Carros

Duas Rodas cresce em relevância e anuncia recorde de público

Doni Castilho/UOL
Público no salão: segundo a organização, mais de 250 mil pessoas visitaram o evento Imagem: Doni Castilho/UOL

Da Infomoto

09/10/2011 21h19

Depois de seis dias de muitas novidades e atrações dentro e fora do Pavilhão de Exposições do Anhembi, a 11ª edição do Salão Duas Rodas, realizada do último dia 4 até este domingo (9), em São Paulo, superou a marca histórica dos 250 mil visitantes, segundo  balanço parcial divulgado pela organização do evento por volta de 15h -- o que consolida o salão motociclístico como o maior da América Latina.

A feira contou com 445 expositores entre fabricantes, montadoras, importadores e fornecedores, que puderam apresentar suas últimas novidades em termos de motocicletas, itens de segurança, peças e serviços. Além disso, o Duas Rodas 2011 ofereceu dezenas de atrações para o entretenimento dos visitantes -- como test-drives e shows acrobáticos na área externa.

 Em relação aos anos anteriores, o Duas Rodas deste ano exibiu estandes maiores e mais bonitos, com produtos de maior valor agregado. O público também se surpreendeu não só pelo grande número lançamentos, mas também pelo alto nível de interesse e por sua interatividade.
E essa maturidade se refletiu também em estreias mundiais e nacionais e consolidação de parcerias estratégicas.

O salão deste ano também recebeu ilustres visitantes, como o presidente mundial da Yamaha Motor Company, Hiroyuki Yanagi, e a vinda de importantes executivos de marcas internacionais -- Ducati, MV Agusta, KTM, Gas Gas e Zongshen. Fato que reafirma a importância do Brasil dentro do cenário mundial do segmento de duas rodas.
 
ESTREIAS MUNDIAIS
O Salão Duas Rodas fez lançamentos mundiais, como a BMW Sertão. Derivada da G 650 GS, a trail será fabricada em Manaus (AM) e também em Berlim, na Alemanha. Outros destaques foram a Ducati Streetfighter 848 (naked) em sua primeira aparição ao público e a edição especial AMG da muscle bike Diavel, que foi apresentada no Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, e faz sua avant-première aqui em São Paulo num evento exclusivo do mercado de suas rodas.

A Gas Gas também aproveitou o Brasil e fez o lançamento mundial da linha Enduro 2012. Já a Roadwin 250R, primeiro produto da parceria entre a Dafra e a coreana Daelim, traz design inédito e diferenciado do modelo que é comercializado na Europa. A Dafra começa a montar em Manaus (AM) as motos Premuim da marca italiana MV Agusta. A companhia brasileira também será a responsável pela venda dos modelos no país. A rede será formada por dez concessionárias.

Já que o foco são motos de alta cilindrada, Honda e Harley-Davidson têm projetos ambiciosos. Por meio do conceito batizado de “Honda Dream“, a marca japonesa já inaugurou 60 pontos de vendas especializados em comercializar as motos de alto desempenho -- desde a CB600F Hornet até a GL1800 Gold Wing. Já a Harley trouxe para o Salão Duas Rodas oito novas motocicletas. Agora, a HD comercializa 19 modelos no Brasil, dos quais 18 são montados em Manaus (AM), com exceção da CVO Ultra Classic Electra Glide.

Além disso, há marcas reestruturando suas operações e outras ampliando seus investimentos no país, caso de KTM, Kasinski, Traxx, Jonny e Shyneray, que anunciou a construção de sua fábrica no Complexo Industrial Portuário de Suape (PE).
 
FROTA E MERCADO
O Brasil é o quarto produtor mundial e um dos principais mercados do mundo, não só em consumo, mas também em escala de produção. Segundo a Abraciclo (associação que reúne os fabricantes de motocicletas), em 11 anos a circulação de motos no país cresceu 336% e o Brasil tem em média uma motocicleta para cada 11,5 habitantes. Só por curiosidade, o Brasil tem hoje uma frota de 17 milhões de motocicletas.

Reflexo da evolução do setor, é hora de comemorar os resultados positivos. Serão 2 milhões de novas motocicletas circulando até o final do ano pelas estradas, avenidas e ruas do país. Esta indústria gera 140 mil empregos diretos e TEVE investimentos de R$ 4,5 bilhões nos últimos cinco anos. A previsão para este ano é que a produção cresça 12,5%, e as vendas, 10% em relação a 2010. Segundo especialistas do setor, o aumento do poder aquisitivo das classes C e D e a facilidade de crédito foram decisivos para a explosão do consumo. (por Aldo Tizzani)
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo