Carros

Salão de Milão fecha temporada de novidades sobre duas rodas

Arthur Caldeira/Infomoto
Hornet 600 2011 foi um dos oito lançamentos da Honda no 68º Salão de Milão Imagem: Arthur Caldeira/Infomoto

Da Infomoto

06/11/2010 10h00

Quem vê a fila na bilheteria da Feira de Milão (Itália) para se conseguir uma entrada para o EICMA (Esposizione Internazionale Del Ciclo e Motociclo, conhecido por aqui como Salão Internacional de Motos de Milão), dificilmente acredita que o mercado italiano de motocicletas está em crise -- até setembro deste ano, o número de emplacamentos caiu 20% em comparação a 2009.

Com o mote  “emoção em exposição”, os fabricantes de motocicletas resolveram apelar para a paixão dos italianos pelos veículos de duas rodas para dar ânimo ao segmento. Novidades não faltaram nos mais de 50 mil metros quadrados divididos entre mais de 1.000 marcas expostas nos seis pavilhões de exposição. Somente a Honda, que retornou à lista de expositores depois da ausência em 2009, lançou oito novos modelos e duas motos-conceitos. Ducati, Aprilia, Piaggio, BMW, MV Agusta, Husqvarna e KTM apresentaram também lançamentos para o público italiano e mundial.

Nova Honda Hornet
Com seu retorno anunciado como vitória pela organização do salão, a Honda fez jus ao papel de protagonista e não economizou nos lançamentos. Ao todo, foram oito novos modelos, entre scooters e motocicletas. Destaque para a versão 2011 da Honda Hornet de 600 cm³. O motor continua o mesmo, mas o visual é totalmente novo, lembrando muito as linhas de sua irmã maior a CB 1000R. Nova do conjunto óptico à rabeta, a nova Hornet é mais bonita que a atual e tem tudo para continuar sendo um sucesso de vendas na Europa e também no Brasil.

Além disso, a fábrica japonesa ressuscitou a CBR 600F, sua sport touring lançada em 1987. Aposentada com a chegada da versão esportiva, CBR600RR, a 600F volta agora para ser um produto mais acessível e mais confortável.

Na mesma linha, foram lançadas as CBR 125R e 250R, esta última uma clara concorrente da Kawasaki Ninja 250 cm³. A CBR 250R tem porte de moto maior, apesar de seu motor de um cilindro com refrigeração líquida e duplo comando de válvulas. Conta com quadro de dupla trave superior, freios ABS e amortecedor monochoque na traseira para deixar os fãs brasileiros da antiga CBX 250 Twister com água na boca.

Para completar, a Honda inovou e mostrou a Crossrunner. Com suspensões de longo curso, é um misto de naked e big-trail devido à posição de pilotagem. Equipada com um propulsor V4 de 800 cm³, é  anunciada como um novo conceito e foi uma das motos mais admiradas em Milão.

Ducati diabólica
Outra grande estrela em Milão foi a muscle bike Ducati Diavel. Aposta da fábrica de Borgo Panigale em um novo segmento, a Diavel tem desenho inusitado. Seu tanque, garfo dianteiro e guidão conferem grande porte ao modelo, mas a traseira acaba abruptamente. Equipada com motor de dois cilindros em “L” de 1199 cm³, a Diavel é uma espécie de V-Max da marca italiana. Difícil saber se fará sucesso, já que a Ducati nunca havia feito algo semelhante, mas tendo em vista o sucesso alcançado pela big-trail Multistrada 1200, a Diavel tem tudo para ser uma boa surpresa.

Ainda na apresentação à imprensa, em um teatro na cidade de Milão, a marca mostrou a nova Monster 696, com desenho atualizado, a Monster 1100 EVO e a 848 EVO -- versões com especificações superiores.

Tiger de 800 cm³
A Triumph completou sua linha 2011 com mais três modelos -- já havia lançado quatro no Salão de Colônia (Alemanha) no início de outubro. A novidade de fato foi a big-trail Tiger 800 em duas versões: a standard e a XC, mais aventureira.

Equipada com motor de três cilindros em linha e 95 cavalos, suas imagens já haviam sido divulgadas. Ao vivo, o modelo impressiona com suas suspensões de longo curso, quadro em tubos de aço e uma vasta gama de acessórios na versão XC. Destaque ainda para o tanque de 19 litros, o maior da categoria de aventureiras de média cilindrada. Quem finalmente apareceu foi a Daytona 675R, versão mais racing da esportiva inglesa.

Grupo Piaggio
Um dos maiores nomes italianos do setor de duas rodas, o grupo Piaggio trouxe uma enxurrada de lançamentos a Milão. Pena que apenas os scooters da marca Vespa e Piaggio cheguem ao Brasil. Pois a Aprilia, em festa pela conquista do Campeonato Mundial de Superbike com Max Biaggi, mostrou uma gama renovada: desde a pequena esportiva RS4 50 cm³, passando pela supermotard Dorsoduro 1200 até a nova naked Tuono V4, que ostenta 162 cavalos de potência máxima.

Outra marca do grupo é a lendária Moto Guzzi. Seguindo a onda atual de big-trails, a Guzzi mostrou outra versão da Stelvio 1200. Bastante imponente, a Stelvio NTX traz a nova versão do tradicional motor de dois cilindros em V, posicionado transversalmente, uma marca registrada da Guzzi, além de um grande pacote de acessórios para viagem.

A Vespa investiu em um modelo retro, o PX com capacidade cúbica de 125 e 150 cm³. Já na Piaggio, destaque para o novo MP3 urbano, scooter de três rodas ficou mais estreito e ágil para rodar na cidade.

Scooter BMW ainda é conceito
Apesar dos rumores, não foi desta vez que a BMW entrou no segmento dos scooters. Mesmo assim, a marca bávara alimentou os boatos com um veículo conceito: Concept C. Com motor bicilindrico, híbrido, o scooter-conceito tem ares futuristas, câmbio CVT e freios ABS. Parece mais um estudo de mercado do que simplesmente um conceito. Afinal, que local mais apropriado para conhecer a reação do público sobre um scooter do que uma feira na Itália?

Outro modelo interessante foi a nova G 650 GS. O modelo montado em Manaus (AM) desde o final de 2009 não era vendido na Europa -- essa G 650 GS é outra moto, que traz um motor bastante semelhante, porém um design diferenciado (mais bonito e moderno) do que a G 650 GS brasileira.

A fábrica alemã ainda apresentou a nova R 1200 R, uma naked que não chega mais ao Brasil. A R 1200 R agora traz a última versão do motor boxer e foi repaginada. A campeã de vendas R 1200 GS também estará disponível na versão “Triple Black”, com diversos detalhes em preto.

Mais de meio milhão de pessoas
Praticamente impossível listar todas as novidades em equipamentos e motos apresentadas em Milão. Na quinta-feira (4), dia de abertura ao público, jornais e revistas têm edições especiais com muitas páginas dedicadas ao Salão. O público comparece em massa e curte as apresentações de Freestyle, Motocross e os testes oferecidos pelas marcas. A feira vai até domingo (7) e a previsão é de que o número de visitantes supere os 500 mil de 2009. (texto e fotos de Arthur Caldeira)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo