.

O motor é o mesmo três-cilindros, de 675 cc, que entrega 85 cv e 6,22 kgfm de torque. As diferenças ficam por conta do visual, suspensões totalmente ajustáveis e disco de freio com pinça de quatro pistões na dianteira.

Tiger 800
Quando chegou ao país, a Triumph optou por trazer sua bigtrail de média cilindrada na versão XC, ou seja, mais aventureira. Agora, a marca traz a Tiger 800 standard, que também usa motor de três cilindros e 799 cm³, com 95 cv e 8,05 kgfm de torque.

Sua produção é em Manaus e suas vendas começam a partir de novembro, ao preço de R$ 35,9 mil. As diferenças em relação a sua irmã XC: pneu dianteiro menor, rodas de alumínio, ausência do para-lama dianteiro superior, curso das suspensões, altura de guidão e banco, distância entre-eixos e peso. Ou seja, é uma versão mais urbana, boa para o asfalto, do modelo já comercializado aqui.

Tiger Sport
A Tiger Sport começa a ser montada em abril e chega às revendas em maio. Motocicleta de rua com suspensões de longo curso e espírito estradeiro, mantém ainda características de uso urbano. O modelo é equipado com motor de três cilindros e 1.050 cm³, capaz de gerar 113 cv  de potência e 10,2 kgfm de torque. O preço ainda não foi divulgado.

Explorer XC
Com as bigtrails aventureiras cada vez mais caindo no gosto do brasileiro, a marca fez o contrário com a Explorer. Quando iniciou suas atividades oficiais no Brasil, a Triumph disponibilizou apenas a versão standard, voltada mais para a rua. O salão estreia a versão XC, preparada para encarar desafios no fora-de-estrada.

Ela é equipada com rodas de aro de alumínio e raios de aço, protetores de mão e de motor e farol de neblina, tudo para trazer mais segurança nas incursões off-road.

A produção em Manaus está programada novembro e as vendas começam em dezembro. A XC custará R$ 79,9 mil e a standard, com montagem local, R$ 54,9 mil.

Daytona 675
Poucos meses depois do lançamento da Daytona 675R no Brasil, a Triumph apresentou ao público brasileiro a versão mais dócil de sua superesportiva. Entre as diferenças estão o conjunto de suspensões, freios e a ausência de peças de fibra de carbono.

A Daytona 675, que começa a ser montada em Manaus em fevereiro de 2014, com vendas a partir de março, tem motor DOHC de três cilindros e 675 cm³, com 128 cv e 7,5 kgfm de torque. O preço ainda não foi definido.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo