Carros

Rocker C é uma Harley customizada de fábrica

Doni Castilho/Infomoto
Modelo conta com pneu traseiro de 240 mm, garfo alongado, motor de 1600 cm³ e preço sugerido de R$ 51.900,00 Imagem: Doni Castilho/Infomoto

Da Infomoto

29/04/2011 16h19

Quem não é muito antenado no mundo das duas rodas pode até achar que toda moto custom é igual: estilo retrô, motor de dois cilindros em "V" e muitos cromados. Mas a Harley-Davidson Rocker C foge deste paradigma. Esbanjando atitude e um belo design, o modelo da família Softail nem parece uma Harley original de fábrica. Lembra mais uma moto customizada, feita por encomenda. Conta com garfo alongado, guidão em "V" e um enorme pneu traseiro de 240 mm de largura, coberto por um amplo para-lama. Em determinados ângulos a moto até parece desproporcional.

Outro diferencial da Rocker é o banco da garupa escamoteável. Ou seja, fica sobre o assento do piloto e, em apenas alguns segundos, está pronto para ser usado pelo carona. O modelo customizado de fábrica traz ainda belas rodas de alumínio polido. Para completar, toda a linha Softail 2011, da qual a Rocker faz parte, adotou também sistema ABS de série. Com este pacote, a moto tem preço sugerido a partir de R$ 51.900. Um pouco salgado se comparado aos modelos mais tradicionais da família, como a Deluxe (R$ 43.900) e a Fat Boy (R$ 44.900), que também contam com o ABS.

Realmente, o desenho é o principal atrativo da Rocker, que já é montada no Brasil. Sua linha despojada e ao mesmo tempo agressiva deve ser um convite aos motociclistas mais jovens, que querem fugir do tradicionalismo, do lugar comum das grandes custom. Sua primeira aparição no Brasil aconteceu no Salão Duas Rodas de 2007. No ano seguinte o modelo era vendido a R$ 59.900.


MOTOR "TORCUDO"
A Rocker C está equipada com o tradicional motor Twin Cam 96B, de 1584 cm³ de capacidade, refrigeração a ar, dotado de injeção eletrônica de combustível e fixado diretamente ao chassi por meio de eixos balanceiros, que melhoram a rigidez e minimizam as vibrações.

Na prática, o propulsor desta Harley é bastante "torcudo", já que oferece 13,4 kgfm de torque máximo logo nos 3.000 giros. Força suficiente para rápidas arrancadas e retomadas de velocidade sem dificuldades. O motor traz ainda câmbio de seis marchas, com a última over-drive (Six-Speed Cruise Drive, como prefere a Harley). Ou seja, com a sexta marcha engatada parece que o motorzão V2 se acalma, trabalha com giro mais baixo, oferecendo um rodar mais suave, tranquilo e transmitindo mais conforto ao piloto (traduzindo: menos vibração). Além disso, o propulsor está dotado de transmissão final por correia dentada, marca registrada na linha Harley. Rodando na cidade e na estrada, a Rocker fez média de 19 km/l.
 

FICHA TÉCNICA: Harley-Davidson Rocker C

Motor:Dois cilindros em "V", Twin Cam 96B, 1584 cm³, refrigerado a ar .
Potência máxima:N/D
Torque máximo:13,4 kgfm a 3.000 rpm.
Câmbio:Manual, seis velocidades, com transmissão final por correia dentada.
Suspensão:Dianteira telescópica, com 79 mm de curso. Traseira por amortecedores hidráulicos com regulagem de pré-carga, com 127 mm de curso.
Freios:Dianteiro a disco simples de 292 mm, com cáliper de quatro pistões. Traseiro a disco simples de 292 mm, com cáliper dois pistões.
Pneus:90/90 R19 (dianteiro)/ 240/40 R18 (traseiro).
Dimensões:2.415 mm (comprimento); 1.168 mm (altura); 890 mm (largura); 1.760 mm (entre-eixos); 130 mm (distância do solo); 700 mm (altura do assento em relação ao solo).
Capacidade do tanque:18,5 litros.
Peso:307 kg (a seco).

CICLÍSTICA
A moto foi construída sobre um chassi de berço duplo de aço tubular de seção retangular. Os freios são a disco em ambas as rodas e com 292 mm diâmetro. A diferença é que na dianteira o sistema tem pinça de quatros pistões. E na traseira, pinça de dois pistões. A novidade é a adoção do sistema de freios ABS que, por si só, já transmite maior sensação de segurança.

Na prática, o freio dianteiro poderia ser mais eficiente. Aliás, uma característica das motos custom, que têm grande parte do peso concentrado na traseira. Agora o traseiro é um primor. Preciso, eficiente e para a Rocker com segurança.

Nesta releitura futurista das antigas motos "rabo duro", que não contavam com suspensão traseira, os amortecedores hidráulicos, cujo curso é de 127 mm, ficam escondidos sob o motor. Uma solução estética bastante interessante.

Já a suspensão dianteira usa garfo telescópico com 79 mm de curso. Em função da bengala alongada -- 36º de ângulo do cáster e 157 mm de trail --, a frente da moto é bem pesada, principalmente para manobras em baixas velocidades. Já contornando curvas em velocidades mais altas, a Rocker oferece bom controle e bom ângulo de inclinação -- levando-se em consideração o seu estilo, é claro. Mas não se assuste se a pedaleira raspar no asfalto.

Claro que em deslocamentos urbanos a moto sofre com a irregularidade do piso. Mas em seu habitat natural, uma estrada bem asfaltada, o conjunto de suspensão da Rocker oferece bom conforto, principalmente pelo largo pneu de 240 mm, que também auxilia no amortecimento e garante maior estabilidade da moto. Com uma maior familiaridade com o conjunto e oferecendo boa ergonomia, o motociclista começa a se divertir com a estilosa Rocker.

Mas não vá pensando incorporar o estilo "Easy Rider" e sair por aí para viajar centenas de quilômetros. A Rocker não tem vocação touring. O modelo está mais para viagens curtas -- bate-e-volta -- ou rodar pelas mais badaladas ruas e avenidas dos grandes centros, já que não há espaço para acomodar bagagem. E, com certeza, a garupa vai sofrer um pouco em função do banco diminuto.

PAINEL E ALARME
Já o painel de instrumentos é simples e conta com o velocímetro fixado sobre o tanque de combustível em forma de gota e com capacidade para 18,5 litros de gasolina. O pequeno painel digital coloca à disposição do motociclista informações sobre regime de rotação do motor, marcha engatada, hodômetros (parcial e total) e relógio. O conjunto ótico traseiro traz uma particularidade. Quando o freio é acionado, as luzes de direção também se acendem. Já o farol dianteiro poderia ser um pouco melhor, mas se encaixa perfeitamente no desenho da moto.

Hoje, toda Harley sai da concessionária com um sistema de segurança (alarme de presença). Por isso a sugestão é sempre levar o alarme no bolso. Para maior segurança, a Harley alerta o motociclista para que também trave a direção e remova a chave quando estacionar. Resumindo: a Rocker é uma Harley de muita atitude, divertida e sem frescura. Enfim um passaporte para o motociclista desfrutar a vida com estilo. (por Aldo Tizzani)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo