Carros

Honda Bros 125 perde injeção e freio a disco para ser opção acessível

Doni Castilho/Infomoto
Trail volta ao mercado com motor alimentado por carburador e freio a tambor; preços partem de R$ 7.190 Imagem: Doni Castilho/Infomoto

Roberto Brandão Filho

Da Infomoto

01/03/2013 21h27

Ao longo dos anos, as fabricantes de motocicletas foram deixando seus produtos de entrada mais sofisticados, com mais tecnologia: partida elétrica, injeção eletrônica, freio a disco, painel digital... Essa "elitização", além de tornar os modelos mais caros, deixou uma grande lacuna àqueles que procuram motos mais simples e acessíveis.

De olho nesse consumidor, a Honda aumentou sua linha de motocicletas de uso misto de baixa cilindrada e relançou a Honda NXR Bros 125.

Mais espartana que sua irmã de 150 cc, a "nova" moto da marca chega ao mercado focada naqueles que querem entrar no segmento trail, mas buscam uma opção com preço mais em conta. Afinal, em função do estado geral das vias do país, esse tipo de moto é cada vez mais popular -- prova disso é o quarto lugar da Bros 150 no ranking de vendas de 2012.

Para diferenciar os dois modelos, a Honda decidiu manter o design de 2012 na nova NXR Bros 125 e atualizar somente a versão de 150 cc.

CONJUNTO MECÂNICO
Considerado um retrocesso por alguns, a Honda optou por equipar a nova Bros com um motor monocilíndrico com comando simples no cabeçote (OHC), de 124,8 cm³, alimentado por carburador. Além disso, a moto não conta com o sistema bicombustível e oferece somente freios a tambor.

O propulsor é derivado de uma das motocicletas mais vendidas da marca, a CG 125 Fan. Ele é arrefecido a ar e capaz de gerar 11,6 cv e 1,06 kgfm de torque. O desempenho, claro, não é dos mais empolgantes. Mas atende a uma proposta mais urbana. Além disso, o motor é econômico, silencioso e sua caixa de câmbio de cinco marchas tem trocas suaves e precisas.

Durante o teste, a moto teve um consumo de combustível satisfatório. Em 132 quilômetros na cidade, foram 3,86 litros de gasolina, o que dá uma média de 34,1 km/l. Dependendo da tocada do piloto, a autonomia ainda pode aumentar. O tanque tem 12 litros de capacidade. Confira a ficha técnica:

Honda NXR 150 Bros
+ Motor: Monocilíndrico, OHC, 124,8 cm³, refrigeração a ar.
+ Potência: 11,6 cv a 8.000 rpm.
+ Torque: 1,06 kgfm a 6.500 rpm.
+ Câmbio: Cinco marchas.
+ Alimentação: Carburador.
+ Dimensões: 2.046 mm x 810 mm x 1.139 mm (CxLxA).
+ Peso: 115 kg em ordem de marcha.
+ Tanque: 12 litros.

TERRA OU ASFALTO?
Com um estilo on/off-road, a Bros 125 conta com roda de 19 polegadas na dianteira, que facilita a transposição de obstáculos e aumenta a agilidade nas mudanças de direção, mas também não faz dela uma verdadeira trail. Mas um fator que permite rodar em terra ou asfalto são as suspensões de curso mais longo, que absorvem bem as irregularidades do piso. Na dianteira, a moto usa um garfo telescópico de 180 mm de curso e na traseira, balança monoamortecida com 148,6 mm de curso.

O chassi, do tipo berço semiduplo, garante robustez, resistência e estabilidade à motocicleta, projetada para aguentar trancos e barrancos. Seu baixo peso, de 115 kg na versão testada, e a distância livre do solo de 247 mm deixam essa moto amigável para qualquer biótipo de piloto.

ACABAMENTO SIMPLES
Seguindo uma linha mais espartana, o painel de instrumentos da NXR Bros 125 é simples. Conta com velocímetro, marcador de combustível, hodômetro total (todos analógicos), luzes indicadoras de neutro, piscas e farol alto. Na versão KS, os comandos de punho também são limitados. Do lado esquerdo, somente os botões de acionamento das setas e do farol alto estão disponívels. Do lado direito, nada. Nem mesmo um corta-corrente.

Apesar disso, a trail da Honda já vem equipada com bagageiro, construído em náilon e preparado para receber bauletos. Perfeito para quem costuma carregar bagagem.

Preços da cesta básica

-- Para-lama dianteiro: R$ 46,59
-- Espelho retrovisor: R$ 37,49 (cada)
-- Pisca (somente a lente): R$ 4,80
-- Kit Relação -- Corrente: R$ 121,77
-- Coroa: R$ 125,36
-- Pinhão: R$ 17,13
Média de preços de peças originais, pesquisadas em concessionárias da Honda de São Paulo (SP)

MERCADO
Em duas versões, KS (partida a pedal) e ES (partida elétrica), a NXR Bros 125 2013 está disponível nas concessionárias Honda nas cores preta, vermelha e laranja, por um preço público sugerido de R$ 7.190 (KS) e R$ 7.690 (ES); cerca de R$ 1.000 mais barata do que o modelo de 150 cc.

Na briga pela liderança da categoria trail de baixa cilindrada, a moto irá competir com a Yamaha XTZ 125 que, por R$ 7.380 (versão K), também é carburada, mas oferece freio a disco de 220 mm na roda dianteira.

A Traxx Fly 135 é outra opção e vem equipada com partida elétrica e freios a disco na dianteira e na traseira. Em duas versões, uma mais aventureira que a outra, a motocicleta pode ser encontrada por R$ 5.499 (off-road) e R$ 5.599 (uso misto).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo