Cultura do carro

Dia nacional do Fusca: relembre números e curiosidades do ícone mundial

Reprodução
Milésimo Volkswagen Fusca é entregue em Wolfsburg (Alemanha), em março de 1946 Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/01/2017 18h08

Nesta sexta-feira (20) comemora-se o Dia Nacional do Fusca. O "besouro", considerado um dos automóveis mais importantes da história, completa 72 anos de vida em 2017 e mesmo fora de linha há 21 anos no Brasil (são 13 anos de aposentadoria no México, último local onde deixou de ser produzido), não deixa de colecionar histórias inéditas.

Nascido em 1945 na Alemanha, montado no Brasil a partir de 1953 e produzido em série por aqui desde 1959, os números não negam seu sucesso: foram cerca de 21 milhões de unidades produzidas ao longo da história e mais de 3,1 milhões de carros vendidos no Brasil.

Confira números e curiosidades do lendário Volkswagen Sedan.

A história do "besouro"

  • Paixão nacional

    No Brasil, a Volkswagen iniciou sua história com o... Fusca. Em 1953, começou a ser montando em um galpão no Ipiranga, zona sul de São Paulo, por uma fábrica de eletrodomésticos. Nem era Fusca, mas Volkswagen Sedan. A partir de 1959, o Fusca começou a ser fabricado na própria Volkswagen, em São Bernardo do Campo (SP)a. Durou até 1986... mas voltou à vida, para a alegria de uma legião de fãs, entre 1993 e 1996.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    Números

    Ao todo, foram mais de 21 milhões de unidades produzidas em todo o mundo. Só no Brasil, o Fusca teve mais de 3,1 milhões de unidades vendidas. O primeiro carro produzido em série saiu da linha de produção na Alemanha pouco depois do Natal após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. Leia mais

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Motores

    O primeiro Fusca vendido no Brasil usava um motor 1.200. Depois que passou a ser produzido no país, as versões também saíam da linha de montagem com motor de 1.300 cc (a partir de 1967, com 45 cv), 1.500 cc (que estretou em 1970, com 52 cv, o que lhe rendeu o apelido de "Fuscão") e 1.600 cc (em 1974, com dupla carburação, que rendia 65 cv). O câmbio foi sempre manual de quatro marchas.

  • Imagem: UOL
    UOL
    Imagem: UOL

    O nome

    Apesar de originalmente se chamar Volkswagen Sedan, no Brasil o nome "Fusca" foi oficialmente adotado 1983. No ano seguinte, o modelo ganhou freios a disco na dianteira e passou a ser produzido apenas na versão com motor de 1.600 cc ? em 1985, ele também passou a oferecer versões movidas a etanol.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    "Fusca Itamar"

    O retorno da fabricação em 1993, sete anos após sua paralisação, aconteceu a pedido do então presidente da República, Itamar Franco. O Fusca voltou a ser produzido em uma versão movida exclusivamente a etanol, e parou de ser fabricado três anos depois, em 1996.

  • Imagem: Murilo Góes/UOL
    Murilo Góes/UOL
    Imagem: Murilo Góes/UOL

    Legado

    Para se tornar líder de vendas no Brasil por 27 anos seguidos, o Gol teve de seguir o legado deixado pelo Fusca, que foi o carro mais emplacado do país por 24 anos consecutivos. Fora do Brasil, a primeira geração foi feita no México (onde é conhecido como "Vocho") até 2003. Depois, surgiram o New Beetle e o atual Fusca, agora um hatch esportivo feito sobre a base de Golf/Jetta. Leia mais

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Queridinho

    O sucesso não se limitou às ruas: o Fusca também virou personagem de filmes, seriados, desenho e, claro, brinquedos. Essa releitura feita pela Lego (que não é a primeira edição feita pela famosa fabricantes de blocos coloridos) tem 1.167 peças para montar e reproduz modelo de 1960. Leia mais

Fonte: UOL Carros

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo