Topo

Cultura do carro

Hyundai HB20 faz seis anos com quase 1 milhão de carros vendidos

Murilo Góes/UOL
Modelo é o carro mais emplacado da história da Hyundai no país Imagem: Murilo Góes/UOL

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/09/2018 04h00

A Hyundai fez fama vendendo carros importados com design moderno e boa relação custo-benefício. Foi por isso que houve certo receio quando a marca anunciou o lançamento de um hatchback compacto fabricado no Brasil.

Será que a fabricante conseguiria aplicar seu reconhecido padrão de qualidade em um carro popular? Como a montadora atenderia uma clientela tão diferente quanto a dos modelos importados da Coreia do Sul? As dúvidas, porém, foram respondidas em 2012, quando a marca apresentou o HB20. Euforia nas ações comerciais e na recepção do público.

Seis anos depois, UOL Carros lembra a trajetória do modelo, que virou família (hatch, sedã, aventureiro e até modelo turbinado) e já vendeu quase 1 milhão de unidades. 

Veja mais

+ Hyundai Creta ganha relógio para abrir carro sem chave
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Produzido em uma fábrica de US$ 700 milhões construída em Piracicaba (SP),o HB20 ganhou admiradores (e clientes) por suas virtudes. A principal delas sempre foi o design. Baseado nos modelos mais caros da marca, o compacto ainda preserva linhas bem equilibradas e elegantes -- até sua chegada, raras em um veículo popular.

Seis anos depois, a fábrica de Piracicaba já produziu 1 milhão de carros, sendo 935 mil unidades do HB20 (o SUV Creta completa o numeral forte). O local opera em três turnos desde 2013, elevando a capacidade produtiva máxima para 180 mil veículos por ano. Entretanto, ainda é possível ampliar este volume. Além de atender o mercado brasileiro (que responde por 99% do volume produzido), a Hyundai exporta carros para Uruguai e Paraguai.

Atualmente, o HB20 responde por aproximadamente 94% do volume total de carros produzidos pela empresa no país -- e, claro, é o maior sucesso da empresa no país.

História do HB20 no Brasil

  • Murilo Góes/UOL

    2012: HB20 chega às ruas

    Em outubro de 2012 a Hyundai começou a vender no Brasil seu primeiro carro "popular", feito na inédita fábrica de Piracicaba, no interior de São Paulo. Preços de lançamento variavam de R$ 31.995 a R$ 47.995, em versões com a então pouco explorada arquitetura de motor 1.0 3-cilindros (versões 1.6 podiam trazer câmbio automático de quatro marchas). Garantia de cinco anos era outro diferencial

  • Murilo Góes/UOL

    2013: nos braços do povo

    Após rodar 750 km com o HB20 Comfort Style 1.0, UOL Carros constatou que ele engana quem o dirige -- felizmente para melhor Leia mais

  • Divulgação

    2013: estreia do HB20X

    Em janeiro do ano seguinte o HB20 vestiu o figurino "cross". A marca aproveitava o sucesso que os "aventureiros urbanos" faziam (e ainda fazem) no Brasil e lançava o HB20X, custando entre R$ 48.755 e R$ 54.455 Leia mais

  • Divulgação

    2013: multimídia a bordo

    O HB20 tinha muitas virtudes, mas ficava para trás no quesito conectividade, já que o Chevrolet Onix (um de seus maiores rivais desde sempre) tinha a central multimídia MyLink; o deslize foi corrigido no fim de 2013, quando o Hyundai ganhou central multimídia como opcional, inicialmente apenas na versão Premium.

  • Divulgação

    2014: olha o sedã!

    Dois meses depois, em março de 2013, a versão sedã era lançada em um superevento em Foz do Iguaçu (PR). O preço inicial de R$ 39.495 para um três-volumes compacto com motor 1.0 (algo extremamente comum atualmente) assustou, mas as vendas provaram o contrário. O HB20S mais caro, naquele ano, saía por R$ 53.995 (hoje o 1.0 de entrada custa a partir de R$ 50.265)

  • Divulgação

    2014: gol da... Hyundai?

    No ano da Copa do Mundo no Brasil, a Hyundai, patrocinadora oficial da Fifa, lançou a primeira versão especial do HB20, chamada "Copa do Mundo", na época custando entre R$ 41.465 e R$ 53.110 (hatch e sedã). Limitada a 8 mil unidades, a edição trazia TV digital a bordo como diferencial. Leia mais

  • Divulgação

    2014: HB20 "For You" celebra dois anos

    No mesmo ano, em comemoração aos dois anos da instalação da representação oficial da montadora no país, surgia outra edição especial, chamada "For You" (Para você, em inglês)

  • Murilo Góes/UOL

    2014: R-Spec antecipa novo HB20

    No Salão do Automóvel de São Paulo daquele ano, a Hyundai antecipou o novo visual do compacto com o conceito HB20 R-Spec. Principal mudança foi feita na grade frontal. Leia mais

  • Divulgação

    2015: pimentinha

    Antes de retocar a cara, em meados de 2015 a família HB20 estreou no hatch uma outra novidade: uma versão com apelo esportivo (apenas no visual) chamada Spicy

  • Divulgação

    2015: Impress, só no sedã

    Para o HB20S, a marca desenvolveu naquele mesmo ano uma versão chamada Impress, que era baseada na Comfort Style 1.6 e trazia como diferenciais rodas de 15 polegadas diamantadas, bancos de couro perfurado e faróis com sensor crepuscular -- os preços variavam entre R$ 53.665 e R$ 57.225 (AT)

  • Divulgação

    2015: primeira plástica

    Em setembro daquele mesmo ano (2015), quase três anos após a estreia do carro no Brasil, a Hyundai renovou o design, a lista de equipamentos do HB20 -- que já acumulava 500 mil unidades vendidas desde seu lançamento. Os preços? De R$ 38.995 a R$ 59.445. Destaque para a adoção de câmbio automático de seis marchas na configuração 1.6 Leia mais

  • Murilo Góes/UOL

    2015: aventureiro HB20X também muda

    Em outubro o HB20X recebeu modificações estéticas um pouco mais profundas, incluindo grade bipartida exclusiva e ajustes nas suspensões (mais elevadas que as do HB20 "civil"). Paleta de cores passou a contar com três novos tons: prata Sand, bronze Terra e verde Forest, este exclusivo da linha X

  • Murilo Góes/UOL

    2015: tapa na traseira

    No mês seguinte, em novembro, foi a vez de o HB20S, o sedã, receber a reestilização visual, que inverteu a disposição das luzes das lanternas (compare com o modelo de três fotos atrás). Os preços iam de R$ 46.225 a R$ 62.275 Leia mais

  • 2016: os queridinhos

    Onix e HB20 dominavam (como ainda dominam) o mercado de carros populares em 2016. Por isso, UOL Carros juntou os dois "queridinhos" do Brasil para mostrar o que cada um tem de bom -- e ruim também.

  • Divulgação

    2016: olha o turbo!

    No ano seguinte, em 2016, a linha HB20 seguiu o atalho criado pelo up! TSI e entrou na era dos motores turbo -- que passou a fazer parte da gama do modelo como uma versão fixa para hatch e sedã (excluindo o HB20X). Grande mancada foi lançar um propulsor desses sem injeção direta, o que o deixou menos eficiente. Leia mais

  • Divulgação

    2016: nas ondas do mar

    Naquele mesmo ano uma nova série especial aparecia no line-up do modelo, chamada Ocean, "em homenagem às belas praias brasileiras", segundo a marca. Custava a partir de R$ 49.755 (hatch 1.0) e chegava a R$ 64.685 no sedã 1.6. Apesar de já ser feita com o novo visual, não tinha os faróis de LED. Só podia ser azul, prata e branco

  • Divulgação

    2016: roupagem esportiva

    Lembra do conceito R-Spec do Salão de SP? Bem: depois da Spicy, de 2015, a renovação visual do HB20 trouxe ao mercado brasileiro outra versão com apelo esportivo. O nome? HB20 R-Spec, que estreou custando até R$ 58.195. O motor era o mesmo 1.6 aspirado das versões convencionais, de 128 cv Leia mais

  • Divulgação

    2017: soprando velinhas

    O aniversário de cinco anos do HB20 foi celebrado com a série especial "Comemorativa 5 Anos". Carro tinha pequenos detalhes de design, mais equipamentos e garantia de seis anos. Leia mais

  • 2018: bola na rede

    O HB20 voltou a ter uma edição alusiva à Copa do Mundo da FIFA em 2018, e UOL Carros avaliou em detalhes; desta vez, além dos emblemas do torneio de futebol, o carro trazia acabamento exclusivo, tapetes personalizados e central multimídia com TV digital.

  • Divulgação

    2018: multimídia para todos

    Até então oferecida apenas nas versões mais caras, a central multimídia passou a integrar a lista de opcionais de todas as versões

  • Divulgação

    2018: show do milhão

    Não é todo dia que uma fabricante chega à marca de 1 milhão de veículos produzidos no país. Para comemorar o feito, a Hyundai lançou a Edição Comemorativa 1 Million para os modelos HB20, HB20S e Creta. No caso dos compactos, a série especial é baseada na versão Comfort Plus 1.6 com câmbio automático de seis marchas, mas as diferenças eram apenas visuais: ambos ganharam rodas de liga leve de 15 polegadas com acabamento diamantado e grade hexagonal com aletas cromadas e contorno em preto brilhante.

  • Divulgação

    2018: mais uma reestilização

    A linha 2019 trouxe mais uma atualização visual; desta vez, a grade com barras horizontais foi substituída pelo padrão do "tipo colméia", como a grade do R-Spec. A versão Comfort foi substituída pela Unique (nas carrocerias hatch e sedã) e a oferta da central multimídia com TV digital foi ampliada. Leia mais

Fonte: Divulgação/UOL

Mais Cultura do carro