Carros

Honda MSX faz releitura da Monkey dos anos 1960 para fisgar jovens

Divulgação
Feita na Tailândia, nova 125cc da Honda tem 9,8 cv e chega em abril à Europa Imagem: Divulgação

Aldo Tizzani

Da Infomoto

10/01/2013 19h18

O crescimento da internet, dos smartphones e de suas redes sociais -- e, claro, a crise financeira que ainda abala a Europa -- parece ter deixado os jovens menos interessados em novas experiências no mundo real, sobretudo sobre rodas. Como combater este quadro? A Honda foi buscar a solução no passado e acaba de lançar no Velho Continente a MSX 125, modelo de uso estritamente urbano, que se inspira em um ícone dos anos 1960, a Monkey. 

A nova moto usa motor injetado de 125cc e rodas de 12 polegadas. Mas os diferenciais ficam por conta do design bastante arrojado e de sua vocação urbana, com pilotagem fácil e agilidade em deslocamentos curtos como, por exemplo, de casa para o trabalho ou para a faculdade.

Na Europa, quem tiver carteira de habilitação para dirigir um automóvel poderá pilotar a MSX 125 sem nenhuma outra autorização especial. O modelo começa a ser vendido em abril por lá, mas o preço ainda não está fechado. Indefinida também é a chegada ao Brasil.

INSPIRAÇÃO

  • Divulgação

    Honda Monkey fez sucesso nos anos 1960. Dela vieram o estilo irreverente e a facilidade de pilotar.

GERAÇÃO "?"
Reinventar a Monkey é uma tentativa de evocar a cultura irreverente e até rebelde dos anos 1960, quando a pequena moto fez bastante sucesso. Atualmente, fica difícil classificar os jovens espalhados pelo mundo de uma única forma -- são a "geração Y" nos Estados Unidos, os "dek neaw" na Tailândia e os "street-kei" no Japão --, mas a Honda aposta que todos compartilham de cultura, moda e espírito que desafiam o convencional.

Fabricado na Tailândia, o novo modelo da Honda não é apenas uma carinha bonita. Em função de suas dimensões reduzidas (1.978 mm de comprimento, 755 mm de largura e 1.010 mm de altura) e baixa capacidade cúbica (124,9 cm³), a MSX 125 tem como objetivo ser uma moto fácil de domar, mas com características de moto grande, como a posição de pilotagem.

Muito parecido com o motor que equipa a Biz 125 que roda no Brasil, o propulsor da MSX 125 oferece 9,8 cv a 7.000 rpm de potência máxima e 1,11 kgfm a 5.500 rpm de torque máximo. Conta ainda conta com duas válvulas, refrigeração a ar e sistema PGM-FI (injeção eletrônica). O câmbio tem quatro velocidades e embreagem manual.

COMO GENTE GRANDE
No desenvolvimento da ciclística, a engenharia da Honda diz ter fundido três aspectos fundamentais no projeto da pocket bike: praticidade, versatilidade e a capacidade para transportar garupa. A estrutura escolhida para ancorar suspensões e freios foi um quadro monotrave em aço. O tubo de secção quadrada se une diretamente à coluna de direção.

A MSX 125 pesa pouco mais de 101 kg e conta com tanque de combustível com capacidade para 5,5 litros.

No quesito suspensão a Honda deu tratamento VIP à nova moto. Suspensão invertida com tubos de 31 mm na dianteira -- a primeira em uma motocicleta de 125cc da marca -- e monoamortecida na traseira. O modelo ganhou ainda rodas de alumínio fundido de 12 polegadas e pneus de perfil esportivo -- 120/70-12 na dianteira e 130/70-12 atrás. Os freios são de disco simples -- 220 mm na dianteira de acionamento hidráulico e cáliper de duplo pistão e, na roda traseira, disco de 190 mm de acionamento hidráulico e cáliper de pistão simples.

OUSADIA VISUAL
Na parte estética, além do visual radical e motor pintado de preto, o conjunto óptico da MSX125 chama bastante atenção. Seu farol de estilo excêntrico usa uma única lâmpada (HS1 duplo 35W), que produz o feixe da luz baixa diretamente e o da luz alta com ajuda de multi-refletores espalhados pela secção inferior da peça. Na traseira, lanterna com LEDs dão conta do recado.

Para finalizar, segundo a montadora, a MSX 125 traz um completo painel de instrumentos em LCD com informações do velocímetro, marcador de combustível e relógio, além de hodômetro. Lá fora, serão quatro opções de cores: preto, branco, vermelho e amarelo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo