Topo

Carros

Honda F6B, mais despojada, é uma Gold Wing para jovens

Divulgação
A F6B é 28 quilos mais leve que uma Gold Wing 1800 e, dessa forma, também é mais fácil de pilotar Imagem: Divulgação

Aldo Tizzani

Da Infomoto

15/02/2013 12h07

Com o objetivo de agradar aos jovens motociclistas e levá-los a viver novas aventuras à bordo de uma seis-cilindros na estrada, a Honda investiu em uma versão mais despojada da Gold Wing e lançou a F6B.

O novo modelo traz parabrisa baixo -- para aumentar a sensação de liberdade -- e usa apenas os maleiros rígidos laterais. O estilo mais "básico", que tem se popularizado nos EUA, foi batizado de "bagger".

No rejuvenescimento, a moto emagreceu 28 quilos e, consequentemente, ganhou maior dinamismo na condução. A nova versão nasce para enfrentar a Harley-Davidson Street Glide. Ambas custam cerca de US$ 20 mil no mercado norte-americano.

PESADA
Longa, baixa e com 385 kg no total, a versão mais "popular" da Gold Wing ganhou novas linhas, esculpidas por meio da utilização do sistema CFD (Computational Fluid Dynamics). Com o uso de um vermelho chamado Magna (ou preto) e detalhes em preto fosco e cinza escuro, a F6B oferece certa elegância e ar jovial ao modelo que nasceu em 1975.

A montadora também fez alterações no assento, que traz também um pequeno encosto para o garupa. O sofisticado sistema de áudio conta com quatro alto-falantes e suporte para conectividade com iPod ou entrada USB, para reprodução de arquivos MP3, WMA ou AAC.

CICLÍSTICA
Se na aparência a versão "bagger" mudou, os conjuntos de suspensão e freios ficaram praticamente inalterados. São dois discos flutuantes de 296 milímetros, com acionamento hidráulico e cáliper de três pistões, na dianteira. Já na traseira, disco simples de 316 milímetros, também com cáliper de três pistões.

Para ajudar no controle, o conjunto usa o sistema Dual C-ABS, que distribui a frenagem em ambas rodas, independentemente se foram acionadas pelo manete ou pedal de freio.

Com a nova distribuição de peso, a suspensão foi recalibrada. O conjunto conta com garfo dianteiro com 45 mm de diâmetro, equipado com sistema anti-mergulho e, na parte traseira, sistema Monocross pro-link, com ajuste manual na pré-carga da mola. Os pneus foram montados em rodas de liga-leve de cinco raios com medidas 30/70 R18 (D) e 180/60 R18 (T).

MOTOR
O motor permanece com a mesma configuração: arquitetura boxer, seis cilindros, 1.832 cm³ de capacidade cúbica e 118 cv. Mas, o que impressiona mesmo é o torque: 17 kgfm, já a partir das 4.000 rpm. Outro diferencial é que ela é equipada com uma quinta marcha, uma espécie de overdrive, que oferece maior economia de combustível.

Para Teishiro Goto, líder de projeto desta Honda, a nova F6B é uma moto de turismo leve e elegante. "Esta versão é visivelmente mais amigável nas cidades, bem como para passeios em estradas. Minha esperança é que sua introdução leve mais pessoas, das novas gerações, a desfrutar do mundo das estradeiras de grande porte", conclui. A moto ainda não está confirmada para o Brasil, mas tem chances de vir para cá.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros