Carros

Kasinski lança Comet 150 com seguro grátis e três anos de garantia

Da Infomoto

11/12/2010 08h00

Para disputar o segmento de motos street até 150 cm³, o mais concorrido do mercado de motocicletas brasileiro, a Kasinski apresentou neste final de ano, a nova Comet 150 2011. Além de diversos equipamentos de série como, por exemplo, freio a disco, partida elétrica, rodas de liga-leve, entre outros, a motocicleta tem como atrativos três anos de garantia de fábrica e seguro total grátis por um ano.

“Queríamos lançar um produto novo e com diferenciais para disputar o segmento que corresponde a quase 90% das vendas de motos no Brasil”, declarou Rogério Scialo, diretor de marketing da CR Zongshen, empresa proprietária da marca Kasinski.

A garantia de três anos e o seguro total grátis com assistência 24 horas já estão inclusos no preço sugerido de R$ 5.790. E o consumidor ainda ganha um capacete. Já à venda nas concessionárias Kasinski, a nova Comet 150 está disponível nas cores vermelha, preta e prata. E o pacote é competitivo perante a concorrência: Dafra Apache RTR 150 sai por R$ 6.640, enquanto a Honda CG 150 Titan mais básica custa R$ 6.324.

DESIGN
A Kasinski apostou em uma identidade diferenciada para sua street de 150 cm³. Em vez de carenagens no farol, como Honda CG 150 Titan e Dafra Apache 150, a Comet 150 tem um conjunto óptico poligonal com suportes laterais na cor prata. Traz ainda detalhes em LED que, segundo a Kasinski, contribuem para maior segurança do motociclista. Sobre o farol fica o completo painel: além de conta-giros e marcador de combustível, ambos de leitura analógica, conta com uma tela de cristal líquido com velocímetro digital, indicador de marcha engatada e hodômetros.

Na traseira, a Comet traz de série o útil bagageiro -- em alumínio e emborrachado. A lanterna traseira tem lente lisa e chamam a atenção também as setas de direção com lentes transparentes. Na roupagem, a Comet 150 tem linhas bastante simples e limpas -- só destoa do conjunto o exagerado suporte para as buzinas fixado no quadro. Completam o desenho atual, as rodas de liga-leve de 18 polegadas com cinco raios curvados.

MOTORIZAÇÃO
Para equipar a nova Comet 150, a Kasinski optou por um motor diferente dos outros que já são utilizados na linha CRZ e Mirage 150. O monocilíndrico de 149 cm³ tem comando simples no cabeçote (OHC) e refrigeração a ar. Alimentado por um carburador PZ 27, o propulsor oferece 12,9 cavalos de potência máxima a 8.000 rpm. O torque máximo é de 1,24 kgfm a 6.000 rpm.

Equipado com partida elétrica de série, o propulsor demonstrou um rendimento de acordo com a categoria no primeiro teste com o novo modelo, realizado em pista fechada. Tem funcionamento silencioso e não vibra excessivamente.

Em função das condições do teste, não foi possível alcançar a velocidade final da nova Comet 150 na curta reta da pista do Kartódromo de Itu, interior de São Paulo. Porém é possível prever algo em torno de 100 km/h.

Outro item que merece elogios é o câmbio de cinco marchas. Apresentou engates suaves e precisos, mesmo ao se passar de primeira para segunda marcha – uma reclamação comum em motocicletas de origem chinesa.

FICHA TÉCNICA: Kasinski Comet 150 2011

Motor:149 cm³, monocilíndrico, OHC, quatro tempos e arrefecimento a ar.
Potência máxima:12,9 cv a 8.000 rpm.
Torque máximo:1,24 kgfm a 6.000 rpm.
Diâmetro e curso:62,0 x 49,5 mm.
Alimentação:Carburador PZ 27.
Partida elétrica ou a pedal.
Câmbio:Cinco velocidades, embreagem multidisco em banho de óleo e transmissão final por corrente.
Suspensão:Dianteira por garfo telescópico. Traseira bichoque ajustável.
Freios:Dianteiro a disco simples com pinça de único pistão. Traseiro a tambor.
Pneus:Dianteiro 2.75/18. Traseiro 90-90/18.
Quadro:Tipo diamante.
Dimensões:2.060 mm x 780 mm x 1.120 mm (CxLxA); 170 mm (distância do solo); 1.320 mm (entre-eixos).
Tanque:8,5 litros.
Peso:134 kg (a seco).

CICLÍSTICA
O quadro do tipo diamante traz suspensões telescópicas convencionais, na dianteira, e sistema de amortecimento bichoque, na traseira. Durante a pilotagem em pista fechada, o conjunto de suspensões apresentou funcionamento bastante macio, privilegiando o conforto ao invés da esportividade. Uma opção de acordo com a proposta urbana da motocicleta.

As rodas de 18 polegadas são calçadas com pneus Cheng Shin nas medidas 2.75 (dianteiro) e 90/90 (traseiro). Mesmo sem entrar no mérito da qualidade dos pneus chineses, a crítica fica para a opção da Kasinski em utilizar pneus com diferentes desenhos na banda de rodagem: além de prejudicar a estética da motocicleta, pode comprometer o escoamento da água no piso molhado. De toda forma, durante o teste feito em pista seca e asfalto quente, os pneus apresentaram comportamento adequado para uma motocicleta de 12,9 cavalos de potência, contornando curvas com segurança. As curvas, aliás, eram limitadas apenas pela proteção do escapamento do lado direito da moto que insistia em ralar no asfalto em curvas mais fechadas.

Outro diferencial da Comet 150 é o sistema de freio: o disco dianteiro é de série. E, apesar do freio tambor na traseira, o conjunto foi suficiente para parar com segurança os 134 kg (a seco) da nova Kasinski.

USO
Lançada para concorrer contra modelos já consagrados, como a já citada Honda CG 150 e a Yamaha YBR 125 Factor, a Kasinski Comet 150 chega com a proposta de ser uma motocicleta urbana para ser utilizada no lazer ou a trabalho.

Tratando-se de uma street, a nova Comet oferece guidão elevado e uma posição de pilotagem natural. Ainda no quesito ergonomia, a Comet 150 traz punhos e comandos de fácil alcance e até mesmo com lampejador de farol alto. (por Arthur Caldeira)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo