Seu Automóvel

Carro mais barato nem sempre é o preferido na hora da compra; veja ranking

Divulgação
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

29/08/2017 13h27

UOL Carros publica periodicamente o ranking dos carros mais vendidos no país, lista que tem o Chevrolet Onix como líder há duas temporadas e meia. Mas, dos dez carros mais emplacados, quais são as versões que realmente fazem sucesso? São as mais baratas ("de entrada"), quase sem equipamentos, mas que cabem no orçamento mais apertado? Ou o carro que vai pra garagem é mais equipado? 

Embora todo mundo peça carros com preços mais justos e mais em conta, com razão, dados fornecidos com exclusividade pela consultoria automotiva Jato Dynamics, balizados em emplacamentos registrados pela Fenabrave, mostram que nem sempre a versão mais barata é a que vai para a garagem.

Se o líder Onix segue o "instinto" de ter a versão mais barata como ganha-pão, em muitos casos o consumidor acaba levando versões intermediárias -- nem tão "peladas", nem com preço tão elevado. É a relação custo/benefício sendo calculada à risca. 

Além disso, quanto mais caro o modelo, mais fica claro que equipamentos são fundamentais, incluindo o câmbio automático, fazendo versões manuais sobrarem como "mico". Confira!

SIGA UOL CARROS NO YOUTUBE

+ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/B4mHyi

+ Instagram: https://www.instagram.com/uolcarros/

Quem vende mais

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Chevrolet Onix 1.0 Joy

    O trunfo do carro mais vendido do Brasil nos primeiros sete meses deste ano (98.474 unidades) está em contar com duas configurações diferentes (receita que, aliás, já foi usada por Volkswagen, Fiat, Ford e pela própria General Motors em outros anos): o Onix que mais vende é da versão Joy 1.0 (28.078 unidades ou 28,51% do total). Esta versão tem a cara velha, enquanto as demais trazem o visual mais refinado da reestilização, mas ainda assim entrega uma de cada três Onix emplacados. De toda forma, custa mais de R$ 40 mil (iniciais R$ 41.690), ainda que não seja "pelado": traz direção elétrica, câmbio de seis marchas, ar-condicionado, alerta de pressão dos pneus e travas elétricas e o sistema de atendimento e monitoramento remoto OnStar.

  • Imagem: Arquivo pessoal
    Arquivo pessoal
    Imagem: Arquivo pessoal

    Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus

    Segundo automóvel mais vendido do Brasil (60.462 unidades), o HB20 sai mais na versão intermediária Comfort Plus 1.0: são 17,6 mil unidades (29,11% do total). Custando R$ 46.330, traz alarme perimétrico, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros, travas e retrovisores elétricos e abertura das portas a distância, pela chave, som com Bluetooth e comandos integrados ao volante. Só para dar uma ideia, a versão de topo 1.6 Premium automática tem apenas 3,85% do total.

  • Imagem: Murilo Góes/UOL
    Murilo Góes/UOL
    Imagem: Murilo Góes/UOL

    Ford Ka 1.0 SE

    A versão de entrada soma 27.068 unidades (40,64% do total de 66.590 carros). Começa em R$ 44.290 e aposta em tecnologia e segurança: som com Bluetooth, USB e comandos de voz, volante com ajuste de altura, ar-condicionado, direção elétrica, travas e vidros dianteiros elétricos e Isofix no banco traseiro.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Renault Sandero 1.0 Expression

    Quarto automóvel mais vendido do país, o Sandero cresceu em emplacamentos com a chegada dos novos motores SCe 1.0 e 1.6, mais eficientes, em 2016. Quem mais vende é a configuração intermediária: 1.0 Expression (R$ 46.950) somando 18.190 unidades (39,95% do total de 45.530). A de entrada, Authentique (R$ 43.350), entrega 30%. O Sandero 1.0 Expression traz alarme perimétrico, volante ajustável em altura, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos e sistema de som com comandos atrás do volante.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Volkswagen Gol 1.0 Trendline

    Ele deixou de ser o carro zero mais vendido do Brasil em 2014, mas segue firme entre os cinco líderes, com 42.446 unidades. E a versão de entrada, 1.0 Trendline, é de longe a preferida do consumidor: 24.891 unidades (58,64%). No extremo, a Highline 1.6 I-Motion (automatizada), é topo de gama, mas só faz figuração: foram 39 unidades este ano. O Gol 1.0 Trendline é bem frugal: custa R$ 42.990, tem duas portas, direção hidráulica, travas e vidros elétricos só nas portas dianteiras, banco do motorista com ajuste de altura, limpador e desembaçador do vidro traseiro.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Chevrolet Prisma 1.0 Joy

    Da mesma forma que o Onix, o sedã Prisma vende mais na versão com visual antigo, 1.0 Joy. Custa R$ 45.790 e responde por 26,33% do total (9.875 de 37.502 emplacamentos). Ainda assim, a configuração de topo, 1.4 LT fica perto: 9.323 emplacamentos ou 24,86%. O Prisma 1.0 Joy traz lista de itens de série semelhante à da configuração hatch. Já o 1.4 LT (R$ 55.790) entrega motor mais potente (106 cv), visual atualizado, faróis de neblina, rodas de liga leve de 15 polegadas, câmera de ré, sensores traseiros de estacionamento e central multimídia com tela tátil de sete polegadas, com Android Auto e Apple CarPlay.

  • Imagem: Murilo Góes/UOL
    Murilo Góes/UOL
    Imagem: Murilo Góes/UOL

    Toyota Corolla 2.0 XEi CVT

    Carro médio entre diversos compactos no ranking de mais vendidos, o Toyota Corolla parece ter perfil de cliente que prefere pagar mais para ter um veículo mais completo: a versão mais vendida do sedã médio líder de mercado é a intermediária 2.0 XEI, que parte de R$ 103.990 e soma 16.209 unidades -- 45,73% dos (35.443 emplacamentos). A versão de entrada GLi de R$ 91.990 aparece em seguida (39% das vendas).

  • Imagem: Murilo Góes/UOL
    Murilo Góes/UOL
    Imagem: Murilo Góes/UOL

    Fiat Mobi 1.0 Like

    Primeiro carro da Fiat no ranking, o Mobi parte de R$ 34.210, mas a versão preferida de quem compra é a intermediária Like/Like On 1.0 (R$ 39.780), com 44% do total (13.434 de 29.933 emplacamentos). Não à toa, trata-se da primeira opção que não é "pelada" no catálogo: ar-condicionado, computador de bordo, direção hidráulica, porta-malas com carpete, travas e vidros dianteiros elétricos e volante com regulagem de altura são de série.

  • Imagem: Murilo Góes/UOL
    Murilo Góes/UOL
    Imagem: Murilo Góes/UOL

    Honda HR-V 1.8 EX CVT

    O SUV mais vendido do mercado tem uma versão de R$ 81 mil (LX), mas nem 1% dos compradores a leva para a garagem, possivelmente por conta do câmbio manual. Nem a LX CVT vende bem, de fato. A preferida é a intermediária EX (R$ 94.600), com mais da metade das vendas (50,79% de 26.731 unidades): traz ar-condicionado automático digital com comandos tem tela tátil, controle de velocidade de cruzeiro, volante multifuncional revestido de couro e central multimídia com tela de cinco polegadas, além do câmbio CVT.

  • Imagem: Murilo Góes/UOL
    Murilo Góes/UOL
    Imagem: Murilo Góes/UOL

    Jeep Compass 2.0 Longitude Flex

    O 10º modelo mais vendido do Brasil também é um SUV, ainda maior e mais caro que o HR-V. Também neste caso, boa parte das 26.155 unidades emplacadas fica por conta da versão intermediária: a Longitude 2.0 Flex (R$ 114.990) tem 37,17% das vendas (9.723 unidades). Depois, vem outra versão Longitude, mas com motor turbodiesel e tração 4x4 (R$ 141.290, 23,18% das entregas). Ambas têm ar-condicionado digital com duas zonas, chave inteligente, partida por botão, rodas de liga leve de 18 polegadas e bancos revestidos parcialmente de couro.

Fonte: Jato Dynamics (vendas por versões) e Fenabrave (emplacamentos gerais)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Seu Automóvel

Topo