Carros

Honda CBR 600F mescla visual radical com comportamento tranquilo

Infomoto
Com ciclística e motorização da Hornet, moto é opção para quem busca desempenho Imagem: Infomoto

Da Infomoto

19/10/2011 19h39

Nos últimos anos, desde a crise financeira de 2008 e seu consequente impacto no consumo nos países mais ricos, os fabricantes de motocicletas têm procurado alternativas para minimizar as quedas nas vendas. Além do fator econômico, as marcas notaram que muitos motociclistas buscavam uma moto que aliasse o conforto dos modelos nakeds com o desempenho, e principalmente o design, das superesportivas. Afinal, não são todos os usuários que precisam dos motores de quase 200 cavalos de potência ou dos freios com pinças radiais dos modelos com postura mais racing.

Dentro deste conceito, surgiram nos últimos anos diversas opções mais acessíveis, tanto no preço quanto na pilotagem. Bons exemplos são a Yamaha XJ6F e a Kawasaki Ninja 650R. E, por último, a Honda CBR600F, apresentada no Salão de Milão em 2010 e que, agora, desembarca no Brasil.

Compartilhando a mesma motorização e ciclística da consagrada naked CB 600F Hornet, a CBR 600F pretende ser uma esportiva comportada. Isto é, um modelo com visual radical, porém com uma pilotagem confortável e simples.

RECEITA CONHECIDA
Apesar de ter sido lançada no Salão Duas Rodas deste ano, a CBR 600F não é exatamente uma novidade no line-up da Honda -- até o início dos anos 2000, havia outra CBR 600F com essa mesma proposta. Mas a "nova" CBR 600F compartilha a mesma ciclística e motorização da Hornet, líder nacional em vendas na categoria naked.

O motor é o conhecido quatro cilindros em linha, 599,3 cm³, 16 válvulas com duplo comando no cabeçote e refrigeração líquida. Alimentado por injeção eletrônica, oferece 102 cv de potência máxima a 12.000 rpm e torque máximo de 6,5 kgfm a 10.500 rpm. Números suficientes para sua proposta.

Na parte ciclística um quadro mono trave superior fundido em alumínio com o motor fazendo parte da estrutura. O conjunto de suspensões também é o mesmo: garfo invertido (upside-down) na dianteira com uma balança monoamortecida na traseira. Aqui, a grande -- e boa -- diferença em relação à Hornet 2012, lançada recentemente, é que o garfo invertido conta com regulagem de compressão e retorno na CBR 600F.

FICHA TÉCNICA: Honda CBR 600F

Motor:Quatro cilindros em linha, 599,3 cm³, 16 válvulas, DOHC, arrefecimento líquido.
Potência máxima:102 cv a 12.000 rpm.
Torque máximo:6,53 kgfm a 10.500 rpm.
Câmbio:Câmbio de seis velocidades e transmissão final por corrente.
Alimentação:Injeção eletrônica.
Chassi:Quadro mono trave superior fundido em alumínio.
Suspensão:

Dianteira telescópica invertida, 41 mm de diâmetro e 120 mm de curso ajustável; traseira monoamortecida, 128 mm de curso e sete regulagens na pré-carga da mola.

Freios:

Dianteiro com discos duplos flutuantes de 296 mm e pinça de três pistões (versão com C-ABS); traseiro com disco simples de 240 mm com pinça de pistão simples.

Pneus:Dianteiro: 120/70 -- ZR17 M/C (58W); traseiro: 180/55 -- ZR17 M/C (73W).
Dimensões:(CxLxA) 2.150 mm x 751 mm x 1.074 mm. Altura do assento:  803 mm; altura mínima do solo: 135 mm; entre-eixos: 1.437 mm
Peso:191 kg (versão Standard) e 196 kg (versão C-ABS), ambos a seco.
Tanque:18,1 litros

VOCAÇÃO ESTRADEIRA
Outra novidade no modelo são os semiguidões, em vez do guidão conforto da versão naked. Com isso, a posição de pilotagem da nova Honda é um meio termo entre o conforto da Hornet e a esportividade da CBR 600RR (modelo réplica das pistas e superesportivo).

Na prática, a nova posição de pilotagem garante um bom conforto e, em conjunto com a carenagem integral, proporciona uma boa proteção aerodinâmica para que o piloto viaje nas estradas. Apesar da carenagem da nova CBR 600F 2012 parecer pequena, o pára-brisa é bastante eficaz ao desviar o vento do peito do motociclista, confirmando assim a sua vocação estradeira.

Entretanto, essa proposta mais touring não aparece na autonomia do modelo. Dotada de um tanque de combustível exclusivo para permitir um melhor encaixe das pernas, de acordo com sua proposta esportiva, a capacidade é inferior do que na Hornet: 18,1 litros contra 19 litros na versão naked.

Porém, depois de rodar algumas centenas de quilômetros com a nova CBR 600F, principalmente em estradas, concluí que seria a opção ideal para quem quer uma moto para viajar. Sua posição de pilotagem não chega a cansar e a vantagem da carenagem é sentida logo de início. Enquanto a Hornet seria voltada mais para o uso diário nas cidades.

VERSÕES
Assim como na CB 600F Hornet, a Honda traz duas versões da nova CBR 600F para o Brasil: uma standard com freio a disco nas duas rodas e outra com a opção dos freios C-ABS (Combined ABS). A versão standard, conta com discos duplos dianteiros flutuantes de 296 mm e pinça de dois pistões. Na traseira, disco simples de 240 mm com pinça de pistão simples. Já a versão com freios Combined ABS (C-ABS) possui discos duplos flutuantes de 296 mm, na dianteira, porém com pinça de três pistões. Na traseira, as mesmas especificações da versão standard. O sistema reúne os benefícios do ABS (Anti-lock Brake System) e do CBS (Combined Brake System). Enquanto o primeiro evita o travamento das rodas em frenagens bruscas, o segundo distribui a força de frenagem entre as rodas dianteira e traseira.

A CBR 600F estará disponível nas concessionárias da marca a partir de novembro de 2011 em duas cores: branca e preta, o ponto negativo é que a cor branca não traz a opção de freios ABS. Ideal para quem quer uma motocicleta com um visual mais esportivo, evidenciado pela carenagem integral, mas que ofereça conforto e praticidade para o uso diário, a Honda CBR 600F 2012 tem preço público sugerido de R$ 32.500,00 para a versão Standard e R$ 35.500,00 para a versão com freios C-ABS (valores com base no Estado de São Paulo, não incluem despesas com frete e seguro).

CONCORRENTES
A Honda CBR 600F chega ao mercado brasileiro para enfrentar outros modelos com mesma proposta. A Yamaha disponibiliza a XJ6F, também com motor de quatro cilindros, porém com menor potência (77,5 cv contra 102 cv da CBR 600F) e preço inferior: R$ 28.500. Já a Suzuki tem a GSX 650F, derivada da linha Bandit, com motor tetracilíndrico de 85 cv e preço sugerido de R$ 31.900. Todas carenadas e com a proposta de ser uma esportiva "comportada". A Kawasaki disponibiliza a Ninja 650R com motor de dois cilindros e 72 cv e também a opção de freios ABS com preço a partir de R$ 28.463. (por Arthur Caldeira)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo