Coluna

O Motociclista

Motos aventureiras estão no auge e Salão do Automóvel é prova disso

Murilo Góes/UOL
Inédita CRF 1000L Africa Twin tem espaço de destaque no estande da Honda no Salão Imagem: Murilo Góes/UOL
Divulgação
O MotociclistaRoberto Agresti

Roberto Agresti, editor da Revista da Moto! desde 1994, volta a escrever para UOL Carros. Sua estreia na imprensa automotiva foi em 1984, com passagens pelas revistas Motoshow (atual Motor Show) e Motor 3. Atualmente, é comentarista da rádio CBN/CBN MOTO e colaborador do site AutoEntusiastas desde 2011.

Colunista do UOL

11/11/2016 14h21

Novíssima Honda CRF 1000L Africa Twin teve estreia no evento

Uma das estrelas da Honda no Salão do Automóvel de São Paulo 2016 tem duas rodas. Trata-se da maxitrail CRF1000L Africa Twin, uma versátil aventureira de calibre grosso tanto no aspecto dinâmico quanto no preço, ao redor dos R$ 70 mil.

Aventureiras como esta são motos que alimentam um forte desejo entre consumidores de todo o planeta. Aliás, é o segmento que alavanca de maneira decisiva as vendas de motos acima das 500 cc também aqui no Brasil.

De janeiro a outubro de 2016, ano que será lembrado como desastre para o setor de modo geral, tais aventureiras "seguraram as pontas" de marcas como BMW e Triumph -- seus modelos maxitrail de 800 e 1200 cc responderam por mais de 70% das vendas.

Best-seller

Uma das mais queridas entre as motos deste segmento é a BMW R 1200 GS, imponente bicilíndrica que pode se gabar de um feito: há anos é a motocicleta mais vendida do exigente mercado europeu, mesmo custando caro inclusive para os padrões de lá, entre 16 e 18 mil euros de acordo com a versão, algo como R$ 58 e R$ 65 mil.

O status da BMW R 1200 GS foi abalado no começo deste ano com a chegada da Africa Twin que, ao menos na Itália, maior mercado daquele continente, desbancou a germânica GS por uns meses. A performance não teve sequência e o declínio foi, de acordo com analistas da imprensa especializada europeia, consequência direta da redução da oferta. O terremoto que em abril passado atingiu Kumamoto, região do Japão onde ela é fabricada, causou a paralisação da produção por período suficiente para causar o desabastecimento justamente na época de vendas aquecidas no hemisfério norte.

Também o Brasil foi prejudicado pois a Africa Twin deveria ter sido lançada aqui na metade do ano, mas, seja como for, a aposta está lançada: custando em média R$ 10 mil menos do que a moto da BMW, tem como objetivo assumir a liderança do segmento tendo como trunfo não apenas o menor preço, mas também características específicas -- ela é mais leve, fácil e... trail -- e, claro, a inegável vantagem de estar na poderosa e pulverizada rede Honda de concessionárias.

Aventura na esquina

Para um leigo em motocicletas pode parecer paradoxal que as maxitrail estejam na lista dos desejos mais intensos da uma enorme parcela de motociclistas. Altas, pesadas, volumosas, feitas para encarar milhares de quilômetros em estradas ruins, elas são mais comumente usadas para pacatos giros de fim de semana, que raramente superam a centena de quilômetros.

A explicação pelo fascínio que exercem mereceria um tratado, linhas e mais linhas abordando complexos aspectos psicológicos e filosóficos. Porém, tudo pode se encerrar em uma só frase: há uma forte sede de aventura conceitual.

Partir para um pequeno passeio envergando o melhor equipamento de segurança e montado em uma motocicleta que represente um "must" tecnológico reconhecido mundialmente é mais do que sedutor.  Se o destino for um restaurantezinho a dezenas de quilômetros de casa ou as planíces da Patagônia, trata-se de mera questão de detalhe.

BMW R 1200 GS Adventure, Triumph Tiger Explorer e, agora, Honda CRF1000L Africa Twin são os cartões de visita de um estilo. Podem levar seus donos aos mais excitantes destinos mas, mais que isso, incitam a um sonho de aventura que não obrigatoriamente precisa ser realizado. Para muitos -- a maioria -- é suficiente tê-las na garagem e rodar apenas em lisas e conhecidas rodovias.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Colunas - Coluna O Motociclista
Topo