Topo

Seu Automóvel

Jeep Compass desbanca Honda HR-V como carro usado que menos desvaloriza

Murilo Góes/UOL
Jeep Compass perde apenas 7,3% do valor após 12 meses Imagem: Murilo Góes/UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/11/2018 08h00

Pela primeira vez, o Jeep Compass foi o vencedor geral do prêmio "Selo Maior Valor de Revenda", promovido pela Agência Autoinforme e pelo jornalista Joel Leite, blogueiro de UOL Carros.

Com depreciação de apenas 7,3%, o utilitário esportivo apresentou a menor desvalorização de um modelo usado no Brasil desde o início da premiação. Modelo mais vendido da categoria de SUVs há dois anos consecutivos, o Compass desbancou o Honda HR-V, que era o campeão geral há dois anos seguidos. O resultado foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo

Essa sequência de bons resultados de SUVs mostra que a categoria é a mais aquecida do mercado brasileiro, seja para modelos zero-quilômetro, seja para carros seminovos e usados. Atualmente, a faixa de SUVs é responsável por mais de 24% dos emplacamentos de automóveis no Brasil.

O hatchback compacto Chevrolet Onix, também campeão de vendas no seu segmento, foi o segundo colocado geral, com desvalorização de 7,8% -- que também o colocou na liderança pelo quinto ano consecutivo.

"Mais que mercados maduros, o carro no Brasil ainda representa grande valor de posse. Muitas vezes representa a poupança da família, por reter muito do seu valor e manter a liquidez na hora da revenda. O índice de desvalorização, somado ao custo de propriedade, hoje têm determinado boa parte a decisão de compra do consumidor de carros zero-quilômetro", afirmou Joel Leite, que é idealizador da premiação em parceria com a Molicar/KBB.

Como é feita a avaliação

Leite esclarece que o estudo compara o preço efetivamente cobrado pelo automóvel quando novo com seu valor médio de revenda após 12 meses de uso, tomando como base a tabela Molicar.

Este ano, o prêmio teve ao todo 24 marcas e 110 modelos avaliados -- foram excluídos os veículos com menos de mil unidades emplacadas durante um ano, exceto pela categoria "Híbridos/Elétricos", que ainda tem volume muito baixo de vendas -- mas relevância por conta das novas tecnologias que oferecem.

"Consideramos o preço efetivamente praticado pelo mercado e não o valor oficial de tabela, para evitar distorções. Também excluímos modelos que mudaram de linha ao longo do ano", explicou Joel Leite.

Veja abaixo os modelos que menos perdem valor de mercado após 12 meses de uso nas diferentes categorias: 

Carros que menos desvalorizaram em 2018

  • Renault Kwid

    Vencedor da categoria "hatch de entrada", com 8,4% de desvalorização. Ford Ka (2º, 9% de depreciação); Toyota Etios (3º, 9,6% de depreciação).

  • Chevrolet Onix

    Vencedor da categoria "hatch compacto", com 9,3% de desvalorização. Hyundai HB20 (2º, 10,7% de depreciação); Fiat Argo (3º, 11% de depreciação).

  • Chevrolet Prisma

    Vencedor da categoria "sedã de de entrada", com 7,8% de desvalorização. Toyota Etios (2º, 9,2% de depreciação); Ford Ka (3º, 9,4% de depreciação).

  • Honda City

    Vencedor da categoria "sedã compacto", com 8,3% de desvalorização. Nissan Versa (2º, 9,8% de depreciação); Chevrolet Cobalt (3º, 10,3% de depreciação).

  • Honda Fit

    Vencedor da categoria "minivan/monovolume", com 10,4% de desvalorização. Chevrolet Spin (2º, 10,9% de depreciação); Citroën Aircross (3º, 12,6% de depreciação)

  • Volkswagen Golf

    Vencedor da categoria "hatch médio", com 11% de desvalorização. Chevrolet Cruze (2º, 11,9% de depreciação); Ford Focus (3º 12,8% de depreciação).

  • Toyota Corolla

    Vencedor da categoria "sedã médio", com 10% de desvalorização. Honda Civic (2º, 11,2% de depreciação); Chevrolet Cruze (3º, 11,8% de depreciação).

  • Volkswagen Golf Variant

    Vencedora da categoria "perua", com 12% de desvalorização. Volkswagen Spacefox (2ª, 13,8% de depreciação); Fiat Weekend (3ª, 18,6% de depreciação)

  • Ford Fusion

    Vencedor da categoria "sedã grande", com 14,5% de desvalorização. Mercedes-Benz Classe E (2º, 15,6% de depreciação); Volkswagen Passat (3º, 16,3% de depreciação)

  • Mini Cooper

    Vencedor da categoria "hatch premium", com 11,2% de desvalorização. Audi A1 (2º, 12,6% de depreciação); Mercedes-Benz Classe A (3º, 13,3% de depreciação).

  • Volkswagen Saveiro

    Vencedora da categoria "picape pequena", com 10,1% de desvalorização. Fiat Strada (2ª, 12,6% de depreciação); Chevrolet Montana (3ª, 14,2% de depreciação)

  • Fiat Toro

    Vencedora da categoria "picape compacta", com 11,6%% de desvalorização. Renault Duster Oroch (2ª, 12,9% de depreciação).

  • Toyota Hilux

    Vencedor da categoria "picape média", com 10,9% de desvalorização. Ford Ranger (2ª, 11,6% de depreciação); Chevrolet S10 (3ª, 12,4% de depreciação).

  • Hyundai Creta

    Vencedor da categoria "SUV de entrada", com 8,9% de desvalorização. Honda HR-V (2º, 9,5% de depreciação); Honda WR-V (3º, 9,8% de depreciação).

  • Jeep Compass

    Vencedor da categoria "SUV compacto" e modelo com menor desvalorização do ano, com 7,3% de desvalorização. Outros SUVs: Peugeot 3008 (2º, 8,7% de depreciação), BMW X1 (3º, 9,3% de depreciação).

  • Volvo XC60

    Vencedor da categoria "SUV médio", com 12,7% de desvalorização. Mitsubishi Outlander (2º, 13,1% de depreciação); Hyundai Santa Fe (3º, 13,7% de depreciação).

  • Toyota SW4

    Vencedor da categoria "SUV grande", com 11,1% de desvalorização. Chevrolet Trailblazer (2º, 12,1% de depreciação); Mitsubishi Pajero (3º, 12,7% de depreciação).

  • Toyota Prius

    Vencedor da categoria "híbrido/elétrico", com 12,7% de desvalorização. Volvo XC90 T8 (2º, 13,8% de depreciação); BMW i3 (3º, 14% de depreciação).

Fonte: "Selo Maior Valor de Revenda", da agência AutoInforme -- usados com menor índice de depreciação no período 12 meses.

Mais Seu Automóvel