Cultura do carro

Lista do especialista: conheça as 10 Ferrari mais emblemáticas da história

Divulgação
Imagem: Divulgação

Rodrigo Mora

Colaboração para o UOL

17/12/2017 04h00

Uma das marcas mais emblemáticas do mundo quando se fala em automóvel e também no aspecto automobilístico, a Ferrari coleciona admiradores pelos quatro cantos do planeta.

Mas você sabia que a marca italiana já teve carro de rali e que sua divisão para as pistas, a Scuderia Ferrari, entrou no mundo das competições como um braço da hoje apagada Alfa Romeo?

Veja mais

Calmon: com prazo curto, Estados podem ignorar inspeção
Contran determina: inspeção estadual começa em dois anos
Abaixo-assinado quer carro antigo fora da inspeção
Recall de Fiat Argo, Uno e Mobi é segundo maior do ano
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Tem mais: fique sabendo que o badalado Mercedes-AMG Project One, mostrado mundialmente no último Salão de Frankfurt, não é o primeiro "carro de F1 desenvolvido para as ruas", pois quem ostentou esse mesmo título nos anos 1990 foi a Ferrari F50, criada para celebrar os 50 anos da marca.

Agora, em 2017, elenco aqueles que, na minha opinião, são os 10 modelos mais importantes da história da Ferrari, ordenadas por data. Lembrou de algum outro? Cite no campo dos comentários.

O Top 10 da história da Ferrari

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    125S (1947)

    Como dissemos, a Scuderia Ferrari surgiu em 1929, como um braço de competições da Alfa Romeo. Mas carro feito para cliente, só em 1947, e ele se chamava 125S. A primeira Ferrari vendida ao público da história tinha um V12 de 1,5 litro (imaginem o tamanho dos pequenos cilindros) e 120 cv.

  • Imagem: Peter Gadsby/Reprodução
    Peter Gadsby/Reprodução
    Imagem: Peter Gadsby/Reprodução

    250 GTO (1962)

    Com motor V12 3.0 de 304 cv, a 250 GTO é considerada um dos modelos mais fiéis à essência da marca. Em 2014, bateu o recorde de carro clássico mais caro já vendido, ao ter uma das poucas unidades restantes leiloada por US$ 38 milhões (cerca de R$ 125 milhões).

  • Imagem: Wikiwand/Reprodução
    Wikiwand/Reprodução
    Imagem: Wikiwand/Reprodução

    Dino (a partir de 1967)

    Leva o nome de Dino em homenagem ao filho do fundador da marca, Enzo Ferrari. Criada para ser mais acessível, utilizava motor V6 e teve diversas variantes ao longo da história.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    288 GTO (1984)

    Para correr no Grupo B de rali, 200 unidades desse modelo deveriam ser produzidas. Mas a demanda foi maior e a marca acabou construindo 272 exemplares. Motor era um V8, birturbo, de 2,9 litros e 406 cv.

  • F40 (1987)

    Sucessora moral da 288 GTO, a F40 manteve a base do motor com o uso do turbo, mas chegou a 485 cv. Trinta anos depois, ainda é um dos carros mais rápidos do mundo, com velocidade máxima de 321 km/h, e sonho de consumo de qualquer fã de automóveis.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    512 Testarossa (1991)

    Um dos nomes mais famosos no mundo automotivo e ícone de design, a 512 Testarossa leva motor V12 de 4,9 litros que pode render 434 cv.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Enzo (2002)

    Com esse nome, dispensa apresentações. A Ferrari Enzo foi simplesmente o carro criado pela marca para homenagear seu fundador, Enzo Ferrari. Carrega câmbio de carro de F1 e motor V12 de 670 cv e teve apenas 400 exemplares produzidos.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    F50 (1995)

    Teve como principal responsabilidade suceder a F40 quando foi lançada para comemorar os 50 anos da Ferrari. Leva tecnologia importada da Fórmula 1, como o motor V12 de 4,7 litros e 520 cavalos.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    LaFerrari (2013)

    É o supercarro da marca para os novos tempos: motor V12 de 800 cv acoplado a um elétrico, que combinados geram 963 cv. Foi limitada a cerca de 500 unidades e o brasileiro Felipe Massa virou proprietário de uma.

  • Imagem: Tobias Schwarz/AFP Photo
    Tobias Schwarz/AFP Photo
    Imagem: Tobias Schwarz/AFP Photo

    Portofino (2017)

    Último lançamento da marca, revelada no Salão de Frankfurt 2017, a nova Ferrari "de entrada" tem "só" motor V8 turbo de 600 cv.

Fonte: Rodrigo Mora

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Cultura do carro

Topo