Carros

Honda PCX 150 chega em abril com tecnologia para poupar combustível

Divulgação
Honda PCX 150 desliga o motor quando o scooter para rapidamente, como no sinal fechado Imagem: Divulgação

Carlos Bazela

Da Infomoto

07/01/2013 13h00Atualizada em 09/01/2013 11h43

A Honda apresentou novidades para o Brasil no final de 2012, entre as quais o PCX 150, modelo para quem busca um scooter maior e mais potente que o Lead 110. O modelo será produzido na fábrica de Manaus (AM) e chega às concessionárias em abril trazendo um inédito sistema start-stop -- batizado pela fabricante de "Idling Stop" -- que desliga o motor em paradas rápidas e o religa com a ação do acelerador.

Embora o modelo nacional seja feito com base no scooter produzido na Tailândia, o PCX 150 tem estilo europeu, mercado onde estreou em 2012 como alternativa à versão de 125 cc. Com linhas modernas, chama a atenção por eliminar o vão existente entre o assento e o escudo frontal, presente na maioria dos veículos do gênero, inclusive no Lead 110. Mesmo assim, conserva a postura de pilotagem ereta do segmento, embora os pés do piloto fiquem separados pelo túnel central.

No PCX 150, o próprio conceito do escudo foi revisto. Eliminado, melhor dizendo. Nele, as proteções colocadas acima dos estribos, em conjunto com a carenagem frontal composta por vincos acentuados, dissipam o vento que viria em direção ao piloto, protegendo-o de uma forma diferente do convencional "paredão" que caracteriza a maioria dos scooters.

O farol complementa a proposta de visual moderno. Em forma trapezoidal, ele integra os piscas dianteiros, eliminando peças salientes e ajudando a criar a impressão de que todo o corpo do PCX 150 foi esculpido em um único bloco. As rodas de liga leve de 14 polegadas (com pneus 90/90 da dianteira e 100/90 na traseira) completam o conjunto e são uma vantagem para conviver com os buracos de nossas ruas.

ECONOMIA INTELIGENTE
O PCX 150 conta com um motor monocilíndrico de 153 cm³, com refrigeração líquida e comando simples no cabeçote (SOHC). Alimentado por injeção eletrônica, ele é capaz de gerar 13,6 cv a 8.500 rpm e 1,42 kgfm de torque, a 5.250 rpm. Tudo isso com um único foco: a economia de combustível. Segundo a Honda, o scooter é capaz de atingir 40 quilômetros por litro (o tanque tem capacidade para 5,9 litros).

Para garantir o baixo consumo, a marca recheou o PCX 150 com uma série de novidades mecânicas que incluem peças redimensionadas para reduzir a fricção no motor. Pistão mais leve para reduzir o atrito com as paredes do cilindro, uma ventoinha menor que otimizou o funcionamento do radiador e rolamentos especialmente desenhados para diminuir o atrito no conjunto de transmissão são algumas das alterações.

Mas a grande novidade do scooter é o "Idling Stop". Ativado por meio de um dispositivo no manete da mão direita, o inédito sistema faz com que o motor do PCX 150 pare de funcionar após três segundos de inatividade, religando-o em seguida após o primeiro movimento do acelerador. Um sistema similar já utilizado em carros há alguns anos.

Na prática, o sistema se assemelha à função stand-by dos aparelhos eletrônicos. Da mesma forma que a sua televisão parece desligada quando aquela luz vermelha está acesa no display, mas mantém funções básicas para ser religada. Quando o piloto gira o acelerador, o propulsor religa. Dessa forma, ajuda a reduzir o consumo de combustível.

CONFORTO DE GENTE GRANDE
O desenho moderno e a economia de combustível não foram os únicos tópicos que a Honda levou em conta na hora de criar o PCX 150. Montado sobre um chassi tubular do tipo underbone -- o que justifica o túnel central entre as pernas do piloto --, o scooter oferece assento em dois níveis que inclui apoio para a base da coluna do piloto. Um item que, até então, era comum por aqui em modelos de porte maior, como o Dafra Citycom 300i e os Suzuki Burgman 400 e 650.

Nos freios, o PCX apresenta o Combined Brake System, sistema que distribui igualmente a carga exercida sobre o disco dianteiro de 220 mm (com pinça de três pistões) e o tambor traseiro (de 130 mm). 

Com a chegada do novo produto ao mercado, a Honda oferece mais uma opção aos clientes que buscavam um scooter com maior desempenho que o Lead 110. Por enquanto, a marca não divulgou o preço.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo