Carros

KTM amplia família Duke em Milão

Carlos Bazela/Infomoto
A marca apresentou as novas integrantes da família Duke, que passa a contar com seis modelos Imagem: Carlos Bazela/Infomoto

Carlos Bazela

Da Infomoto, em Milão (Itália), especial para o UOL

13/11/2012 19h47

A KTM fez jus ao seu slogan “Ready to Race” (Pronta para Correr, em tradução literal) na apresentação de seus novos modelos no Salão de Milão (EICMA 2012). Totalmente focada na sua linha mais esportiva, a marca austríaca apresentou as novas integrantes da família Duke, que passa a contar com seis modelos. A nova Duke 390 e o protótipo 1290 Super Duke R se juntam aos modelos já existentes de 125, 200, 690 cc e à 990 Super Duke R.

Equipada com motor monocilíndrico de 375 cm³ de comando duplo no cabeçote (DOHC), a nova Duke 390 manteve o visual enxuto da versão de 200 cc, com escapamento localizado embaixo do quadro. Mas tem desempenho superior, capaz de gerar até 44 cv. Segundo a KTM, o motor e o baixo peso da nova naked -- 150 kg com o tanque cheio -- fazem dela uma alternativa esportiva aos maxi scooters, sucesso entre os europeus.

Já a irmã do meio da família, a Duke 690, ganhou versão “R”. Derivada dos modelos utilizados pelos pilotos da Copa Europeia Junior, a versão mais esportiva recebeu upgrades na suspensão e um novo modo de mapeamento chamado supermoto, que permite a Duke 690 R travar ou não a roda durante uma frenagem, ignorando o ABS. Para completar o visual mais esportivo, o modelo ganhou escapamento Akrapovic, novas pedaleiras e novo guidão.

PROTÓTIPO MUSCULOSO
Todas as atenções do estande se voltavam para a 1290 Super Duke R, um protótipo cuja produção não deve começar antes do final de 2013. O visual robusto e a roda traseira presa por meio de um monobraço lembram muito pouco a atual 990 Super Duke R produzida pela KTM e deixam a nova moto mais próxima de uma MV Agusta Brutale. Entretanto, o coração da nova “fera” -- apelido que a moto ganhou -- é um velho conhecido.

O propulsor de dois cilindros em “V” de 1.195 cm³ é o mesmo utilizado pela superesportiva RC 8, mas a KTM não divulga o quanto esse motor produz de potência na nova naked, além de outros dados como seu peso e torque. No entanto, a marca austríaca já adiantou que entre os itens eletrônicos estão acelerador ride-by-wire, controle de tração e freios Brembo em ambas as rodas, que contam com o auxílio do sistema ABS. 

Viagem a convite do Instituto Italiano para Comércio Exterior (ICE)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo