Topo

Mão na roda


Mão na roda

Carro seminovo: compre e venda usados sem correr risco, nem perder dinheiro

Zanone Fraissat/Folhapress
Seguindo as dicas, você consegue fazer um bom negócio sem se preocupar Imagem: Zanone Fraissat/Folhapress

Benê Gomes, Vitor Matsubara

Colaboração para o UOL, de São Paulo (SP)

02/01/2019 16h00

Chegou a hora de fazer negócio, comprar ou vender um carro seminovo (aquele com um ou dois anos de mercado e, em muitos casos, ainda dentro da garantia) ou usado? O que é preciso observar para fazer um bom negócio? E como se livrar de riscos durante a transação?

Falando do produto, é preciso verificar o estado de conservação, checar se as revisões foram feitas em concessionárias (sob risco de perder a garantia caso o carro ainda esteja dentro do prazo estabelecido pela fabricante) e identificar indícios que podem identificar futuros incômodos. Sem esses cuidados, o carro dos seus sonhos pode acabar virando um pesadelo.

A mesma cautela também vale na hora de negociação. Fechar o preço certo, valorizar o automóvel para conseguir um valor satisfatório e até escolher o melhor local e forma de pagamento são alguns cuidados necessários.

Quer saber como tomar as decisões certas? UOL Carros já trouxe dicas preciosas tanto para quem quer comprar quanto para quem pretende vender seu carro seminovo e agora lista todas em forma de guia prático. E com vídeo, para te dar mais detalhes em cada uma das dicas. Se quiser saber ainda mais, basta clicar sobre o link ("Leia Mais") de cada item e seguir para a reportagem específica sobre o assunto. Bons negócios!

Compre bem

  • Por onde começar

    Comprar um carro seminovo ou usado pode ser um ótimo negócio. Basta tomar alguns cuidados básicos, no momento da negociação. Para facilitar sua vida, listamos agora o checklist do que verificar no momento da compra para não ter dor de cabeça no momento de concretizar a compra do usado. Para evitar dor de cabeça antes de fechar negócio, uma alternativa é solicitar que o vendedor, seja ele empresa ou pessoa física, forneça a vistoria cautelar: trata-se de um serviço pago que analisa a originalidade de diversos pontos de identificação do veículo, como numeração de chassi, motor, câmbio, vidros e etiquetas de identificação. Leia mais

  • Descubra se já foi batido

    Um dos temores mais frequentes é adquirir um veículo que aparenta estar boas condições, mas na verdade já foi batido e sofreu algum dano mais grave, inclusive estrutural. Para evitar dor de cabeça antes de fechar negócio, uma alternativa é solicitar que o vendedor, seja ele empresa ou pessoa física, forneça a vistoria cautelar: trata-se de um serviço pago que analisa a originalidade de diversos pontos de identificação do veículo, como numeração de chassi, motor, câmbio, vidros e etiquetas de identificação. Leia mais

  • Faça um bom test-drive

    Test-drive é essencial para decidir a compra de um automóvel, seja zero-quilômetro ou (e muita gente ignora isso) usado. Afinal de contas, somente dirigindo o veículo você tem condições de avaliar aspectos como desempenho do motor e das suspensões, funcionamento do câmbio, consumo de combustível e posição de dirigir. Quando se trata de um seminovo ou usado, então, o foco deve ser mais amplo, considerando também as condições de conservação do carro, moto ou utilitário que você quer colocar na garagem. Leia mais

  • Cuidados ao comprar online?

    Sites e serviços online facilitam muito a vida de quem vai negociar um carro usado ou seminovo, mas é preciso tomar alguns cuidados para deixar a negociação pela internet mais segura. Na tela do smartphone ou do computador, dá para escolher rapidinho um automóvel sentado no sofá de casa. Apesar do conforto e da praticidade, fique alerta para não cair em golpes: nem perca tempo com ofertas mágicas, com valores muito fora do padrão. Leia mais

  • Financiamento

    O financiamento é um dos meios de pagamento mais procurados por quem compra um carro usado. O motivo principal é a facilidade de diluir o valor total do veículo em suaves prestações. Assim, o motorista pode trocar de carro sem a necessidade de realizar o pagamento integral no ato da compra. Por isso, UOL Carros falou com Cristian Vieira, diretor nacional da Carbraxx Seminovos, e separou dicas valiosas para que você escolha a modalidade certa de financiamento para seu bolso! Leia mais

Venda bem

  • NÃO faça isso

    Seminovo bem cuidado e com equipamentos originais é garantia de venda fácil e valorizada. Porém é fácil cair em algumas tentações que aparentemente podem trazer alguma vantagem financeira, mas que na verdade acabam desvalorizando o veículo e dificultando sua venda em um prazo mais curto. O consultor de automóveis seminovos Flávio Figueiredo dá orientações do que você não deve fazer ao passar adiante o seu carro e, com isso, obter o melhor preço e mais rapidamente. Saiba, então, o que NÃO fazer no momento de colocar seu usado à venda. Leia mais

  • Valorize seu carro

    Para conseguir o melhor preço ao vender seu automóvel seminovo ou usado, seja para dar de entrada na troca por outro mais novo, seja para levantar um dinheiro, é preciso que ele seja atraente aos compradores. A dica primordial para se dar bem ao vender seu carro usado é deixá-lo atraente para o comprador e resolver pendências antigas. Mas com a ajuda de Flávio Figueiredo, consultor de automóveis seminovos, destacamos outros pontos para tornar seu seminovo ou usado um modelo bom de loja. Confira! Leia mais

  • Defina o preço certo

    Vender um carro usado pode ser um processo desgastante se você não souber definir o preço certo. Não adianta anunciá-lo por um valor muito abaixo do mercado (para não sair no prejuízo) nem pedir um valor fora da realidade do mercado. Quando isso não acontece, a tal da lei de oferta e procura também pode determinar o preço final de um veículo. Para não cair nas armadilhas e nem ficar com um mico na mão, listamos algumas dicas para definir o preço de seu carro usado. Vamos a elas! Leia mais

  • Loja ou particular?

    Na hora de vender um carro usado é melhor negociar direto com um particular? Ou vale aproveitar as facilidades da negociação em lojas? Na ponta do lápis, o negócio entre particulares ainda é o que garante maior lucro. Mas quem prefere vender o carro usado direto para a concessionária busca economia de tempo, facilidade em fechar negócio e ainda evita contato direto com o futuro comprador. Deixamos dicas para ajudar na sua decisão. Leia mais

Mais Mão na roda